Gladson lembra Orleir Cameli em visita ao Montenegro

Convidado pela Marinha do Brasil, o senador Gladson Cameli (PP/AC) fez na manhã desta segunda-feira (03) uma visita ao Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Doutor Montenegro” juntamente com o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB), os deputados federais Jéssica Sales (PMDB) e Major Rocha (PSDB), e ainda o deputado estadual Nicolau Júnior (PP) e várias autoridades locais.

A agenda iniciou com uma conversa com o Comandante do 9º Distrito Naval, Vice-Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht, que solicitou apoio da bancada federal do Acre em Brasília para construção da sede da Agência Fluvial em Cruzeiro do Sul, representando a Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental. 

Participaram do encontro os membros da Marinha do Brasil Capitão Corveta Ramon, Comandante do Navio Hospital; Capitão de mar e guerra, Silva Filho, Comandante da Flotilha do Amazonas; Capitão de Fragata José José Paulo, assessor parlamentar do gabinete do comandante da Marinha; Capitão de Fragata, Paulo Brandão, assessor de relações institucionais do 9º Distrito, situado em Manaus.

Na reunião de trabalho, o Vice-Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht informou ao senador e demais autoridades o funcionamento do Navio Hospital através de atendimento médico-hospitalar realizado pelos médicos e odontólogos que atendem ribeirinhos entre o Amazonas e Acre. O navio e seus membros realizam a operação “Acre 2017”, que se estenderá até o dia 28 de abril, oferecendo consultas médicas e odontológicas; exames clínicos e laboratoriais; cirurgias de pequeno porte; pré-natal; puericultura; palestras; distribuição de medicamentos e atendimento farmacêutico.

Emocionado, o senador Gladson Cameli disse que a força humanitária do serviço prestado pelo Navio Hospital Dr. Montenegro lembrou o ex-governador do Acre, seu tio Orleir Cameli, que durante seu mandato teve a sensibilidade de encomendar a construção do navio que serviu como Balsa-Hospital para as populações carentes do estado. “Parabéns a Marinha do Brasil e a todos que contribuem para continuação desta nobre missão em favor do próximo”, destacou Cameli.

Segundo as declarações do Vice-Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht, o navio é sempre recebido com festa pelas populações ribeirinhas uma vez que a chegada de profissionais de saúde nos lugares mais distantes da floresta amazônica representa esperança e cidadania. A expectativa é que 25 mil pessoas sejam atendidas nos Estados do Acre e do Amazonas, nas regiões do Alto e Médio Juruá.

Estrutura do navio hospital

Para prestar este apoio à população o navio é dotado de dois ambulatórios odontológicos com quatro cadeiras; dois consultórios médicos, um laboratório para exames; sala de trauma; sala de raio-X; sala de mamografia; uma enfermaria; uma sala de vacinas; e uma farmácia, onde será realizada a entrega de medicamentos às comunidades carentes; além de quatro lanchas orgânicas empregadas para atendimentos em locais de difícil acesso.

Como diferencial, o NAsH “Doutor Montenegro” possui um equipamento de raio-X com conversor de imagem digital, mamógrafo, e comunicações por satélite.

A equipe de saúde do navio é composta por 24 militares, sendo: cinco médicos; cinco cirurgiões-dentistas; dois farmacêuticos bioquímicos; dois enfermeiros de nível superior; e 10 Praças, sendo oito técnicos em enfermagem e dois técnicos em radiologia médica.  A previsão de atendimentos para esse ano é de 25 mil pessoas. (Com informações do site da Marinha do Brasil).