TJ/AC empossa nova administração em sessão solene nesta segunda-feira

Definida por unanimidade em outubro de 2018, a nova composição administrativa do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) para o biênio 2019-2021 será empossada nesta segunda-feira, 4. Tomam posse os desembargadores Francisco Djalma, que assumirá a Presidência do Judiciário acreano, Laudivon Nogueira, que ocupará a Vice-Presidência, e Júnior Alberto Ribeiro, que responderá pela Corregedoria-Geral. A sessão solene de posse será realizada às 17h no plenário da instituição.

Os magistrados assumem os respectivos cargos após o fim da gestão da desembargadora Denise Bonfim, atual presidente do TJ-AC, Francisco Djalma, que atualmente é vice-presidente, e Waldirene Cordeiro, que responde pela Corregedoria-Geral do órgão. Os três ocuparam os respectivos cargos de 2017 até a última quarta-feira, 30, data em que enceraram a gestão e apresentaram um balanço das atividades desenvolvidas nos últimos dois anos à frente do Tribunal.

Natural de Alenxadria, Rio Grande do Norte, Francisco Djalma é formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Pernambuco e tem 66 anos. Nomeado juiz substituto em maio de 1988, iniciou a carreira na Comarca de Feijó. Em 1991 foi promovido ao cargo de juiz de 1ª Entrância da Comarca de Brasiléia. Assumiu o cargo de desembargador no ano de 2012.

Aprovado para o cargo de juiz substituto no ano de 1995, Laudivon Nogueira iniciou a carreira no Judiciário na Comarca de Xapuri. Natural de Rio Branco, foi empossado como desembargador em 2014. É bacharel em Direito pela Universidade Federal do Acre (Ufac), especialista em Direito Constitucional e em Direito Público pela Faculdade Integrada de Pernambuco e também é mestre em Direito Constitucional pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em Portugal.

Já Natural Júnior Alberto foi aprovado no cargo de juiz substituto em 1995. Natural de Brasiléia, possui graduação em Direito pela Ufac e pós-graduação – MBA em Poder Judiciário pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Iniciou sua jurisdição na Comarca de Sena Madureira. Em 1999 foi promovido para a 2ª Vara Cível da Comarca de Cruzeiro do Sul, onde também atuou como juiz eleitoral da 4ª Zona. Foi empossado desembargador em 2014 após escolha unânime.