FFAC convoca assembleia geral para discutir a paralisação do Acreano-2021

MANOEL FAÇANHA

A Federação de Futebol do Acre (FFAC) terá uma assembleia geral importantíssima nesta quinta-feira (25) com a presença dos dirigentes de clubes profissionais para tratar das diretrizes a serem tomadas a respeito do Campeonato Acreano-2021. 

Reunião ocorre na sede da Federação de Futebol do Acre. Foto/Manoel Façanha.
Reunião ocorre na sede da Federação de Futebol do Acre. Foto/Manoel Façanha.

A competição estava agendada para iniciar no primeiro final de semana do mês de março, mas a nova classificação de risco para o novo coronavírus impede a realização de atividades esportivas nas regionais acreanas, conforme normativa do Comitê Estadual de Combate à Covid-19 e reforçada pelo decreto estadual para conter o avanço da pandemia. Com isso, a FFAC cumpriu a legislação e suspendeu o início da competição.

Sem autorização para treinamentos coletivos e a realização de partidas, Galvez e Rio Branco-AC decidiram suspender as atividades em seus respectivos Centros de Treinamentos, na capital. O Atlético-AC vai aguarda até os últimos instantes da novela para tomar uma posição a respeito da suspensão de suas atividades por completo. O Náuas, São Francisco e Andirá também esperam uma solução pelo início do torneio nas próximas semanas, antes de suspender as atividades. O Vasco da Gama pretende retomas as atividades e as equipes do Humaitá e Plácido de Castro ainda não iniciaram suas pré-temporadas.

Conforme o ge, com a paralisação do futebol acreano, os clubes de maiores investimentos sentem no caixa os impactos da pandemia do novo coronavírus. Juntos, Atlético-AC, Galvez e Rio Branco-AC têm despesas de R$ 240 mil e geram 119 empregos diretos, entre jogadores, comissões técnicas e demais funcionários.

Com os problemas financeiros instalado dentro das agremiações, a reunião da próxima quinta-feira (25) poderá deliberar pela possibilidade da realização do Campeonato Acreano-2021 somente para o segundo semestre e com ele, a aprovação de um novo regulamento e uma nova tabela de jogos do torneio. O assunto já é comentado nos bastidores e o presidente do Galvez, coronel Edener Franco, durante entrevista vinculada no programa “Bancada do Esporte”, da TV5, falou dessa possibilidade e também da perspectiva de o torneio ser disputado somente após o Campeonato Brasileiro da Série D-2021.

Os clubes ainda buscam uma agenda com o governador Gladson Cameli e também com o Comitê Estadual de Combate à Covid-19 para discutir o assunto da paralisação das atividades e suas consequências.