Mamografias não estão sendo feita por falta material

As mulheres que tem mamografia agendas para os próximos dias no Centro de Controle Oncológico do Acre (Cecon) estão sendo informadas que o serviço está suspenso temporariamente, o Jornal OPINIÃO procurou a direção do local na terça -feira, 08, para saber as razões da suspensão do atendimento, e fomos informados de que o Centro em falta de material.

Segundo a responsável pelo Cecon, Carinha Hechenberger, o aparelho que faz os exames não está quebrado, o que ocorre é que o material necessário para fazer a mamografia, um tipo de película, está em falta.

“Com relação a oferta do serviço de mamografia está suspenso temporariamente, nós estamos aguardando a chegada de material, que é uma película onde o exame é revelado, tipo raio-x, o exame é revelado naquele material, a gente está esperando o fornecedor entregar esse material pra gente retornar a realização da mamografia”, explicou.

Conforme informações do próprio Cecon o material acabou pouco antes do Natal, desde então os exames foram suspenso. Segundo a direção, não há previsão para a chegada, fomos informados de que o gerente administrativo estava em reunião com a nova gestão da Secretaria Estadual de Saúde para tratar do assunto.

Ainda de acordo com Carina, o fornecedor alega a distância na demora da entrega do material. “Além das festas de fim ano, o fornecedor sempre alega a questão da distância e frete”, argumentou.

Atualmente o Centro de Controle de Oncologia possuiu dois aparelhos para fazer esse tipo de exame, segundo a direção, eles são suficientes e dão conta da demanda.

Os exames que são realizados no Cecon são encaminhamentos das unidades básicas de saúde, e para evitar que se acumule os agendamentos de exame, quando o material chegar, o Centro irá aumentar a oferta do serviço que é de 40 exames por dia.

“A gente tem uma lista de espera com telefones dessas mulheres, tendo o material a gente retorna ligação para as mulheres e já vai reagendando. A equipe já se organizou para fazer um mutirão para compensar esse que está sem fazer, a gente vai aumentar a oferta”, garante.

Cecon prolonga exames de mamografia até dezembro

Como parte do Outubro Rosa, no qual se intensificam as ações de conscientização sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama, o Centro de Controle Oncológico do Acre (Cecon) aderiu à campanha antecipadamente e tomou uma iniciativa para facilitar a vida das mulheres acreanas.

Desde setembro vem ofertando exames de mamografia para mulheres com idade a partir de 40 anos, sem que seja necessário o agendamento prévio em postos de saúde. O exame é fundamental para a identificação e tratamento do câncer de mama o quanto antes, já que esse tipo de câncer é um dos que mais atinge a população feminina do Brasil e do mundo.

A iniciativa da instituição foi um sucesso. Prova disso é que a procura pelos exames tornou-se tão grande que ultrapassou a capacidade diária de atendimento, que é de 50 exames. Para contornar a situação, o Cecon decidiu prolongar os atendimentos de exames sem agendamento até dezembro próximo.

“Estamos felizes porque as mulheres escutaram o chamado e estão procurando o Cecon para realizar os exames e se cuidar, tanto que o número de procura ultrapassou nossas expectativas. Decidimos não só prolongar, mas caso essas mulheres não consigam ser atendidas, marcaremos o exame para o próximo dia, assim garantiremos a organização e o atendimento delas”, explica a gerente de assistência do Cecon, Carina Hechenberger.

Os exames continuam sem agendamento prévio em postos ou centros de saúde. As mulheres com idade a partir de 40 anos que tiverem interesse de realizar o exames devem ir ao Cecon, na Rua Floriano Peixoto, 187, Centro de Rio Branco, portando um documento de identificação, o cartão do SUS e um comprovante de endereço.

Lembrando que, caso a procura pelo exame seja muito grande e não seja possível realizar todos os exames em um só dia, o atendimento pode ser marcado para o dia seguinte.

Em Rio Branco, mulheres vão poder fazer exame de mamografia sem agendamento durante campanha do ‘Outubro Rosa’

Pacientes devem procurar o Unacon nos horários de 7h, 11h e 13h de segunda-feira a sexta. Em 2017, mais de mil mulheres fizeram o exame durante o mês de outubro

O mês de outubro é marcado por várias atividades que alertam sobre a importância de as mulheres fazerem exames preventivos para evitar o câncer de mama. Em Rio Branco, o Centro de Controle Oncológico do Acre (Cecon) vai fazer exames durante a campanha do “Outubro Rosa” sem agendamento para as mulheres a partir de 40 anos.

A gerente de Assistência da Cecon, Carina Hechenberger, explica que os as pacientes podem buscar a unidade para fazer os exames nos horários de 7h, 11h e 13h de segunda-feira a sexta-feira.

Carina lembra que o Ministério da Saúde recomenda o exame para as mulheres de 50 a 69 anos e afirma que a mamografia pode identificar o câncer antes do surgimento de sintomas.

“Temos uma média de 400 a 500 exames por mês e no ano passado as mulheres atenderam o chamado para cuidar da saúde e dobramos esse número durante o mês de outubro. Nossa expectativa é que essas mulheres voltem a buscar o serviço para fazer a sua mamografia de rastreamento”, afirma.

Em 2017, a Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) registrou 96 casos de câncer de mama. Para fazer o exame sem agendamento no Cencon, a mulher precisa apenas ir até a unidade com o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), RG e comprovante de residência.

“Ela [mulher] faz o exame no mesmo dia e pode escolher o melhor horário. Os atendimentos vão ser feitos por ordem de chegada. Porém, aquela mulher que não quiser esperar e quiser fazer o agendamento para um exame futuro também pode fazer isso”, finaliza.

Novo índice coloca o Acre como maior atendimento de mulheres em mamografia

O Índice Mulheres por Mamógrafo SUS, criado pela Exceed Américas, calcula quantas mulheres com 40 anos ou mais e não beneficiárias de planos de saúde suplementar há, em média, para cada uma unidade de mamógrafo SUS. Acre, Distrito Federal, Maranhão, Pará e Ceará são os estados com os mais elevados índices MSUS no país. Já Paraíba, Amazonas, Mato Grosso, Santa Catarina e Rio Grande do Sul apresentam os menores índices nacionais. Sobretudo, o Acre é o que registrou maior índice: os 3 mamógrafos existentes no Sistema Único de Saúde atendem 27.434 mulheres.

No Brasil, há mais de 25 milhões de mulheres nesta faixa etária não beneficiárias de planos de saúde. O SUS dedicou, em todo o país, 2.564 mamógrafos para o atendimento destas mulheres, resultando em um MSUS médio de 9.813 mulheres por 1 equipamento. Este índice significa que 1 mamógrafo pode atender, em média, 9.813 mulheres deste perfil.

Veja o quadro do MMSUS nos Estados

image1