Connect with us

Política

Senador Jorge Viana faz prestação de contas do mandato em Plácido de Castro

Como forma de prestar contas de sua atuação no Senado Federal, o senador Jorge Viana continua percorrendo os municípios do Acre para apresentação da revista Desafios do Tempo. Nesta quinta-feira, 02, ele esteve em Plácido de Castro. Na Câmara de Vereadores do município, o parlamentar recebeu apoio de lideranças políticas e comunitárias e conversou sobre o momento de crise política e econômica do Brasil.

Published

on

Como forma de prestar contas de sua atuação no Senado Federal, o senador Jorge Viana continua percorrendo os municípios do Acre para apresentação da revista Desafios do Tempo. Nesta quinta-feira, 02, ele esteve em Plácido de Castro. Na Câmara de Vereadores do município, o parlamentar recebeu apoio de lideranças políticas e comunitárias e conversou sobre o momento de crise política e econômica do Brasil.

Jorge Viana, que é pré-candidato à reeleição, fazendo um relato sobre sua atuação no parlamento destacou a importância da política para a promoção das mudanças. “O que me motiva a continuar na política é exatamente esse momento ruim pelo qual todos os brasileiros estão passando. Acho que posso ajudar muito o Acre com minha experiência. É em momento assim que temos que oferecer seriedade e responsabilidade para buscar o melhor para o nosso Acre”, declarou durante o encontro.

Um dos colaboradores do lançamento da revista do senador Jorge Viana em Plácido de Castro, Luciano Barros, comentou sobre o evento: “Isso aproxima o trabalho do senador com a população. Muitas vezes ele fica em Brasília, trabalha muito, como é o caso do Jorge, mas precisa estar perto da população para mostrar o que foi feito. É muito importante essa prestação de contas”.

O senador fez também um relato sobre sua trajetória política, desde quando começou como prefeito e depois como governador do Acre. “Nós já construímos muita coisa bonita juntos e tenho fé e esperança de que podemos voltar a viver bons dias no nosso Acre e no Brasil. Para isso temos que pensar bem e não podemos abrir mão das pessoas com experiência de gestão e com vontade de trabalhar”.