Sindicato dos Médicos do Acre convocará médicos para retomada da greve

A assembleia avaliará a retomada e o formato do movimento paredista.

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) convocará os médicos para uma assembleia geral extraordinária (AGE), no dia 3 de outubro, com o objetivo de reavaliar a retomada da greve. O motivo é a falta de cumprimento dos últimos acordos firmados com o governo de Gladson Cameli.

A mobilização está sendo pedida pela própria classe que está revoltada com as péssimas condições de trabalho e com a falta de pagamento de gratificações que representam a valorização da categoria que enfrentou a pandemia do coronavírus.

“Pela segunda vez, o governador descumpriu com os acordos, demonstrando que não deseja humanizar a saúde, punindo os médicos que deram suas vidas durante esta pandemia, enquanto ajudavam a salvar vidas”, afirmou o presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici.

Depois da equipe técnica ter acenado para a retomada das negociações, no primeiro semestre deste ano, a classe deu mais um voto de confiança e suspendeu a greve, mas não encerrou o movimento aguardando os resultados das negociações.

“Em virtude de todos protocolos legais, que prevê prazo para divulgação da assembleia, a data da convocação ficou para o dia 3. Importante salientarmos que a possibilidade da retomada da greve não está relacionada ao período eleitoral e sim às negociações que se arrastam desde 2021, e Gladson Cameli vem tratando com desdém os acordos celebrados. Ele poderia ter encerrado o movimento cumprindo tudo que ele prometeu, mas preferiu nos enganar e nos ignorar”, protestou o vice-presidente do Sindicato, Rodrigo Prado.

A assembleia avaliará a retomada e o formato do movimento paredista.