Connect with us

Boca do Acre

Paciente com clavícula quebrada espera mais de uma hora por atendimento no hospital

Published

on

O Hospital Maria Geny Lima, em Boca do Acre, mais uma vez tem o serviço exposto de forma negativa, após a odontóloga Bruna Barbosa denunciar graves falhas no atendimento emergencial prestado ao seu irmão. Segundo Bruna, o irmão dela esperou mais de uma hora e meia para ser atendido pela pessoa responsável pela imobilização. A odontóloga alegou que o profissional que deveria estar de sobreaviso no setor responsável, não estava presente no hospital.

A situação foi ainda mais complicada pelo fato de que, segundo Bruna, a gestora da unidade hospitalar não trabalha durante os fins de semana. Bruna conversou com a reportagem do Jornal Opinião: “Recebi a informação dos profissionais da unidade de urgência e emergência de que iriam falar com a diretora do hospital para ver o que ela poderia fazer”.

A interpretação da forma como os profissionais se dirigiram ao é caso, dá a entender que o que fosse feito de procedimento, justamente por ser um final de semana, soaria mais como um favor, do que como obrigação intrínseca à natureza da instituição, que se destina a atender urgência e emergência.

Conversamos também com o vereador Jansen Almeida, que tem feito inúmeras denúncias sobre as falhas na unidade de sáude. “Essa situação do hospital eu venho denunciando desde o início do meu mandato. Infelizmente, a saúde de qualidade que a prefeitura divulga é só nas redes sociais. A realidade que a população passa diariamente é outra.”

A gestora do hospital, Sâmia Cristina, informou ao vereador Jansen Almeida que o atendimento foi realizado, por outro profissional.

Advertisement
Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *