Hospital do amor deve começar a funcionar em março

O hospital do Amor destinado a prevenção e tratamento do câncer de mama e de colo uterino deve começar a funcionar no mês de março, e para dar funcionalidade a estrutura que já está pronta, a unidade abriu processo seletivo para contratação de profissionais de diversos áreas no intuito de compor o quadro funcionários.

As vagas são destinadas para enfermeiro, técnicos em enfermagem, técnico de radiologia e auxiliar administrativo. A seletiva é dividida em três etapas: envio de currículos, prova e entrevista.

  Interessados em participar da seleção devem enviar currículo em formato PDF, entre os dias 30 de janeiro a 04 de fevereiro para o e-mail: [email protected] A prova acontecerá em 10 de fevereiro e a entrevista nos dias 18 e 19 deste mesmo mês.

“Esta prova é específica por categoria, para medir o nível de conhecimento de cada profissional”, explicou o diretor do hospital João Paulo Silva. De acordo com o diretor, os aprovados no processo seletivo passarão por capacitação em Barretos.

“Todo mundo que for aprovado no processo seletivo, vai ter que ir para Barretos para passar por um treinamento, eles são muitos rigorosos. A gente vai começar a atender em março, mas ainda de forma meio tímida, porque a equipe estará em capacitação”, garantiu.

Ainda segundo o diretor da unidade de Barretos no Acre não um número definido de vagas, o hospital irá criar um banco de reserva para chamar os profissionais de acordo com a necessidade.

“O hospital vai abrir um banco de dados de RH (recursos humanos) todas as pessoas que fizerem o processo seletivo e forem aprovadas vão migrar para o banco i informativo do RH e serão chamadas de acordo com a demanda”, esclareceu.

Além da unidade fixa, o hospital conta ainda com mais unidades móveis que devem percorrer os municípios acreanos realizando exames de mamografia e exames preventivos do Câncer do Colo do Útero (PCCU), segundo Silva, cada carreta (unidade móvel) terá uma equipe.

Porém, neste primeiro momento não há previsão para essas carretas, que são as unidades móveis, comecem a atender. Cada unidade móvel contará com uma equipe que acompanhará os trabalhos nos municípios acreanos.