Ataque em Manaus partiu dos presídios e foi reação por morte de traficante, diz secretário

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Louismar Bonates, disse que o ataque a ônibus e ambulância do Samu na madrugada deste domingo em Manaus ocorreu também em três municípios do interior: Manaus, Parintins e Careiro Castanho. A motivação foi a morte de um traficante conhecido como ‘Dadinho’ e, segundo Bonates, a ordem para os ataques partiu de dentro dos presídios.

Nesta madrugada 14 ônibus foram incendiados por grupos armados em Manaus. Os criminosos também tentaram atear fogo em prédios públicos. Os atos foram registrados nas zonas norte, sul e centro-oeste. Nenhuma pessoa foi ferida.

“A policia será extremamente rigorosa contra essas pessoas. Estamos triplicando o número de viaturas. Quero informar que quem for localizado dando essa ordem será solicitada a transferência dele para presidio federal”, disse o secretário em entrevista coletiva na manhã deste domingo. “Vamos acabar com essa brincadeira que está acontecendo na cidade”, afirmou.

Houve ataques na Compensa, na zona oeste, e tamém na zona leste e sul. Ninguém foi preso. Louismar Bonates definiu o episódio como “balbúrdia”. Segundo ele, veículos utilizados pelos criminosos já foram identificados e estão sendo procurados. Bonates disse que o traficante “Dadinho” foi morto em troca com a polícia.

Bandidos tentaram incendiar agência do Bradesco na Compensa (Foto: Instagram/Reprodução)
Bandidos tentaram incendiar agência do Bradesco na Compensa (Foto: Instagram/Reprodução)

Em áudio que circula nas redes sociais, um homem ameaça queimar ônibus e órgãos públicos e atribui as ameaças à morte do traficante. “Alguns de vocês devem estar cientes do que aconteceu com um irmão nosso, que é membro do conselho, o Dadinho. Querem sempre estar matando ‘nós’, dessa vez não vai ficar impune não”, disse. “Estão tirando a vida dos irmãos na covardia. É o seguinte: nós vai pra cima, vamos queimar os órgãos públicos, vamos tacar fogo nuns cinco ônibus na zona sul”, prossegue.

A SSP montou um gabinete de crise com policiais civis e militares para definir ações e reforçará a segurança nos três municípios do interior.

Quatro ônibus e duas viaturas foram incendiados. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência também foi roubada pelos criminosos, que tentaram incendiar uma agência do Bradesco na Compensa, zona oeste.

com informações do site Amazonas Atual