Connect with us

Cotidiano

Parceria entre Estado e Ifac deve ampliar vagas do programa social ‘Mulheres Mil’

Published

on

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO ACRE | A vice-governadora Mailza Assis assinou um protocolo de intenções com o Instituto Federal do Acre (Ifac) para ampliar o número de vagas do programa social ‘Mulheres Mil’. O anúncio ocorreu durante a solenidade de certificação de 90 mulheres que concluíram o primeiro bloco dos cursos de assistente de recursos humanos e de operador de supermercados, na última sexta-feira (14).

Assinatura do protocolo de intenções com Ifac é um marco importante do Estado para dar autonomia financeira às mulheres. Felipe Freire/Secom

Marilene Moura foi uma das concludentes em Assistente de Recursos Humanos. Moradora do bairro Taquari, conta que já trabalha no próprio negócio. “Sou manicure e também vendo castanhas. Tive muitos aprendizados, inclusive como ampliar meus contatos e melhorar o atendimento das minhas clientes. [O curso] Representa ganhos para a gente que não têm condições financeiras de pagar. Muito bom para a minha vida profissional e eu aconselho as mulheres fazerem. Todos que tiver, vou me inscrever para ter mais conhecimento e aumentar minha renda”, contou.

Marilene Moura, uma das concludentes em Assistente de Recursos Humanos, disse que o curso a ajudou ampliar rede de clientes e melhorar o atendimento. Foto: Felipe Freire/Secom

Quem também estava feliz com a conclusão é Aline Silva, moradora do bairro Amapá. Ela fez o curso de Operador de  Supermercado. “Foi mais um degrau, uma porta que abriu e agradeço ao Ifac que proporcionou acesso não só para mim, mas para outras colegas  que não tinham nenhum tipo de curso ainda. Melhorou até a nossa autoestima. Quando fazemos um curso desse, conhecemos pessoas, dá uma esperança. Algumas colegas chegavam desanimadas e nas aulas, a fé delas era renovada a cada dia”, conta emocionada.

Aline exibe seu certificado de Operador de Supermercados. Mais um degrau, uma porta que abriu e agradeço ao Ifac que proporcionou acesso à mim e outras colegas que não tinham nenhum tipo de curso ainda. Foto: Felipe Freire/Secom

Com duração de três meses, cada aluna teve um auxílio de R$ 560 reais mensais.

O primeiro bloco dos cursos foram realizados por meio de parceria com a Prefeitura de Rio Branco, e aconteceram na sede da Casa Rosa. Os cursos são destinados para mulheres em situação de violência doméstica e familiar, em vulnerabilidade social, como também beneficiárias do Programa Bolsa Família, ou que sejam inscritas no CadÚnico e que tenham 16 anos ou mais, assim como aquelas que tenham ensino fundamental incompleto ou completo.

Na ocasião, também foi assinado um protocolo de intenções com a Prefeitura de Rio Branco para dar continuidade às ações.

A vice-governadora  reforçou que o governo do Estado acredita nas parcerias que têm como objetivo comum: ampliar a garantia de direitos e empoderamento feminino. “Unidos, alcançamos mais pessoas, e é por isso que essa colaboração junto ao Ifac será de grande ajuda no acesso a serviços que irão contribuir ainda mais com todo o trabalho que já é realizado pelo nosso governador, no desenvolvimento humano às mulheres acreanas”, disse.

Parceria tem o objetivo de criar uma estrutura de cooperação para facilitar e fortalecer a colaboração mútua na oferta de cursos de formação profissional e tecnológica voltados para mulheres em vulnerabilidade social. Foto: Felipe Freire/Secom

“Nesse primeiro bloco, foram 1.008 vagas, ofertadas em todas as unidades dos municípios onde o Ifac tem um campus. Nós já estamos acompanhando, junto ao Ministério da Educação, uma nova pactuação, solicitamos mais mil vagas. Estamos somando novas parcerias com o governo do Estado, reforçando a parceria com a Prefeitura de Rio Branco para que a gente possa chegar a 2.008 vagas dessa formação profissional”, disse o pró-reitor de Extensão, Fábio Storch.

Pró-reitor de Extensão disse que novas parcerias fechadas vão dobrar a quantidade de vagas já ofertadas. Foto: Felipe Freire/Secom

Mulheres Mil

O Programa Nacional Mulheres Mil, do governo federal, foi instituído nacionalmente em 2011. A iniciativa promove formação profissional e tecnológica articulada com aumento da escolaridade de mulheres em situação de vulnerabilidade social, especialmente das regiões Norte e Nordeste do país. Para isso, atua no sentido de garantir o acesso à educação a essa parcela da população de acordo com as necessidades educacionais de cada comunidade e a vocação econômica das regiões.

O que disseram:

“Sabiam que para sair do ciclo de violência doméstica, um dos motivos que faz a mulher continuar nesse ciclo é a falta de dinheiro? Momento importante que vocês conseguiram concluir um curso que traz mais um passo ao empoderamento feminino, um passo ao sucesso, à prosperidade de vocês. outros cursos virão, vocês conseguirão outros diplomas”

Advertisement

Juíza Louise Kristina, titular da 2ª Vara de Proteção à Mulher, que representou o Tribunal de Justiça do Estado do Acre

“Hoje sou uma pequena empresária do ramo dos brechós. Me sinto muito feliz por saber que posso e sou uma mulher independente. Esse  curso me deu esperanças e quero que alcance muito mais mulheres para elas melhorarem de vida” 

Concludente do curso de Assistente de Recursos Humanos e integrante do Coletivo de Brecholeiras de Rio Branco, Socorro Almeida

“Espero que essa formação, seja uma chave para abrir portas na vida de vocês, que seja a primeira de  muitas chaves que o conhecimento traz” 

Reitor em exercício do Ifac, Ubiraci Dantas

Advertisement

“Temos uma equipe que trabalhou integrada para proporcionar de fato e na prática, a transformação na vida dessas mulheres. Vamos continuar trabalhando de forma compartilhada para ter uma Rio Branco, um estado mais próspero para as famílias”

Prefeito de Rio Branco, Tião BocalomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/SecomFoto: Felipe Freire/Secom

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *