Microscopistas da região do Vale do Juruá recebem nova qualificação

Para prestar um serviço de qualidade, independentemente da área de atuação, é necessário o investimento na qualificação dos profissionais. Quanto mais qualificado o servidor, melhor o atendimento. Ainda mais quando se fala do combate à malária, já que a região do Juruá – Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Porto Walter e Rodrigues Alves – concentra 98% dos casos da doença do Acre.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), juntamente com a regional de saúde do Juruá e a Secretaria de Saúde de Cruzeiro do Sul, o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e o Laboratório Central de Referência de Revisão do Juruá, deu inicio a um treinamento para os microscopistas da rede municipal.

Essa atividade é uma atualização destinada aos microscopistas como forma de garantir a eficácia e a precisão do trabalho desses profissionais, que são imprescindíveis por serem responsáveis por diagnosticar doenças como malária e doença de Chagas.

Participam do treinamento 29 profissionais de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo. Eles foram divididos em duas turmas, para que o atendimento à população de cada município não ficasse comprometido. A primeira turma deu início à atualização na segunda-feira, 9, e segue até esta sexta, 13. A segunda participa da atualização de 16 a 20 deste mês.

A coordenadora do Lacen, Lucineide Valentin, comenta um pouco sobre a capacitação. “Essa atividade vem para que possamos garantir um serviço ainda mais qualificado à população no que diz respeito ao diagnóstico, prevenção, eliminação e controle de doenças endêmicas.”

A atualização é considerada uma das principais medidas adotadas pelo setor da saúde para realizar o controle da malária no Juruá, que infelizmente registra casos elevados da doença.