Connect with us

Polícia

Caso Ketilly Soares: Noivo suspeito de feminicídio se entrega à polícia

Published

on

A Polícia Civil do Acre (PCAC) convocou uma coletiva de imprensa para prestar informações sobre o depoimento do mecânico Simey Menezes Costa, que foi preso no fim da tarde de quarta-feira (12) depois de matar Ketilly Soares, de 33 anos, com mais de dez golpes de peixeira. O crime aconteceu no último sábado (9) no Polo Benfica, em Rio Branco.

Uma semana antes do crime, no dia 2 de junho, o suspeito pediu a vítima em noivado diante da plateia de um culto religioso. Mesmo com mais de oito anos de relação, o casal só começou a morar junto há um mês.

Logo que a notícia da tragédia chegou às autoridades, os agentes foram imediatamente ao local do crime para coletar provas. A partir dessas evidências, surgiu a tese de feminicídio.

“A quantidade de lesões demonstrou a raiva em desfavor dela, o que normalmente caracteriza crimes passionais. A polícia coletou o depoimento do companheiro da vítima, que levantou fortes suspeitas sobre sua autoria no crime. Consequentemente, foi solicitada a prisão preventiva do suspeito”, explica o delegado Pedro Paulo Buzolin.

O pedido foi acatado pelo Poder Judiciário, com parecer favorável do Ministério Público do Acre (MPAC). A polícia iniciou a busca pelo suspeito, que se apresentou com o advogado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) na noite da última quarta-feira (12) – Dia dos Namorados.

Advertisement

Durante as investigações, a polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão em uma residência e localizou a motocicleta que teria sido utilizada no dia do crime. A prisão do suspeito marca um passo importante na busca por justiça e reforça o compromisso da PCAC em combater a violência contra à mulher.

O delegado Buzolin destaca a importância da colaboração da comunidade para o enfrentamento dos crimes de feminicídio. Os vizinhos chegaram a ouvir a discussão entre Simey e Ketilly, mas não denunciaram à polícia. O caso continua sendo investigado.

Confira a entrevista

Advertisement
Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *