TCE-AM investiga 23 funcionários da Prefeitura de Boca do Acre por acúmulo ilegal de cargo

O Tribunal de Contas do Amazonas, através da Secretaria de Controle Externo da Corte de Contas, admitiu a representação com medida cautelar, para averiguar o acúmulo ilegal de cargos públicos na Prefeitura de Boca do Acre.

De acordo com o Diário Oficial Eletrônico do TCE-AM, pelo menos 23 funcionários que têm vínculo empregatício com a Prefeitura de Boca do Acre, podem estar acumulando indevidamente cargos públicos.

O processo detalha ainda que dos 23 investigados, 15 são suspeitos de acumular dois cargos públicos de forma ilegal, e outros 08 estariam acumulando até três cargos públicos.

O tribunal determinou a suspensão do pagamento dos servidores, até que as irregularidades fossem sanadas.

A decisão foi dada no dia 14 de março deste ano.