No Paraná, Major Rocha participa da maior feira voltada para o agronegócio

O vice-governador do Acre, Major Rocha, esteve no Paraná para participar da Feira Show Rural Coopavel, realizada entre os dias 4 e 8 de fevereiro em Cascavel. O evento reuniu as maiores empresas do agronegócio nacional e internacional que apresentaram mecanismos para que os agricultores aumentem a produtividade e conheçam as novas tecnologias disponíveis no mercado.

A expansão do agronegócio é umas das metas do plano de governo do Governo do Acre, em razão disso, o vice-governador e o secretário de Produção e Agronegócio, Paulo Wadt, visitaram a feira para conhecer as novidades do setor. Eles foram recebidos pelo governador do Paraná, Ratinho Junior.

O evento que conta com empresas do mundo inteiro, que buscam apresentar suas inovações, tendências e tecnologia para dar suporte no fortalecimento do agronegócio, teve inicio em 1989, conhecido com Show Rural Coopavel.

Rocha destacou a importância do agronegócio no mundo, e falou da necessidade do Acre adotar este modelo econômico. “Não tenho dúvidas da força do agronegócio e de sua importância. Precisamos de uma base econômica forte e pujante”, destacou ele.

O vice-governador convidou os empresários e investidores do agronegócio para conhecerem o estado e sua capacidade de produção.

“Nosso estado está de portas abertas para o agronegócio. Quem ousar investir no agronegócio no Acre não irá se arrepender. Tudo que se planta nas terras acreanas dá, pois estudos da Embrapa e o nosso ZEE [Zoneamento-Ecológico-Econômico] mostram que nosso solo tem aptidão para a produção de grãos. Ainda temos ligação ao Peru e temos proximidade com o Porto do Rio Madeira”, enfatizou Rocha.

Major Rocha e bancada acreana discutem abertura de BR com ministro da Infraestrutura

A reabertura da BR-319, ligando Manaus a Porto Velho, foi a pauta do encontro dos governadores e da bancada federal dos estados da região Norte com o ministro Tarcísio Freitas, dos Estados e da Infraestrutura, na tarde desta terça-feira, 5, em Brasília.

O vice-governador do Acre, Wherles Rocha, representou o estado no encontro. Rocha destacou a importância da BR-319 para o desenvolvimento econômico do Acre e de toda a região Norte.

“As populações destas regiões não podem ser penalizadas por questões políticas. A BR-319 é o coração de acesso ao nosso estado. É por ela que entram e saem logísticas de alimentos e por onde passa o desenvolvimento do Acre”, destacou o vice-governador.

O vice-governador aproveitou ainda para ressaltar como primordial a recuperação da BR-364, que liga Rio Branco a Cruzeiro do Sul.

“Ainda temos no Acre o desafio de recuperar a BR-364, e levar o desenvolvimento aos municípios que ficam às margens da BR. É um sonho sairmos do isolamento”, frisou Rocha.

O ministro Freitas ressaltou que a região Norte é muito importante para o desenvolvimento econômico do país, e que o Governo Federal vai olhar com carinho para os estados do Norte, em especial o Acre.

“A BR-319 será refeita. É um compromisso político deste governo, pois sabemos da importância desta estrada para a economia do país e para o desenvolvimento dos estados, em especial o Acre”, afirmou o ministro.

Do Acre, participaram também da reunião os senadores Sérgio Petecão e Mailza Gomes, as deputadas Mara Rocha e Perpétua Almeida, e os deputados Jesus Sérgio e Pastor Manoel Marcus.

Com informações de David Casseb

Major Rocha vai ao MPAC e ao Tribunal de Justiça para reafirmar parcerias

Vice-governador esteve acompanhado do comandante-geral da PM, Márcio Cesar Freitas e do secretário de Segurança, Paulo César dos Santos

O vice-governador, Major Wherles Rocha, fez uma visita institucional ao Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e ao Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), nesta terça-feira, 8. Acompanhado do comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Acre, Mario Cesar Freitas, e do secretário de Segurança Pública, Paulo César dos Santos, Rocha foi buscar parcerias com as duas instituições para a Segurança Pública do Estado.

No MPAC, o vice-governador apresentou o novo comandante-geral da Polícia Militar à procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane Rodrigues. Eles trataram das operações, recentemente, efetivadas pela Segurança, para combater à violência e a criminalidade. A procuradora-geral do MPAC apresentou o trabalho desenvolvido pelo MPAC, por meio do núcleo de apoio técnico, o NAT e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, o Gaeco.

Também participaram do encontro no Ministério Público, o procurador-geral adjunto, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, o corregedor-geral do MPAC, Celso Jerônimo de Souza, o assessor especial da Procuradoria Geral de Justiça, Almir Branco, o coordenador em exercício do NAT, Bernardo Albano, e o representante do Gabinete Militar de Segurança Institucional do MPAC, Tenente Mendes.

tjac

A procuradora-geral de Justiça do MPAC falou da importância da unidade entre as instituições, para que a sociedade tenha respostas e soluções para a problemática causada pela criminalidade.

No Tribunal de Justiça do Acre, o vice-governador, o secretário de Segurança Pública, Paulo César dos Santos e o comandante-geral da PMAC foram recebidos pela presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Denise Bonfim e pelo vice-presidente, Francisco Djalma.

O vice-governador ressaltou que as visitas a essas instituições são importantes para estreitar a parceria nesse início de governo, buscando apoio para o fortalecimento e o reforço do policiamento.

“O diálogo é uma das principais ferramentas para consolidar e fortalecer as parcerias entre as instituições. Queremos andar de mãos dadas com o Ministério Público e o Tribunal de Justiça do Acre.” declarou o vice-governador, Major Wherles Rocha.

Gladson Cameli e Major Rocha participam da formatura de 107 militares dos Bombeiros

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, e o vice-governador, Major Wherles Rocha, participaram na manhã desta quarta-feira, 9, da Formatura de Promoção de Praças e do encerramento do Curso de Habilitação de Oficiais, no Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre. Foram promovidos 72 militares ao posto de 2º sargentos e 35 a subtenentes, que agora estão aptos a serem promovidos a primeiro posto do oficialato.

Gladson Cameli destacou a importância da promoção para os bombeiros e para o Estado. “Esse evento comprova que teremos ainda mais segurança para a população e o meu anseio é que o Corpo de Bombeiros esteja presente nos 22 municípios do Estado. O nosso desafio é dar direitos iguais para todos. Queremos fazer outras promoções, mais concursos públicos, chamar os concursados e colocar as contas do Estado em dia”, declarou o governador.

formatura 002

O vice-governador, Major Rocha, disse que esta cerimônia representa o reconhecimento prestado por muitos anos de serviço. “O policial bombeiro Militar tem durante a sua carreira esses processos que são reconhecimentos e com eles o crescimento que é merecido por sua dedicação à corporação e a sociedade acreana”, explicou Rocha.

O comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre, coronel Carlos Batista da Costa, disse que estes profissionais estão agora habilitados a ser promovidos ao posto de segundo-tenente, assim que houver disponibilidade no quadro. Ele ressalta que os terceiros sargentos que foram promovidos também recebem uma responsabilidade maior, após essa ascensão dentro da corporação. Os oficiais passaram por um batismo, comemorando com um banho, ao final da cerimônia, uma prática que os bombeiros têm para celebrarem suas promoções.

O coronel pontuou que está finalizando o novo planejamento estratégico para a corporação com a nova equipe do Governo do Estado. Batista recebeu o convite do Governo Gladson Cameli para continuar seu trabalho como comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Acre.

Participaram também da solenidade novo comandante-geral da Polícia Militar, Mário Cesar Freitas, o secretário de Segurança Pública, Paulo Cesar dos Santos, além de familiares dos formandos.

formatura 003

Prefeita Socorro Neri recebe vice-governador eleito Rocha

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, recebeu nesta quarta-feira, 19, a visita de cortesia do vice-governador eleito, Major Rocha, e do futuro comandante da PM, cel. Mário César. A conversa girou em torno da parceria entre Prefeitura de Rio Branco e Policia Militar do Acre. Durante o encontro que contou com a participação do Chefe da Casa Civil do Município, Márcio Oliveira, e do Chefe do Gabinete Militar, cel. Cleudo Maciel, a equipe da gestão municipal detalhou as ações realizadas em conjunto pelas instituições.

Em Rio Branco, a parceria entre a Prefeitura e a Policia Militar viabiliza o desenvolvimento de vários projetos. Cabe ao Município desenvolver ações de apoio, educativas e preventivas. Por meio de convênio, as instituições atuam na execução de políticas como o Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proerd), desenvolvido pelas equipes da PM nas escolas da rede municipal. As ações do Município incluem ainda cuidados com câmera de segurança, iluminação pública, manutenção e limpeza das vias e acessos que possam permitir a entrada de viaturas, além de limpeza dos espaços públicos.

“Diante das demandas de segurança, também recorrentes na capital, a Prefeitura se coloca à disposição para colaborar com o Estado na missão de garantir a segurança pública dos nossos munícipes”, destacou a prefeita.

Anda por meio da parceria, 34 policias militares colaboram com o policiamento ostensivo no âmbito do Município. Desse efetivo, quatro se revezam na guarnição do Chefe do Executivo durante as agendas públicas. Quando não estão em agenda com a prefeita, esses mesmos policiais assumem o policiamento ostensivo em vários pontos da cidade. Em contrapartida, mensalmente, a gestão municipal repassa à corporação o valor relativo ao banco de horas referente à prestação do serviço ao Município.

Durante a visita à prefeita Socorro Neri, o vice-governador eleito Major Rocha e o futuro comandante da PM do Acre reafirmaram a parceria, que deve ser fortalecida a partir da posse do novo governo.

Gladson Cameli e Major Rocha tomarão posse às 16h do dia 1º de janeiro

O governador eleito, Gladson Cameli (Progressistas), e o vice-governador, Major Rocha (PSDB) tomarão posse no dia 1º de Janeiro de 2019. A solenidade será realizada a partir das 16h em dois momentos. O primeiro ato será na Assembleia Legislativa (Aleac) onde os dois assumem oficialmente o governo do Estado. Depois, às 17h, acontece a transmissão do cargo e a entrega da faixa governamental, em frente ao Palácio Rio Branco.

Uma programação especial está sendo preparada para a posse do novo governador do Acre, inclusive com a com a presença do Conservatório Musical do Vale do Juruá, projeto social do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e do 61º BIS do Exército Brasileiro. Uma significativa estrutura está sendo montada para que os populares possam acompanhar os dois atos.

Após tomar posse como governador do Acre, Gladson Cameli, receberá as honras das Forças Militares, com a passagem em revista às tropas formadas. Em seguida acontecerá o desfile das tropas.

Também está programado um show, com bandas locais, após a solenidade de posse, para que a população possa se confraternizar. A intenção é realizar uma festa popular, onde as pessoas possam acompanhar toda solenidade.

Familiares do governador eleito, Gladson Cameli e do vice-governador, Major Rocha, participarão da solenidade. Estão sendo esperadas parentes e amigos de outros municípios e estados.

Gladson Cameli e Major Rocha tomarão posse às 16h do dia 1º de janeiro

O governador eleito, Gladson Cameli (Progressistas), e o vice-governador, Major Rocha (PSDB) tomarão posse no dia 1º de Janeiro de 2019. A solenidade será realizada a partir das 16h em dois momentos. O primeiro ato será na Assembleia Legislativa (Aleac) onde os dois assumem oficialmente o governo do Estado. Depois, às 17h, acontece a transmissão do cargo e a entrega da faixa governamental, em frente ao Palácio Rio Branco.

Uma programação especial está sendo preparada para a posse do novo governador do Acre, inclusive com a com a presença do Conservatório Musical do Vale do Juruá, projeto social do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e do 61º BIS do Exército Brasileiro. Uma significativa estrutura está sendo montada para que os populares possam acompanhar os dois atos.

Após tomar posse como governador do Acre, Gladson Cameli, receberá as honras das Forças Militares, com a passagem em revista às tropas formadas. Em seguida acontecerá o desfile das tropas.

Também está programado um show, com bandas locais, após a solenidade de posse, para que a população possa se confraternizar. A intenção é realizar uma festa popular, onde as pessoas possam acompanhar toda solenidade.

Familiares do governador eleito, Gladson Cameli e do vice-governador, Major Rocha, participarão da solenidade. Estão sendo esperadas parentes e amigos de outros municípios e estados.

Major Rocha anuncia nomes que irão compor o comando da Segurança Pública

Nomes foram anunciados durante coletiva na Secretaria de Estado de Segurança Pública

Cumprindo mais uma promessa de campanha e demonstrando união, o vice-governador eleito, Major Rocha (PSDB), anunciou nesta sexta-feira(7), os nomes que irão compor a cúpula da Segurança Pública a partir de 2019.

Baseado em critérios técnicos e, principalmente, competência, os escolhidos têm o desafio de reduzir os índices de criminalidade. Segundo Rocha, o Acre figura, proporcionalmente, como o estado mais violento do Brasil.

“Essa equipe tem a responsabilidade de encontrar soluções. Vou apoiá-los, mas também irei cobrar todo empenho deles para devolver a paz aos acreanos”, disse. Ele argumentou ainda que a escolha foi discutida e contou com o aval do senador e governador eleito, Gladson Cameli (Progressistas).

“É muito importante destacar que o governador Gladson Cameli tem dado atenção especial para a Segurança Pública. Isso mostra que estamos unidos em prol da sociedade. Os atuais índices que estão aí são inaceitáveis para um estado como o nosso. Vamos mostrar que é possível devolver a tranquilidade para a população”, pontuou.

O futuro secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Cézar, afirmou que assumir a pasta é uma das maiores responsabilidades da carreira pública. Profissional com vasta experiência na área, Cézar afirma já possuir estratégias para colocar em prática no próximo ano. “Nossa principal missão é diminuir a criminalidade. Também vamos trabalhar com a política de prevenção. Temos que agir antes que o crime aconteça”, frisou.

Além do secretário de Segurança Pública, foram anunciados os nomes do secretário de Polícia Civil, comandante da Polícia Militar, comandante do Corpo de Bombeiros, diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária(IAPEN) e diretor-presidente do Instituto Socioeducativo(ISE).

pagina7

Vice Major Rocha anunciará nesta sexta-feira nomes que assumirão a Segurança

Os nomes que comandarão a Segurança Pública do Acre no governo de Gladson Cameli (Progressistas), a partir de 1º de janeiro, serão anunciados nesta sexta-feira (7), a partir das 10 horas, no auditório da Secretaria de Segurança Pública.

O anúncio será feito pelo vice-governador eleito, Major Rocha, que comandará a primeira reunião e coordenará o início dos trabalhos de planejamento de ações integradas do sistema, concedendo ainda uma coletiva para imprensa às 11h.

“Eu e o governador eleito Gladson Cameli nos dedicamos durante toda essa semana para alinharmos as indicações dentro dos critérios de qualidade técnica, experiência, compromisso com as diretrizes do governo e capacidade de trabalhar em defesa dos interesses da sociedade”, disse o vice-governador.

Para Rocha, esse é um setor desafiador, problemático e que tem muita expectativa por parte da população que anseia por mudanças. O major disse que após o anúncio e durante a gestão vai solicitar das instituições uma atuação harmoniosa e com resultados positivos.

Serão anunciados seis nomes que vão compor a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Acre (SESP), os comandos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, o Instituto Penitenciário (IAPEN) e o Instituto Socioeducativo (ISE).

Alguns nomes já foram divulgados pelo governador eleito, Gladson Cameli e pelo vice-governador, Major Rocha. No comando da Polícia Militar foi convocado o Cel. PM/RR Mário Cezar e para o Corpo de Bombeiros, o Cel. BM Antônio Velasquez. Os nomes dos subcomandantes das duas corporações, serão anunciados nesta sexta-feira, (7).

A Secretaria de Polícia Civil será mantida na estrutura do futuro governo. Os nomes do secretário e demais membros da equipe serão conhecidos na reunião. Também serão anunciados os diretores presidentes do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) e do Instituto Sócio Educativo (ISE).

“Temos muito trabalho pela frente e esperamos contar com o apoio de todas as secretarias de governo, instituições e, principalmente, de cada cidadão que deve ser um aliado do sistema de segurança pública. Diminuir os indicadores de violência é um compromisso de todos”, concluiu o vice-governador.

“Estamos unidos a favor do Acre”, declara Gladson em almoço com Major Rocha

“ Eu e o Rocha, nosso vice-governador, estamos unidos a favor do Acre. A nossa população pode esperar que a partir do ano que vem, vamos arregaçar as mangas e trabalhar juntos pelo Estado”. A declaração foi dada na tarde desta segunda-feira (3) pelo senador e governador eleito, Gladson Cameli (Progressistas).

Gladson e Major Rocha almoçaram no Novo Mercado Velho, região central de Rio Branco. Os futuros gestores conversaram sobre as metas para os primeiros dias de governo a partir de 2019. “Vamos fazer todo o esforço para cumprir o que prometemos durante a campanha eleitoral. O Acre tem tudo para dar certo. É preciso um choque de gestão já no início do mandato para que possamos alcançar o desenvolvimento e trazer a esperança para o nosso povo”, destacou Cameli.

Responsável pela área da segurança pública, Major Rocha disse que o futuro governo fará o esforço necessário para devolver a paz às famílias acreanas. “Nossa população não aguenta mais conviver com o medo. Precisamos dar um basta nisso. Colocaremos a polícia na rua e vamos dar uma resposta contra a criminalidade”, enfatizou.

Com a maior parte dos secretários já anunciada, o futuro secretário de Segurança Pública deve ser conhecido em breve. “Vamos escolher um nome técnico, preparado e que dê conta da missão. Queremos alcançar, em poucos meses, resultados significativos para conter essa onda de violência”, afirmou Rocha.

Rocha participa de reunião no Mapa sobre diversificação na produção agrícola do Acre

Deputado criticou o modelo de florestania implantado no Acre

O deputado Federal, Major Rocha (PSDB) participou de uma reunião no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, com técnicos da CEPLAC (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira).

Participaram o Diretor Juvenal Maynart Cunham, o Coordenador-Geral Técnico Cientifico, Manfred Willy Muller, ambos da CEPLAC. Além deles, estavam presentes o Especialista em Gestão de Projetos de Cooperação Técnica, Herbert Cardoso Junior e os técnicos do Mapa, Anderson Xavier Simões e Rodolfo Piovezan.

A CEPLAC, apresentou propostas para desenvolvimento da cacauicultura no Estado do Acre. Segundo a avaliação dos técnicos, o fortalecimento do cultivo de cacau é economicamente viável, socialmente desejável e ambientalmente recomendável.

Segundo o MAPA, o Acre possui dados climáticos que favorecem o cultivo do cacau, contribuindo para o processo de ocupação racional territorial, criando condições de fixação do homem ao meio rural e elevando a qualidade de vida dos pequenos e médios produtores.

De acordo com o Coordenador-Geral Técnico Cientifico, Manfred Willy Muller, o plantio de cacau é considerado mata-nativa, atingindo todos os produtores. Na avaliação dele, o cacau pode ser cultivado junto com outras culturas, sendo usado como forma de reflorestamento.

O Deputado Tucano, declarou a importância da diversificação da produção agrícola para o Acre

“É de suma importância que o estado consiga meios de manter o homem no campo, hoje, muitos deles vão para a cidade por falta de incentivos, gerando desemprego e aumentando os índices alarmantes de violência.”

Rocha, ainda criticou o modelo da florestania implantado pelo PT no Acre, dificultando a relação do homem do campo com a produção. Segundo o parlamentar e vice-governador eleito, o Acre passou por um processo de estagnação da produção nos últimos 20 anos. O PT e suas políticas, praticamente acabaram qualquer meio do produtor gera renda através da produção agrícola. O Estado esqueceu o agricultor.

Major Rocha, finalizou a reunião, afirmando que o novo governo, que se inicia de 01 de janeiro, irá incentivar a produção, aquecendo a economia no estado.

“Olharemos para todos os produtores. Vamos focar nos incentivos à produção rural do pequeno, médio e grande produtor. O estado hoje, está parado”, afirmou o tucano.

Vice Major Rocha nega ter abandonado o futuro governo de Gladson Cameli

Rocha disse apenas que a sua indicação para a Segurança Pública não se confirmou

Uma notícia divulgada na imprensa acreana na tarde da última sexta-feira (23) movimentou os meios políticos estaduais: o deputado federal Major Rocha (PSDB) e vice-governador eleito teria rompido relações com o futuro governo e estaria deixando a equipe.  A notícia foi rechaçada tanto pelo governador eleito, Gladson Cameli quanto pelo vice.

Em uma rápida entrevista por telefone, dado estar em Brasília resolvendo problemas pessoais, Rocha foi peremptório ao afirmar não haver qualquer crise ou desavença entre ele e Gladson.

“Não há racha ou cisão alguma. O que estão usando para afirmar isso foi apenas a indicação feita por nós e que não se confirmou. Mas isso se deu por razões pessoais do indicado, que declinou do convite e, por conta disso, nós preferimos deixar o governador à vontade para a escolha de um novo nome”, salientou Rocha.

Gladson, por sua vez, justificou a ausência do deputado federal Major Rocha na apresentação do secretariado: “Há poucos instantes eu tive uma excelente conversa com o meu vice e ele mandou um abraço para todos e só não participou desta entrevista por ainda estar em Brasília”. O telefonema foi confirmado pelo deputado Major Rocha quando da entrevista a este periódico.

Major Rocha diz na Câmara as reformas prioritárias para o Estado do Acre

Com o resultado final das eleições, já definidos os novos governadores que vão comandar os estados, muitas pautas de interesse dos eleitos voltarão a ser discutidas na Câmara dos Deputados. Um dos temas centrais é um novo pacto federativo, que redefina as obrigações da União, dos estados, municípios e do Distrito Federal, com a partilha dos recursos provenientes dos tributos cobrados de toda a população. Eleito vice-governador do Acre, o deputado Major Rocha (PSDB) usou a Tribuna da Câmara Federal para apontar as três reformas que mais interessam ao Acre. “Como na maioria dos outros Estados, nós temos problemas sérios na questão previdenciária. A projeção do Tribunal de Contas do estado e da equipe de transição é que, ao final de 2022, nós tenhamos um rombo de R$ 1 bilhão, só o déficit da previdência estadual, o que corresponde hoje a um quinto do orçamento do estado. Já a reforma tributária é muito importante para fazer com que a economia do estado e do país volte a crescer, com que o empresário, com que o investidor possa ter fôlego pra gerar emprego. Também a questão da segurança pública. Nós temos um estado que, segundo os dados do anuário da segurança pública, é o segundo mais violento do Brasil”, observou.

Essas pautas elencadas como as principais estão previstas para serem analisadas nas comissões e no Plenário da Câmara dos Deputados já a partir desta semana.

Rocha vai acionar MP e TCE para acompanhar venda de imóveis pelo governo de Sebastião

O deputado federal e vice-governador eleito do Acre, Major Rocha (PSDB) informou na noite de segunda-feira (29), que vai acionar o Ministério Público Estadual (MPAC) e o Tribunal de Contas dos Estado do Acre (TCEAC) para acompanhar o processo de venda de imóveis públicos iniciado em outubro pela administração do governador Sebastião Viana, do PT, que lançou edital colocado à venda um prédio e um terreno que faz parte do patrimônio do Estado.

O tucano classificou a venda do prédio onde funcionou a sede da Polícia Federal e do terreno que serão os primeiros a serem colocados à disposição de quem queira fazer ofertas de maior preço, como “xepa”. “No final das feiras livres, quando os feirantes estão fechando suas barracas, é comum haver uma liquidação dos produtos que sobraram em suas bancas. É o que chamamos de xepa, que tem como uma das razões não deixar nada para o dia seguinte”.

Major Rocha considera estranho o fato de o governo com pouco mais de dois meses para encerrar, “passe a vender o patrimônio do povo acreano”. Quero manifestar minha desconfiança dessa xepa de privatizações de imóveis promovida no apagar das luzes. Lembro dos arroubos da ptralhada quando o assunto é privatizar. Quer dizer que no final do governo pode? Quer dizer que no final do governo o discurso muda? Ou será que o PT pode privatizar?”, questiona.

Segundo Rocha, o episódio da venda dos imóveis de propriedade do Estado pode ser uma tentativa de “cobrir o rombo da irresponsabilidade fiscal de um governo que deve do caçambeiro ao terceirizado, do fornecedor ao prestador de serviço. Vender o patrimônio para cobrir o rombo dos muitos cargos comissionados, boa parte deles apenas para acomodar interesses políticos. Poderia citar muitas outras coisas estranhas, como 3,5 bilhões de endividamento”, ressalta.

O parlamentar promete que após assumir o cargo de vice-governador poderá iniciar também uma investigação de obras de qualidade duvidosa e com indícios de corrupção. Rocha destaca ainda todas as suspeitas de desvios em pastas como a educação, saúde e segurança serão aparadas. “Isso será levantado no momento oportuno. A partir de janeiro, falo por mim e por muitos, quero reavaliar todas as possíveis privatizações oriundas desse processo suspeito de privataria ptralha”.

Leia mais

Governo coloca terreno e prédio à venda e a lista deverá contar com mais três imóveis

PSDB nacional destaca vitória de Major Rocha em 1º turno das eleições no Acre

O portal do diretório nacional do PSDB destacou a vitória do Major Rocha como vice de Gladson Cameli no primeiro turno das eleições deste ano. Veja o texto:

A chapa do deputado Rocha (AC) ao governo do estado do Acre venceu as eleições deste domingo com mais de 223 mil votos (53,71% dos votos válidos). Gladson Cameli é o futuro governador, e terá Rocha como vice.

Oficial da Polícia Militar, Rocha já atuou como deputado estadual e hoje está no primeiro mandato na Câmara dos Deputados. O parlamentar trabalhou em comissões de destaque, como a de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, e de Comissão de Fiscalização Financeira e Controle.

“Agradeço a amizade, carinho e apreço da família acreana. Visitamos muitas casas, em uma campanha limpa, sem ofensas ou ataques. Debatemos propostas de interesse do estado e dos acreanos. Unidos, escreveremos uma nova história, com prosperidade e respeito a cada cidadão”, declarou o tucano. Rocha acrescenta que o momento é de união em defesa do futuro do Acre.

Crítico ferrenho da corrupção do governo petista, Rocha sempre alertou para a atitude de políticos que dizem defender a democracia, enquanto exaltam regimes como os de Venezuela e Cuba.

O tucano tem demonstrado preocupação com os altos índices de violência no estado do Acre. Rio Branco é uma das capitais mais violentas do Brasil, segundo o Anuário de Segurança Pública. A taxa de mortes violentas na cidade foi de 62,3 por cada 100 mil habitantes em 2016. Segundo ele, facções criminosas aterrorizam a população com ataques e depredação de patrimônio público, sem reação do governo estadual.

Em Rio Branco, Major Rocha recebe apoio dos moradores do bairro Tancredo Neves

Em continuidade a série de visitas pelos bairros de Rio Branco, o candidato a vice-governador do estado, Major Rocha, esteve caminhando pelas ruas de Alto Alegre e Jorge Lavocat, ambos na regional Tancredo Neves, nesta terça-feira (25). Ele se colocou à disposição dos moradores para, caso eleito junto com Gladson Cameli, ajudarem na realização de obras de infraestrutura urbana que incluem pavimentação de ruas e melhoria do sistema de abastecimento de água.

Major Rocha revelou aos populares que terminando a eleição, Gladson e ele darão continuidade aos últimos meses como parlamentares em Brasília.

“Terminando a eleição, a grande maioria dos políticos vai descansar. Gladson e eu, vamos trabalhar para preparar o orçamento do ano que vem com a destinação de recursos oriundos de emendas. Assim, vamos conseguir colocar recursos para obras de infraestrutura urbana e saneamento, por exemplo, e isso vai para melhorar a vida do povo”, destacou o candidato a vice-governador do Acre pela coligação Mudança e Competência.

Ao longo do percurso, Major Rocha também falou com os eleitores sobre geração de emprego e renda e das oportunidades econômicas que podem fazer do município um polo de serviços no estado.

“No nosso Plano de Governo constam ações que vão possibilitar a geração de emprego e renda, recuperação econômica, atração de empresas, bem como a instalação de agroindústrias e confiabilidade no fornecimento do serviço para a população local”, disse Major Rocha.

Conforme o candidato a vice-governador, o projeto de governo abrange todo o Acre com propostas rápidas e objetivas. Para o candidato a governador, é preciso dar condições a quem quer trabalhar. Segundo ele, o momento de apontar soluções e dar respostas aos anseios dos acreanos é agora.

“Melhorar a saúde pública e a educação no Acre, com mais escolas de tempo integral, e combater o crime organizado, devolvendo ao cidadão de bem, principalmente do interior, o direito de viver com tranquilidade. Sabemos que juntos somos mais fortes e precisamos dessa força para defender os interesses do povo”, reafirmou Major Rocha.

Durante as caminhadas, Major Rocha, acompanhado do candidato a Senador da República, Márcio Bittar (MDB), tem chamado a atenção dos populares para o momento decisivo que os acreanos estão vivendo.

População vai às ruas de Cruzeiro do Sul em apoio a mudança com Gladson e Rocha

A cidade de Cruzeiro do Sul, terra natal do candidato ao governo do Acre pela coligação Mudança e Competência, Gladson Cameli, foi movimentada por milhares de pessoas que foram às ruas do centro da cidade em declaração de apoio às propostas de mudanças de Gladson e seu vice, Major Rocha, para o Acre.

A caminhada largou da Avenida Coronel Mâncio Lima, entrando na rua Absolon Moreira, ponto estratégico do comércio local, seguindo pelo Beco do Mercado e percorrendo as principais vias urbanas de Cruzeiro do Sul.

Acompanhado dos candidatos ao Senado da República, Marcio Bittar e Sérgio Petecão, além dos candidatos ao cargo de deputado federal Jéssica Sales, Rudilei Estrela e dos candidatos a deputado estadual Nicolau Júnior, Antônia Sales, Marivado e Lucila Brunetta, Gladson conversou com os cruzeirenses e agradeceu o carinho de cada filho do Juruá que tem se empenhado em mudar a situação de decadência em que se encontra o estado.

Nas ruas, Gladson ouviu dos moradores da cidade que o Acre procura por mudanças que garantam oportunidade de crescimento, geração de emprego e renda para os jovens e milhares de pais de família que atualmente são vítimas da estagnação econômica em que se encontra a região.

“Não podemos nos conformar com as condições em que o Acre se encontra. Todos nós somos prejudicados com o atual modelo econômico que o PT instalou no nosso estado, quebrando as empresas, perseguindo os servidores públicos e impondo medo a todos que se contrapõem ao seu projeto perpétuo de poder”, disse Cameli.

De acordo com o candidato, o Acre terá no dia sete de outubro a oportunidade de renovar seus quadros políticos e viver um novo tempo de esperança, progresso e liberdade. “Vamos devolver a liberdade e a paz dos acreanos”, garantiu ele.

A agenda dos candidatos majoritários no Vale do Juruá prosseguem nos municípios de Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Porto Walter.

gladson2

gladson3

gladson4

Plácido de Castro aprova propostas apresentadas por Gladson e Major Rocha

Nesta quarta-feira (120, Plácido de Castro recebeu Major Rocha, candidato a vice-governador do Acre pela coligação Mudança e Competência. A população do município ao aborda-lo pediu que ele e Gladson, chegando ao governo, devolvam aos acreanos mais obras e desenvolvimento. Temas como segurança, saúde, educação e oportunidades de geração de emprego e renda foram alguns dos assuntos mais comentados pelos moradores ao candidato.

A caminhada em Plácido de Castro contou com a presença dos candidatos ao Senado da República, Sérgio Petecão e Márcio Bittar, além de diversos candidatos proporcionais. Ana Paula Cameli, esposa de Gladson, esteve representando o candidato a governador na agenda do interior do estado, acompanhada de várias mulheres da coligação.

Alexandre de Moraes de Souza foi um dos que fez questão de manifestar apoio à coligação Mudança e Competência, durante caminhada pelas ruas de Plácido de Castro. “Precisamos de pessoas como o Gladson e o Major Rocha lutando pelos acreanos. Eles são firmes e têm pulso. Vão saber governar e criar oportunidades de emprego a jovens como eu”, afirmou Souza ao falar da expectativa de crescimento do estado com a mudança de gestão no Poder Executivo.

Major Rocha chamou a atenção dos moradores pelo respeito e compromisso com as causas que afligem os cidadãos. “Destruíram a capacidade financeira do Acre. Abandonaram tanto a capital quanto o interior. Fico com o coração triste por tudo o que tenho visto: um povo abandonado pelo poder público e clamando por ajuda. Mas, nosso povo terá de novo a atenção que merece”, disse Major Rocha.

Caminhada no bairro Montanhês

“Hoje, tive a chance de conversar com Major Rocha olhando nos olhos. Moro aqui no Montanhês, desde 1993, e nossa região precisa de muita atenção”, contou Sebastião Filgueira de Souza durante caminhada do candidato a vice-governador pela coligação Mudança e Competência no bairro Tancredo Neves, em Rio Branco, capital do estado.

Quem também aprovou a atitude do candidato a vice-governador foi Francisco das Chagas Souza da Silva. Segundo ele, a mudança que o Acre precisa está nas mãos de Gladson Cameli e Major Rocha.

Durante as conversas, Major Rocha destacou que, caso eleitos, a marca de seu trabalho e de Gladson Cameli sempre será o diálogo participativo com a população. “Se tem algo que vai prevalecer em nossa gestão será a proximidade com o nosso povo. As pessoas precisam de mais respeito com seus direitos e deveres. Por isso, vamos trabalhar por melhor qualidade de vida dos acreanos”, assegurou Major Rocha ao finalizar a caminhada já em outro bairro: Montanhês.

Soluções para segurança pública são prioridade”, assegura Major Rocha

“O estado em que a violência mais cresce no país: o Acre. Isso não sou eu quem estou dizendo. Essa informação é do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Eles apontaram que a segunda maior taxa de mortes violentas no país está aqui. Só perdermos para o Rio Grande do Norte”.

Esse foi o tom da conversa entre o candidato a vice-governador do Acre, Major Rocha, comerciantes e moradores do bairro Tancredo Neves, durante caminhada em Rio Branco, nesta terça-feira (28) e em várias outras agendas que tem executado nos bairros de Rio Branco ao lado do candidato a governador, Gladson Cameli.

Na ocasião, várias pessoas abordaram Major Rocha para relatarem a rotina de medo do que um dia já foi uma cidade pacata.  Segundo ele, as reivindicações não são isoladas.

“Há alguns anos, o Acre começou a ser tomado por uma onda de violência e terror. Antes, era comum colocar cadeiras em frente de casa, conversar com vizinhos, ver a vida passar. Mas, ao longo dos anos, as pessoas trocaram o lado de fora pelo lado de dentro de casa, colocaram grades nas janelas, aumentaram os muros. Precisamos trazer de volta a paz para nossas famílias”, contou o candidato a vice-governador da coligação Mudança e Competência.

Para Major Rocha, o estado está sem controle e sem comando. Ele destacou ainda aos moradores que há um contradição entre as informações repassadas pelo atual governo sobre ser o segundo estado que mais investe no setor e os dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública

“Em 2017, os gastos com segurança pública superaram meio bilhão de reais. Ainda assim, os índices não vão bem. O Acre é quarto estado mais violentos do Brasil com mais de 200 assassinatos no primeiro semestre de 2018”, disse Major Rocha ao relatar também que existem municípios com apenas um policial.

Caso eleito, Major Rocha garante que a segurança pública estará no topo da ordem do dia. Para ele, o problema não envolve apenas a questão presencial do policial civil ou militar.

“Ela é representada por equipamentos, tecnologia, ciência e técnicas especializadas de informação, monitoramento e passa também por ocupar o tempo ocioso dos jovens, dando oportunidades através da educação e postos de trabalho. Isso ajuda os tirar do mundo do crime e trazer mais tranquilidade às nossas famílias”, esclareceu Major Rocha.

Em recente encontro com candidatos aprovados nos concursos para as Policiais Civil e Militar, o candidato a governador do Acre, Gladson Cameli, e o vice, Major Rocha, se comprometeram em aumentar o efetivo convocando os aprovados para reforçar a área.

Gladson Cameli e Major Rocha dividem agendas políticas no primeiro dia campanha

Um adesivaço no bairro 06 de Agosto, na região da caixa d’água, no 2º Distrito de Rio Branco, na tarde desta quinta-feira, 16, será o pontapé inicial da campanha de rua do candidato progressista ao governo do Acre, Gladson Cameli. O ato será comandado por Major Rocha (PSDB), seu vice, e aliados.

Enquanto Rocha inicia a campanha oficial em Rio Branco, Gladson começa sua caminhada na disputa pelo Palácio, no Juruá. Desde cedo, ele participa de reunião com empresários em Cruzeiro do Sul, apoiadores de sua candidatura.

À tarde, o candidato visita comerciantes na cidade de Rodrigues Alves e à noite ele retorna a Cruzeiro para um encontro com candidatos a deputado estadual por partidos de oposição.

Eufórica, militância comparece ao Ginásio do Sesc e reforça apoio a Gladson e Rocha

Com uma militância animada e com gritos de vitória, foram aclamados os nomes de Gladson Cameli (PP) e Major Rocha (PSDB) ao governo do Acre. Para o Senado, a militância ratificou os nomes de Sérgio Petecão (PSD) e Marcio Bittar (MDB). O evento aconteceu no Ginásio do Sesc Bosque.

Além da chapa majoritária, foram apresentados os nomes dos pré-candidatos a deputado estadual e federal pela coligação que reúne 12 partidos.

Confiante e emocionado com a recepção da militância, Gladson destacou que o Acre vive um novo tempo. Ele lembrou o apoio de todos os partidos que compõem a coligação.

“Hoje é um dia de muita alegria em visita às convenções dos nossos aliados. Parabéns ao MDB, PR, DEM, PSD e PSDB pela demonstração de unidade e compromisso com os sonhos da nossa gente.  Parabéns também aos amigos do PPS, PTB, PMN, PTC e SOLIDARIEDADE!”, completou o pré-candidato ao governo do Acre pelo Progressistas.

Quem é Gladson Cameli?

Gladson Cameli nasceu em 26 de março de 1978. É bacharel em Engenharia civil desde 2001, formado pelo Instituto Luterano de Ensino Superior de Manaus Ulbra, no Amazonas. Membro do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA/AC), exerceu atividades profissionais como sócio da empresa pertencente à família. Pelo lado paterno é sobrinho do ex-governador do estado do Acre Orleir Cameli.

Em 2010, foi eleito pela segunda vez deputado federal. Em seu segundo mandato, se destacou à frente da Comissão da Amazônia. Através da indicação da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA), o deputado federal Gladson Cameli (PP-AC) foi designado o relator do Projeto de Lei 5957-2013, que propõe a regulamentação da legislação referente a criação e instalação das Zonas de Processamento e Exportação (ZPE´s) em todo país. A proposta é considerada uma das mais importantes em discussão na área econômica do Congresso Nacional.

militancia

Major Rocha, da Aleac à Câmara Federal

Wherles Fernandes Da Rocha, mais conhecido como Major Rocha, é formado em Comunicação Social e Direito, policial militar aposentado, casado com Selma Rocha, com quem tem um casal de filhos, Emanuel e Emanuele. Nascido em Rio Branco, em 07 de outubro, trabalhou como repórter no jornal O Rio Branco e A Gazeta, foi assessor de comunicação do Sesc, trabalhou na assessoria da PMRB, trabalhou na extinta Silas. Entrou na Polícia Miliar em 1990, em 1995 assumiu o comando da Policia Militar de Sena Madureira, onde permaneceu até 2000.

Em 2010 se filiou ao PSDB, vencendo a eleição com 4.228 votos, teve uma atuação marcante no parlamento acreano, que lhe rendeu por três anos consecutivo o prêmio de melhor deputado estadual do Acre, sua atuação firma em defesa do Acre e no combate aos desmandos e perseguição ao PT, lhe tornou uma das figuras mais emblemática da oposição.

Em 2014 Rocha venceu as eleições para deputado federal com 23 .466 votos, tornando se o deputado mais votado da oposição naquele momento.

Em Brasília, Rocha mais uma vez se destacou pela firmeza e coerência no combate a corrupção e os desmandos do PT, tendo sua atuação reconhecida pelos institutos de pesquisa de qualidade e atuação parlamentar, recebendo do congresso em foco o prêmio de melhor parlamentar acreano, título também reconhecido pela Ranking Político.

Foi dele que partiu a denúncia que culminou na prisão do ex-presidente da Republica Luís Inácio Lula da Silva.

Major Rocha e Luiz Gonzaga participam de agenda em Brasília sobre energia elétrica

O deputado Federal Major Rocha (PSDB/AC) e o deputado Estadual Luiz Gonzaga (PSDB/AC), participaram nesta quarta-feira (11) de uma série de reuniões em Brasília. A agende foi em busca de soluções para a telefonia celular e a conexão com a internet no Oeste do Estado, bem como para tratar da interligação do Juruá com a rede nacional de energia elétrica por intermédio do “Linhão”.

Na Anatel e na empresa Oi, detentora da concessão de internet e telefone, os dois parlamentares acreanos buscaram soluções para problemas recorrentes na conexão em municípios do Acre, em especial na região do Juruá.

A região sofre com recorrentes problemas de rompimento nos cabos de fibra ótica, causando queda na conexão e prejuízos para a população por conta da falta de comunicação.

Sem comunicação, sem vendas

“A falta de internet e telefone causa prejuízos ao comércio, a rede bancária e o principal, sem conexão de internet e telefone, a criminalidade aproveita para realizar delitos, já que não é possível a comunicação com os órgãos de segurança pública”, argumentou Rocha.

Já o deputado Gonzaga destacou terem os constantes cortes na comunicação uma verdadeira dor de cabeça para a comunidade e para os comerciantes, pois reduz as vendas.

Segundo Alvimar Camacam, diretor de relações institucionais da Oi, muitas vezes o rompimento ocorre de forma criminosa e como não há outro cabo disponível como reserva para a região, a qual fica sem comunicação.

Em busca da energia estável

Os tucanos acreanos foram à sede da Eletrobrás, onde trataram dos motivos que levaram à suspensão da obra do linhão de transmissão de energia em Cruzeiro do Sul e sobre a desativação da usina termelétrica, localizada em Rio Branco.

O Deputado Luiz Gonzaga argumentou que a usina operada pela Guascor em Cruzeiro do Sul e região, sofre constantes falhas, causando queda de energia e apagão geral.

Gonzaga e Rocha solicitaram estudo de viabilidade de transferência da usina desativada de Rio Branco para a região do Juruá, que serviria de backup em caso de apagões.