Polícia Civil abre inquérito para apurar suposto racha no Segundo Distrito de Rio Branco

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o suposto racha ocorrido no último sábado, 21, na Rua Presidente Médici, bairro Comarca, região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Em entrevista a site local, o delegado Samuel Mendes, da Delegacia da 2ª Regional, responsável pelo caso, disse que a polícia investiga se realmente houve racha e os envolvidos.

“Nenhuma pessoa veio comunicar o fato, mas assim que tivemos conhecimento dos vídeos, de ofício, instauramos o inquérito. Vamos apurar se realmente houve o racha, se teve lesão corporal, se alguma das pessoas que estavam nos veículos ficaram feridas em virtude dessa suposta disputa com corrida não autorizada”, falou o delegado.

E acrescentou: “avaliar também se houve fuga do local antes da chegada de alguma autoridade policial e se houve modificação de veículos. Vamos levantar todas as informações e, através desses elementos, é que vamos ver pelo que vai ser tipificado”.

O acidente

O Policiamento de Trânsito (BPTrans) chegou a ser acionado no dia do ocorrido, porém, ao chegar ao local, a BMW já estava suspensa no guincho. Os policiais apenas notificaram o motorista por retirar o veículo do local do acidente antes da perícia.

Os três motoristas envolvidos no acidente fizeram teste de bafômetro, e após resultado negativo forma liberados. “A documentação deles também estava tudo certo, habilitação e licenciamento, e, depois disso, os veículos foram liberados para os condutores. A guarnição só teve consciência que foi um racha depois de ver os vídeos circulando nas redes sociais. Por esse motivo é que eles não foram conduzidos à delegacia na hora do atendimento”, afirmou o comandante do BPTrans, major Marleudo Nogueira. (Com informações do G1 Acre)