Estatística do Ministério da Saúde aponta casos de AIDS em Boca do Acre

O Ministério da Saúde, através do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis, ligado à Secretaria de Vigilância em Saúde, publicou em sua base de dados uma informação preocupante, mas não alarmante, sobre o município de Boca do Acre no que diz respeito o registro de pessoas com HIV.

Em números, o município de Boca do Acre aparece com 14 casos, ou seja, quase uma dezena e meia de pessoas estão doentes da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – AIDS.

Segundo profissionais da Saúde consultados pelo Jornal Opinião, o índice ainda não é alarmante, porém, preocupante. Na opinião desses profissionais, a motivação para a quantidade soropositivos existentes no município se deve principalmente à proximidade e a ligação direta com o estado do Acre.

Eventos como o Festival de Praia, que apesar de ter campanha de prevenção, também são fortes colaboradores para o aumento no número de pessoas infectadas com o vírus e portadores da doença.

Homens lideram

De 1980 a 2018 o aumento foi de mais seis casos. Antes, Boca do Acre havia registrado oito casos, seis a menos em relação ao ano de 2019. Dos 14 registrados, 13 deles estão entre os homens e apenas um entre as mulheres.

Os registros apontam também para quatro mortes confirmadas: 02 entre os anos de 1996 e 2005; 01 em 2006 e 01 em 2010.

Ranking

Os 14 casos confirmados dão para Boca do Acre a posição de número 33 em todo o Amazonas. Com a mesma quantidade de casos estão os municípios d Atalaia do Norte, Boa Vista Do Ramos e Carauari.

Percentualmente falando, 0,04% da população bocacrenses é portadora do vírus. Em relação aos mais de 17 mil casos registrados em todo o estado, a porcentagem sobe para 0,08%.

São precisamente 17.781 nos 62 municípios do Amazonas. Desses, a maioria está na capital, com 15.281, ou seja, Manaus tem 85% de todos os casos. Os dez municípios amazonenses com maior registro de HIV são:

MUNICÍPIOS CASOS
MANAUS 15.281
PARINTINS 305
TABATINGA 259
ITACOATIARA 231
TEFÉ 191
MANACAPURU 169
IRANDUBA 130
BENJAMIN CONSTANT 100
HUMAITÁ 88
COARI 85

Os vizinhos

Dos municípios que se avizinham a Boca do Acre, 16 casos foram registrados em Lábrea e 02 em Pauini. Na capital acriana, que tem ligação direta com Boca do Acre, o registro oficial aponta para 854 casos.

Outras DST’s em Boca do Acre

O Ministério da Saúde também disponibilizou a quantidade de casos em outras doenças sexualmente transmissíveis em Boca do Acre. Confira abaixo:

DST CASOS
SÍFILIS 58
HEPATITE A 191
HEPATITE B 232
HEPATITE C 23
HEPATITE D 75