Infraestrutura e Bombeiros anunciam licitação para construção de tanque de mergulho

Durante reunião da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e do Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), realizada nesta segunda-feira, 28, o governo do Estado anunciou a abertura de processo licitatório para construção de um tanque de mergulho em Rio Branco. A licitação já está em fase de retirada de edital para as empresas que pretendem participar.

O taque de mergulho é uma estrutura utilizada para aperfeiçoar os bombeiros antes de levá-los a realizar uma atividade de alto risco em águas escuras e com balseiros, que são característicos dos rios do Acre.

O titular da Seinfra, Cirleudo Alencar, acompanhado do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Charles Dantas, afirmou que será o primeiro tanque de mergulho dos Bombeiros na Região Norte e o sétimo no Brasil.

“Nos próximos dias será divulgado e homologado o resultado da licitação, para que em breve seja assinada a ordem de serviço para início da obra, que tem previsão para ser concluída no primeiro trimestre de 2023”, explicou Cirleudo Alencar.

De acordo com Alencar, o Estado já investiu mais de R$ 9 milhões para garantir estrutura e equipamentos adequados para os Bombeiros em todo o Acre.

“O Corpo de Bombeiros é um órgão que salva vidas. Nunca foi visto tanto investimento de recursos próprios como vem ocorrendo nesta gestão, para os instrumentos públicos serem construídos e reformados. Sabemos da responsabilidade e importância da Segurança Pública, em especial do Corpo de Bombeiros. A parceria da Seinfra com a Secretaria de Justiça e Segurança Pública vem beneficiando servidores e a população”, ressaltou Alencar.

O coronel Charles Dantas enfatizou que o Estado tem cumprido com o compromisso de melhorar a estrutura do Corpo de Bombeiros. “O fortalecimento de todas as unidades vem ocorrendo de forma simultânea no interior do Acre”, disse.

O gestor da Seinfra afirmou que as obras são importantes também para gerar trabalho aos operários da construção civil de Rio Branco: “Fortalece a economia local”, frisou. (Felipe Hid / Secom)