Governo do Acre descarta possibilidade de decretar lockdown

O presidente da Fieac observa que o setor privado não suportaria um lockdown

Há dois dias consecutivos, o Estado do Acre registra mais de 180 novos casos positivos de Covid-19. De acordo com a secretária de Saúde de Rio Branco, Sheila Andrade, somente na capital acreana foi detectada um aumento de 25% dos casos.

Os casos de Covid-19 tem aumentado significativamente no Estado (Foto: Sérgio Vale)

Em decorrência do crescimento de contaminação tanto do novo coronavírus quanto da síndrome gripal, o Estado decretou Situação de Emergência da Saúde Pública e cancelou todas as agendas com presença de público. Apesar de tomar medidas mais rígidas, o governo do Acre descarta a possibilidade de um decreto de lockdown – medida extrema de isolamento em que todo o comércio fecha e as pessoas são proibidas de sair de casa.

“Não existe a menor possibilidade de lockdown. Estamos reabrindo leitos para uma possibilidade de 3ª onda, além dos leitos de gripe. Temos muitos casos, mas, não temos dados em tempo real dos municípios por conta da desestabilização do site do Ministério da Saúde”, informou a porta-voz do Estado, Mirla Miranda.

Segundo o presidente da Federação da Indústria do Estado do Acre (Fieac), José Adriano Ribeiro, o setor privado não suportaria um lockdown. “Com o bom senso do governo e dos órgãos de fiscalização sanitária, em situações mais graves não tivemos um lockdown. Acredita que neste momento não haja essa possibilidade, sem falar que a economia não suporta uma medida como essa”, frisou.