Connect with us

Cotidiano

Unidades do SESI e do SENAI recebem parlamentares e representantes de órgãos de fiscalização

Durante a visita, instituições mostraram um pouco das atividades que desenvolvem e comprovaram a importância que têm para o país

Published

on

Durante a visita, instituições mostraram um pouco das atividades que desenvolvem e comprovaram a importância que têm para o país

Unidades Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) em todas as capitais do país receberam nesta sexta-feira, 8, a visita de parlamentares e de representantes de órgãos de fiscalização. Na ocasião, os visitantes puderam conversar com estudantes, gestores, colaboradores e conhecer um pouco mais sobre o importante trabalho desenvolvido por essas instituições.

Na capital acreana, o evento ocorreu no Instituto SENAI de Tecnologia de Madeira e Móveis Carlos Takashi Sasai. Estiveram presentes o deputado federal Flaviano Melo, a deputada estadual Eliane Sinhasique e o auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), Michel Bandeira. Eles, acompanhados da presidente em exercício da Federação das Indústrias do Acre, Adelaide de Fátima, do superintendente do SESI/AC e diretor regional do SENAI, César Dotto, e dos diretores da FIEAC, empresários João Albuquerque e João Paulo de Assis, fizeram a visita, conduzidos pelos próprios alunos, a cada um dos espaços do IST.

Os estudantes do SENAI, por exemplo, apresentaram o Laboratório de Ensaios em Mobiliário, a impressora 3D, falaram de conhecimentos adquiridos nos cursos de desenhista da Construção Civil e de eletricista e também mostraram o espaço que está preparado para receber, a partir desta segunda-feira, 11, uma seletiva para o WorldSkills, a maior competição de educação profissional do mundo, na ocupação de marcenaria de estrutura.

Já os estudantes da Escola SESI explicaram as ações realizadas pela instituição nas áreas de promoção da saúde, SST, saúde ocupacional, educação continuada e robótica. Apresentações que emocionaram e impressionaram todos os visitantes. “Somos muito orgulhosos de estudar na Escola SESI. Temos acesso a materiais diferenciados e um sistema educacional que nos estimula a aprender os conteúdos com mais facilidade”, comentou João Vitor, de 12 anos, aluno do 7º ano.

Advertisement

A presidente em exercício da FIEAC ressaltou que, há mais de 40 anos, SESI e SENAI prepararam no Acre cidadãos e profissionais capazes de lidar com os desafios do mercado de trabalho. “Juntas, essas instituições desempenham um papel decisivo no desenvolvimento industrial e social do Acre e do Brasil. Além disso, estão sempre de portas abertas ao diálogo e a mostrar aos representantes da sociedade, de forma transparente, a missão que exercem na oferta de educação de qualidade”, frisou Adelaide de Fátima.

João Albuquerque, ex-presidente da FIEAC e que atualmente é diretor da Federação das Indústrias, parabenizou os estudantes pelas apresentações e declarou que eles eram a melhor demonstração do trabalho de excelência desempenhado pelo SESI e pelo SENAI. “Não existe nada mais valoroso que o conhecimento. Isso ninguém tira de vocês. Por isso que SESI e SENAI se esforçam tanto para prepararem vocês para o futuro”, reforçou o empresário.

Parlamentares e representante do TCU enaltecem o SESI e o SENAI

Em conversa com os alunos, o deputado federal Flaviano Melo afirmou que eles eram privilegiados por estudarem em unidades de ensino extremamente preparadas para qualificar pessoas. “É muito bom participar de um evento que tem a iniciativa de vocês para conhecermos mais de perto o belíssimo trabalho que o SESI e o SENAI fazem no Brasil. É de fundamental importância o investimento em educação. E o SESI e o SENAI fazem isso com maestria. Tenho certeza de que muitos que sairão daqui serão profissionais que terão grande sucesso em suas carreiras profissionais”, salientou.

A deputada estadual Eliane Sinhasique revelou que foi aluna da Escola SESI Marília Santana, quando a unidade de ensino ainda era localizada no Segundo Distrito de Rio Branco. E a parlamentar considera que SESI e SENAI são modelo para as administrações públicas.

“Vendo hoje toda a estrutura, o quanto evoluiu ainda mais o que é ofertado para nossas crianças e adolescentes, digo que precisamos que governo do Estado e prefeituras copiem o modo de ensinar, o jeito de educar que o SESI e o SENAI oferecem. Precisamos de mais investimentos em educação e escolas de qualidade como o Sistema S oferta à comunidade. Quanto mais se investe em educação, menos se gasta no sistema prisional”, ressaltou a deputada.

Advertisement

Michel Bandeira, auditor fiscal e secretário substituto da Secretaria do Tribunal de Contas da União (TCU) no Acre, afirmas que SESI e SENAI são instituições reconhecidas como de excelência na utilização de recursos e na prestação de serviços à sociedade, sobretudo na formação profissional.

“Quando o TCU vem ao encontro a esses órgãos e verifica que os recursos do SESI e SENAI são aplicados de maneira correta e eficiente, percebemos que as instituições cumprem seu papel. Se compararmos, as entidades do Sistema S são mais transparentes que alguns órgãos públicos e aqui no Acre percebemos isso de forma muito clara”, assinalou o auditor fiscal.

César Dotto, diretor regional do SENAI e superintendente do SESI, reforçou que as ações do SESI e SENAI são fiscalizadas por mais de 10 órgãos de controle. “Nossas instituições passam por várias auditorias, fiscalizações e somos considerados referência por órgãos como o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União (CGU), pela forma transparente e clara que disponibilizamos dados e informações para a população”, complementou.

Do ensino fundamental a arquiteto e professor universitário em poucos anos

“Tudo o que sou hoje devo ao Sistema FIEAC, ao Sistema S”. As palavras são de Marilson Melo, de 46 anos. Hoje arquiteto, professor universitário e prestes a concluir o curso de Engenharia Civil com especialização em Estruturas de Concreto, ele vivenciou uma mudança decisiva de vida nos últimos nove anos. Em 2009, quando Melo decidiu voltar à sala de aula, ele tinha em seu currículo escolar apenas o certificado de conclusão do 4º ano do Ensino Fundamental.

“Embora ocupasse bons cargos em empresas, senti a necessidade de voltar a estudar, pois percebi que o futuro exigiria uma formação. Foi quando começou minha relação com o SESI, em dezembro de 2009. Descobri lá o programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e lá conclui os meus estudos. No ensino regular certamente eu não teria a mesma força e determinação. Depois disso cursei faculdades de Gestão Comercial, Arquitetura e hoje sou professor universitário”, contou, com gratidão ao Sistema FIEAC.

Advertisement

Na visão de Marilson, o trabalho do SESI e do SENAI é primordial pelo fato de não contribuir apenas na educação convencional, mas também com o ensino profissionalizante. “Por isso é essencial não só a manutenção desse Sistema, mas a sua ampliação, pois ele muda a história de vida das pessoas. E hoje o que o que mercado precisa é de gente capacitada e inovadora. Tenho o maior orgulho de dizer que parte da minha história é dentro do SESI e do SENAI”, enfatizou Melo.

{gallery}fotos/2018/06-junho/09062018/galeria_senai_sesi:::0:0{/gallery}