Deputado Nelson Sales acusa governo do Estado de descaso com ações de combate à dengue em Sena

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (30), o deputado Nelson Sales (PP) denunciou o descaso do governo do Estado com as ações de combate à dengue em Sena Madureira. O progressista alertou sobre uma possível epidemia de doença no município caso o Departamento Epidemiológico do Estado não envie uma equipe de saúde para reforçar as ações de combate na cidade.

“Se o Departamento Epidemiológico desse um suporte a situação estaria sob controle, mas não está. Manoel Urbano e Sena Madureira foram completamente abandonadas, o governador enviou equipes de reforço só para as cidades de Feijó e Tarauacá. Sena como sempre foi esquecida, descartada, acho que é porque os gestores são de oposição, por isso as ações nunca chegam lá”, disse.

O progressista alertou a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) sobre a gravidade da situação. “Se não tomarem nenhuma providência vai passar de surto para epidemia de dengue. Em Manoel Urbano, mais da metade das amostras coletadas deu positiva. Isso é um absurdo. A Sesacre está entregue às moscas, ninguém faz nada. A população do interior está à mercê de um surto de dengue e o governo do Estado nada faz para resolver a situação. Talvez se os mosquitos vierem atacar a Casa Rosada o governador faça alguma coisa”, concluiu.

Nelson Sales demonstra preocupação com a dengue

Preocupado com os casos de dengue que foram registrados ultimamente no interior do Estado, o deputado Nelson Sales (PP) apresentou uma indicação solicitando que o Governo do Estado determine, através da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), o envio imediato de uma equipe epidemiológica qualificada para acompanhar e avaliar in loco os trabalhos de enfrentamento e combate à dengue, desenvolvidos até o presente momento nos municípios de Sena Madureira, Manoel Urbano e Feijó.

Segundo o progressista, a solicitação deve-se ao fato de que anualmente os municípios precisam se desdobrar com os poucos recursos que dispõem, realizando ações que visam combater o mosquito transmissor da dengue.

“A imprensa divulgou recentemente a existência de um óbito ocorrido em Feijó com suspeita de dengue. Um hemograma realizado em Manoel Urbano demonstrou que de vinte amostras, onze estão com suspeitas de dengue, isso é muito grave. Em Sena, vários casos também foram registrados. Sabemos que a obrigação desse combate recai sobre o município, mas também entendemos que solidariamente o Estado tem o dever de acompanhar essas ações. A situação requer providências urgentes, não podemos deixar o caso se agravar”, frisou.

Deputado Nelson Sales critica privatização de silos graneleiros

O deputado Nelson Sales (PP) falou durante a sessão desta quarta-feira (24) que leu em um site de notícias que o governo vai privatizar os silos graneleiros. O parlamentar disse que estranha a decisão ter sido tomada somente após a vitória de Gladson Cameli (PP) para governador.

“O governador alega que um laudo aponta que essa é a melhor saída para manter os silos graneleiros. O que me causa estranheza é que esse bendito laudo só saiu agora, após a derrota deles nas urnas e a vitória do Gladson”, alertou.

Nelson Sales afirma que o correto seria Tião Viana (PT) aguardar o futuro governador decidir sobre a problemática. Ele alega que o governador está querendo contemplar algum apadrinhado político com a decisão. O deputado afiançou que o gestor está querendo prejudicar o futuro governo.

“Isso é um absurdo! Por que ele não espera o futuro governador decidir sobre isso? Com certeza está querendo contemplar algum apadrinhado com essa atitude. Querer vender os silos graneleiros é uma atitude de quem quer atrapalhar a gestão de quem vai assumir o governo no próximo ano. A pouco mais de dois meses d deixar o governo tomar uma atitude dessas é de causar muita estranheza”, concluiu.

Nelson Sales destaca reunião de Gladson com servidores

O deputado Nelson Sales (PP) falou durante a sessão desta terça-feira (28) sobre a reunião que o senador e candidato ao governo Gladson Cameli (PP) teve com profissionais da Saúde. O parlamentar acusou o atual governo de abandonar a produção rural e emprestar máquinas públicas para grandes empresários.

“Durante a reunião com nosso candidato ao governo, Gladson Cameli, e os profissionais da Saúde recebemos denúncias de que esses trabalhadores sofrem assédio moral, atuam em situações precárias, faltam materiais, falta estrutura e eles estão sobrecarregados devido ao número insuficiente de servidores. Eu desafio o candidato do PT a se reunir com essas pessoas e conhecer a realidade em que elas trabalham”, disse.

Nelson Sales também criticou o governador Tião Viana (PT) e afirmou que a produção rural do Estado se encontra abandonada. Ele levantou o questionamento sobre quem de fato estaria utilizando os silos construídos para armazenar a produção de pequenos e médios agricultores. E disse que até mesmo máquinas públicas que deveriam ser utilizadas pelos produtores, estão sob responsabilidade de um empresário que está cobrando aluguel do veículo.

“O silo de Acrelândia está abandonado, o de Brasileia é utilizado por um grupo de peruanos. Enquanto isso, o produtor acreano tem que optar: ou perde sua produção ou paga para armazená-la. Em Assis Brasil um empresário mandou consertar um trator público e agora cobra aluguel a todos os agricultores que queiram utilizá-lo. Virou uma bagunça!”, afirmou.

Nelson Sales finalizou seu discurso indagando sobre onde estão sendo aplicados os recursos para fomentar a produção local. Disse ainda que o governo virou um balcão de negócios no estilo “toma lá, dá cá”, onde os grandes empresários recebem incentivos, mas os pequenos agricultores estão abandonados à própria sorte.

Nelson Sales afirma que vai fiscalizar funcionamento do Hospital Regional do Alto Acre

O deputado Nelson Sales (PP) afirmou durante a sessão desta terça-feira (14) que vai acompanhar de perto a inauguração do Hospital Regional do Alto Acre, em Brasileia, prevista para o próximo dia 31. O parlamentar alega que o governador Tião Viana (PT) pretende inaugurar apenas o espaço, sem que todas as alas estejam funcionando.

Nelson Sales disse que vai protocolar uma ação junto aos Ministérios Públicos Estadual e Federal e também às instituições ligadas à Saúde, para verificar se a inauguração do hospital tem fins eleitoreiros, uma vez que, segundo ele, há grande chance de a unidade hospitalar ter apenas alguns setores funcionando.

“Estive no hospital este final de semana e fiquei sabendo que o senhor governador já reservou vagas para terceirizados e comissionados, em vez de dar preferência aos concursados. Precisamos ficar atentos para saber se de fato o hospital vai funcionar ou apenas o espaço será inaugurado com fins eleitoreiros”, denunciou.

O parlamentar disse que o governador ilude as pessoas com esse tipo de ação, mas que ele vai fiscalizar de perto se, inclusive, o centro cirúrgico do local estará apto a funcionar. “Quero ver tudo funcionando, inclusive, o centro cirúrgico. Pois todas as boas ações desse governador têm como intuito iludir a população. Amanhã estarei apresentando nesta casa os documentos protocolados em todas as instituições competentes”, concluiu.

Sales quer presença da Anssau na Aleac para esclarecer denúncias

Na sessão desta quarta-feira (13) o deputado Nelson Sales (PP) apresentou requerimento solicitando a convocação da equipe gestora da Associação Nossa Senhora da Saúde (ANSSAU), responsável pela gestão do Hospital Regional do Juruá, para comparecer em sessão na casa legislativa, no dia 20 de junho deste ano, afim de dar esclarecimentos a respeito das denúncias apresentadas pelos sindicatos, servidores e usuários presentes em audiência pública da Comissão de Saúde da Aleac, ocorrida no município de Cruzeiro do Sul, no dia 5 de junho.

“Além da falta de medicamento e das péssimas condições de trabalho, os servidores também sofrem com ameaças, assédio moral, perseguição, demissões, dentre outras coisas. Tudo isso a gente comprovou durante a audiência pública que realizamos lá. Como não compareceu ninguém da Anssau na nossa audiência, estou solicitando a presença deles nesta casa através desse requerimento. Eles precisam vir a esta casa para prestar contas de todas as denúncias que recebemos dos sindicatos, funcionários e usuários”, explicou o parlamentar.

Para o progressista, é necessário discutir as atuais condições de funcionamento daquela unidade de saúde, bem como as atuais condições de trabalho dos servidores da instituição e suas reivindicações. “Faço um apelo à Mesa Diretora desta casa para que possamos votar esse requerimento hoje em caráter de urgência. É fundamental que esta casa tome uma posição com relação ao que está acontecendo no Hospital do Juruá. Os servidores daquela unidade de saúde não estão suportando mais tanta humilhação. Este Parlamento precisa se manifestar, não se trata de uma questão política, mas, sim, humanitária”, enfatizou.

Nelson Sales disse que providências precisam ser tomadas antes que haja a renovação do convênio entre o governo do Estado e a Anssau. “A administração da Anssau no hospital do Juruá está sendo desastrosa, o convênio vence em setembro e ele não pode ser renovado uma vez que eles não estão prestando um trabalho de qualidade à população de Cruzeiro do Sul. O Estado precisa assumir de fato as ações da saúde no Juruá, o governador precisa tomar as rédeas daquele hospital e conduzir o destino da Saúde naquele município”, concluiu.

Deputado Nelson Sales destaca dificuldades na zona rural do Estado

Na sessão desta terça-feira (29) o deputado Nelson Sales (PP) destacou as visitas que fez a comunidades rurais e as dificuldades que os moradores dessas localidades têm enfrentado. Falou também sobre a greve de profissionais que trabalham no Hospital de Cruzeiro do Sul estão fazendo.

De acordo com o parlamentar, em Tarauacá existem uma escola que apesar de atender alunos do primeiro ano do ensino médio não possui espaço físico para acolher esses estudantes, que são obrigados a assistir aula em uma sala na casa de um morador.

“Dentre os vários problemas que pudemos observar que essas pessoas enfrentam, a questão da educação é algo preocupante. Na região do Jurupari há muita escassez de ações do governo. A merenda escolar desses alunos tem sido custeada pelo município de Feijó. Por isso estou apresentando indicação para que o governo construa duas salas de aula naquele lugar”, solicitou.

Nelson Sales destaco também a visita que fez a Cruzeiro do Sul e demonstrou preocupação com a situação dos profissionais de saúde que atuam no hospital local. Ele garantiu que vai tentar realizar junto à Comissão de Saúde da Aleac uma audiência pública no município para discutir o problema.

“Esses profissionais enfrentam muitos problemas, inclusive, estão em greve. É perseguição, assédio moral, péssimas condições de trabalho. Estão ocorrendo demissões, o que acarreta um aumento da carga horária cumprida por eles. Queremos realizar uma audiência pública naquele município para tratar todos esses assuntos e buscarmos uma solução urgente”, finalizou.