Governo e Ministério Público agem contra carne ilegal em Assis Brasil

Em uma operação na cidade de Assis Brasil, região do Alto Acre do estado, o governo, por meio do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf), e o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) vistoriaram 17 estabelecimentos de alimentos. Durante a ação, foram realizadas quatro prisões em flagrante.

Participaram da ação ainda a Vigilância Sanitária Municipal e a Polícia Civil. O foco da operação foi no comércio ilegal de carnes no município, que teve seu abatedouro fechado ano passado pelo Idaf, por estar totalmente fora das exigências sanitárias.

Após denúncias, a intervenção ocasionou a prisão de quatro pessoas pelo comércio ilegal e a apreensão de cerca de 20 quilos de carne estragada ou clandestina. Teve ainda a apreensão, em um dos supermercados, de leite não pasteurizado e queijo impróprio para o consumo.

Os detidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia para formalizar a prisão em flagrante, sendo liberados depois com o pagamento de fiança.

“O Idaf trabalha em cima de uma lei e nosso dever é fazê-la cumprir. Não podemos deixar que a população corra o risco de consumir aquilo que prejudicará sua saúde”, afirma Ronaldo Queiroz, diretor-presidente do Idaf. Ele salienta ainda a importância do trabalho em parceria com as instituições, que fortalece ainda mais a fiscalização no estado.