Donald Trump anuncia candidatura a presidente dos Estados Unidos em 2024

Ex-presidente disputará o cargo pela terceira vez consecutiva, após ter vencido em 2016 e perdido a tentativa à reeleição em 2020.

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou nesta terça (15) que disputará a eleição em 2024

O republicano Donald Trump anunciou nesta terça-feira (15) que disputará a Presidência dos Estados Unidos nas eleições de 2024, no que será sua terceira tentativa consecutiva de chegar ao cargo.

Vencedor nas eleições de 2016, o empresário foi derrotado pelo atual presidente, Joe Biden, na sua campanha de reeleição dois anos atrás.

Para conseguir a nomeação novamente, Trump terá que enfrentar eventuais adversários de seu partido nas prévias republicanas, marcadas para o período entre fevereiro e julho de 2024.

Elas ocorrerão nos 50 estados, na capital Washington e em outros cinco territórios norte-americanos pelo mundo, definindo o candidato que disputará as eleições presidenciais, em novembro.

A nova fase de Trump

Na primeira vez em que se candidatou à Presidência, sete anos atrás, um dos maiores desafios do grande empresário nova-iorquino era se apresentar como um presidenciável republicano sério, enfrentando a incredulidade de veteranos políticos e seus principais oponentes.

Hoje, embora seja visto como líder do partido e carregue o apoio de parte considerável entre os colegas e eleitores republicanos, o ex-presidente terá de superar outros obstáculos na corrida pela Casa Branca.

No momento em que assume a nova tentativa de concorrer à Casa Branca, Trump enfrenta ainda a repercussão do desempenho republicano nas eleições de meio de mandato. O partido esperava virar a Câmara e o Senado e eleger uma “onda vermelha” que marcaria uma liderança mais ampla no Congresso, mas isso não aconteceu.

Enquanto ainda aguarda para confirmar a maioria na Câmara, com poucas cadeiras a mais do que os democratas, os republicanos não conseguiram fazer o mesmo no Senado, que continuará com uma bancada maior de aliados de Biden.

Nos últimos dias, Trump se esquivou de críticas de colegas republicanos por seu envolvimento em disputas que acabaram vencidas pelos democratas e atacou dois potenciais adversários ​​do Partido Republicano que poderiam complicar seu caminho para a Casa Branca se lançarem suas próprias campanhas presidenciais.

O ex-presidente também vive com a expectativa de que ele ou seus associados possam ser indiciados por investigadores federais em duas investigações separadas do Departamento de Justiça.

Assessores dizem que Trump espera que sua entrada antecipada nas primárias presidenciais de 2024 direcione a conversa para longe dos fracassos republicanos e injete uma nova dose de entusiasmo em um partido desmoralizado em meio aos fracassos do Partido Republicano em capturar o controle do Senado e conquistar uma maioria considerável na Câmara.

*Publicado por Renata Souza, da CNN. Com informações de Gabby Orr, Steve Contorno e Marcelo Tuvuca, da CNN