Indústria Solidária leva doações a Cruzeiro do Sul e Tarauacá

Campanha reúne FIEAC, SESI, sindicatos da indústria e teve apoio de federações de outros estados. Foram entregues madeira, colchões, donativos, kits de limpeza e de higiene pessoal

Cruzeiro do Sul e Tarauacá vivenciaram neste ano as maiores enchentes já registradas em suas histórias. E enfrentar as adversidades da cheia em meio à pandemia de Covid-19 foi ainda mais complicado. Sensibilizados com essa situação, a FIEAC, sindicatos industriais do Acre, o SESI e federações das indústrias de outros estados se uniram, por meio da campanha Indústria Solidária, para minimizar o sofrimento das famílias afetadas pela alagação.  

E essa grande união de solidariedade resultou em mais doações realizadas na segunda-feira, 3 de maio. Para Cruzeiro do Sul, foram entregues madeira para reconstrução de casas destruídas pelas enchentes, cestas básicas e kits de limpeza e higiene pessoal. Os produtos foram recebidos pelo prefeito, Zequinha Lima, e pela primeira-dama, Lurdinha Lima, coordenadora da campanha Juruá Solidário.  

“Tivemos em Cruzeiro do Sul quatro cheias entre janeiro, fevereiro e março. Em uma dessas o Rio Juruá transbordou e alcançou um nível histórico. E não é fácil lidar com desabrigados em um período de pandemia. Foi um desafio enorme, mas graças a Deus recebemos a solidariedade do povo acreano. FIEAC, SESI, sindicatos da indústria são um exemplo disso e estão trazendo soluções diante dos problemas do pós-enchente. Por isso, externo minha total gratidão por esse grande apoio”, declarou Zequinha Lima.  

Já para Tarauacá, além de donativos, kits de limpeza e de higiene pessoal, também foram entregues colchões. As doações foram recebidas pela prefeita, Maria Lucinéia, e pela secretária de Assistência Social do município, Camila Figueiredo Albuquerque. O ato foi prestigiado, ainda, pelo deputado federal Jesus Sérgio, que é de Tarauacá. 

“Essa doação é motivo de felicidade, pois muitos ainda estão necessitando dessa ajuda. Neste ano tivemos a maior cheia já registrada, com 80% da cidade inundada, famílias perdendo absolutamente tudo e até casas sendo levadas pelas águas. Imagine o sentimento de uma pessoa que viveu esse drama recebendo esses colchões e outros produtos. É uma bênção de Deus e só temos a agradecer a solidariedade de instituições como FIEAC, SESI e sindicatos industriais”, afirmou a prefeita Maria Lucinéia.  

João Paulo Pereira, vice-presidente da FIEAC e coordenador da campanha Indústria Solidária, comentou que o setor industrial preocupa-se muito em cumprir seu papel social, sobretudo nos momentos difíceis para a população acreana.  

“Graças a Deus, por meio da FIEAC, SESI e sindicatos da indústria, tivemos êxito nas arrecadações e pudemos ajudar a população dos municípios atingidos pelas enchentes. Contamos com importante apoio de outras federações, mobilizadas pelo presidente José Adriano, e esse esforço nos traz grande felicidade por sabermos que estamos contribuindo de alguma forma para que muitas pessoas consigam superar esse momento difícil e possam reconstruir suas vidas”, ressaltou João Paulo.  

Indústria Solidária – A campanha é uma iniciativa dos empresários da indústria, por meio da FIEAC, e os seguintes sindicatos industriais do Acre: Sinduscon, Sindmóveis, Sincepav, Sindusmad, Sindmineral, Sincon, Sindicarnes, Sinpal, Sindicer, Sindigraf, SindSorvetes e Sindpan. Envolve também o SESI, SENAI, IEL e o grupo Mulheres da Indústria.  (Assessoria FIEAC)