Próxima etapa da imunização também priorizará pessoas com deficiência

A próxima etapa da vacinação contra Covid-19 no Brasil, com previsão para ser realizada até o final do mês de maio, contemplará pessoas com comorbidades, que é conjunto de causas que tornam uma doença mais grave ou complexa, e indivíduos com deficiências permanentes. Em todo o país, os dois públicos somam mais de 25 milhões de pessoas, além de gestantes e puérperas.

Na capital acreana, mais de 20 mil pessoas, de 18 a 59 anos, e que fazem parte desse grupo prioritário, já estão inscritas no Sistema Único de Saúde (SUS) para receber a primeira dose da vacina. Em Rio Branco, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ainda não há previsão de vacinação para essas pessoas. Atualmente, estão sendo imunizados idosos de 60 anos ou mais e profissionais da saúde.

Por somarem um grande número de pessoas, os contemplados com a próxima etapa de vacinação foram divididos em dois grupos.

I – Na fase I, serão vacinadas proporcionalmente, de acordo com o quantitativo de doses disponibilizado:

  • Pessoas com Síndrome de Down, independentemente da idade;
  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) independentemente da idade;
  • Gestantes e puérperas com comorbidades, independentemente da idade;
  • Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos;
  • Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.
    II – Na fase II, serão vacinadas proporcionalmente, de acordo com as doses disponibilizadas, segundo as faixas de idade de 50 a 54 anos, 45 a 49 anos, 40 a 44 anos, 30 a 39 anos e 18 a 29 anos:
  • Pessoas com comorbidades;
  • Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no BPC;
  • Gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes.