Saúde: Maioria das vagas que faltam ser preenchidas são em áreas indígenas

De acordo com balanço divulgado na segunda-feira, 10, pelo Ministério da Saúde, 106 vagas do programa do governo federal, Mais Médicos, ainda não foram preenchidas, todas elas ficam na região Norte do país, a maioria em distritos sanitários especiais indígenas (Dsei).

São 29 localidades que ainda não despertaram o interesse dos profissionais. Somente no Amazonas são 86 vagas disponíveis, 63 delas são para o Dsei do Alto Solimões. Ainda há vagas também para o Alto Rio Negro, além de 20 vagas nos estados do Amapá e Pará.

Segundo o Ministério da saúde “O Programa recebeu 36.490 inscrições, preenchendo 98,7% (8.411 profissionais alocados) das 8.517 vagas disponibilizadas do Edital vigente”.

Ainda segundo a pasta, até as 11h da segunda-feira, 53% dos profissionais com registro no Brasil que se inscreveram no edital de convocação do Mais Médicos já tinham se apresentado ou iniciado suas atividades nas localidades escolhidas. Totalizando 4.508 médicos.

O prazo final para que os médicos inscritos se apresentem nos municípios é sexta-feira (14). O dia de início do trabalho será definido com o gestor local. P ministério informou ainda que será feito um novo na próxima segunda-feira, 17.