Vinci Airports vai assumir o controle dos aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul

Como prometido pelo Ministério da Infraestrutura, os aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul agora serão controlados pela iniciativa privada. A empresa Vinci Airports conquistou o direito de assumir o controle de sete aeroportos da região Norte pelo período de 30 anos.

Durante o leilão virtual realizado nesta quarta-feira, 7, a empresa venceu depois de oferecer o valor de R$ 420 milhões. O investimento esperado pelo Ministério da Infraestrutura para esse bloco é de R$ 1,4 bilhão.

Integram o Bloco Norte os aeroportos de Manaus (AM), Tabatinga (AM), Tefé (AM), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC), Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR).

A Companhia de Participações em Concessões, do Grupo CCR, vai assumir o controle de 15 dos terminais disponíveis nas regiões Sul e Central, com um investimento de R$ 2,883 bilhões para ambos os blocos. 

O Bloco Sul é formado por nove terminais: Curitiba, Bacacheri, Foz do Iguaçu e Londrina (PR), Navegantes e Joinville (SC), e Pelotas, Uruguaiana e Bagé (RS).

Já o Bloco Central inclui Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís e Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE).