Estado passa a fazer exames para monkeypox a partir de hoje

A partir desta quinta-feira, 24, o governo do Acre, por meio do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), passa a executar os exames para a monkeypox. Antes, as amostras eram enviadas para fora do estado.

Antes as mostras eram enviadas para outros estados. Foto: Odair Leal/Arquivo
O método de análise utilizado para diagnóstico da doença é o mesmo no caso da covid-19, que se chama PCR, ou Reação em Cadeia da Polimerase, que consiste na amplificação de uma região específica de DNA, facilitando o reconhecimento do vírus em questão.

O Ministério da Saúde enviou ao Acre dois kits, que rendem um total de 94 amostras cada, para análise. A gerente do Lacen, Janaína Mazaro, explica que essa quantidade é suficiente para suprir a demanda no Acre.

“Felizmente não temos um grande número de suspeita de casos de monkeypox aqui no estado, então, esses dois kits são suficientes porque eles rendem 94 amostras cada”, explicou.

O fluxo para a realização dos exames começa quando o paciente com suspeita da doença dá entrada em uma unidade de saúde e coleta a amostra, que será enviada para o Lacen e analisada.