Fundhacre realiza mutirão de consultas em otorrinolaringologista

O mutirão contou com a participação dos acadêmicos de medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC), que na oportunidade estiveram participando de aulas práticas durante os atendimentos ambulatoriais.

A Fundação Hospital do Acre, realizou no sábado, 20, um mutirão de consultas voltados para os atendimentos de otorrinolaringologista, o público alvo são pacientes que já estão regulados e se encontram na fila de espera.

A chefe do ambulatório da unidade hospitalar, Rozangela Farias, explica que com a pandemia o ambulatório passou dois anos com a redução de chamadas para o atendimento de otorrino, e afirma que o objetivo é trazer as pessoas que já estavam há muito tempo regulados, assim garantindo o atendimento à todos.

“Esse mutirão de consultas é um olhar que o governador Gladson Cameli juntamente com o nosso presidente João Paulo Silva, está tendo com as pessoas que estão há muito tempo na fila aguardando esse momento de atendimento. Nossa fila na especialidade do otorrino ainda é grande, o intuito é agilizar e diminuir a demanda reprimida e avançarmos nos atendimentos”, frisou.

Para a paciente Maria Gorete Junqueira de Lima que aguarda na fila de espera há três anos, o mutirão é muito importante, principalmente para aquelas pessoas que não podem pagar uma consulta particular. “Fiquei feliz pois estava esperando muito por esse momento, estava ruim da labirintite, e agora irei realizar minha consulta, agradeço pela iniciativa do hospital, que vem melhorando os atendimentos”, disse.

O mutirão contou com a participação dos acadêmicos de medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC), que na oportunidade estiveram participando de aulas práticas durante os atendimentos ambulatoriais.

“A prática vem desenvolver a teoria que se absorve durante as aulas e o aluno fica ansioso para tentar aplicar tudo que aprendeu no paciente, uma coisa é você ler e ver uma imagem, outra é quando o paciente vem e fala o que sente, é justamente nessa necessidade que hoje observamos em prática, assim podendo ter a chance de tornarmos múltiplos e contribuir na saúde”, destacou o acadêmico do 6º período de medicina, George Pedroso de Oliveira.

Para a especialista em otorrino, doutora Jene Greyce Oliveira da Cruz, que estava realizando os atendimentos no ambulatório, a atividade de ensino é de total relevância aos acadêmicos de medicina, para ela a parceria entre UFAC e Fundhacre, muito irá contribuir no aprendizado dos acadêmicos e nos atendimentos à população.

“É de total relevância os alunos voltarem para as suas aulas práticas, tivemos todos o apoio na atual gestão no desenvolvimento das ações de hoje, além claro, de principalmente agilizarmos os atendimentos dos pacientes que se encontram na fila de espera.

O cronograma teve início no sábado, 20, e terá sequência nos dias 4, 11 e 18 de dezembro no ambulatório da unidade hospitalar a partir das 8 horas. (Juliana Queiroz / Secom)