Entidades se reúnem e propõem criação de Fórum das Engenharias

Com a finalidade de criar um ambiente de discussões e proposições sobre o desenvolvimento, valorização e mercado de trabalho para a engenharia acreana, as entidades de representação das engenharias, incluindo os tecnólogos e técnicos, criaram o Fórum das Engenharias.

Estimulada pelo CREA-AC, Mútua-AC e FIEAC, o Fórum foi formado pelas diversas instituições que possuem afinidade com este tema, como associações profissionais, instituições de ensino, sindicatos profissionais, secretarias, órgãos públicos e privados.

Para este ano de 2018, o Fórum estabeleceu como meta a realização de duas ações: a “Agenda Engenharia 2030”, que possui o objetivo de identificar e realizar ações que promovam a valorização da profissão para os próximos 10 anos, e a “Agenda Executiva e Legislativa da engenharia acreana para os candidatos em 2018”, que tem a finalidade de apresentar propostas aos postulantes aos diversos cargos nas eleições de outubro próximo.

As atividades para a elaboração da “Agenda Executiva e Legislativa da engenharia acreana para os candidatos em 2018” já ocorrem há mais de 2 meses, com as diversas entidades participantes discutindo ideias e propostas para elaboração deste documento. E na próxima quarta-feira, dia 25, às 8h, será promovido um encontro para debater com todos os profissionais engenheiros, tecnólogos e técnicos os problemas e propostas da categoria.

De acordo como vice-presidente do CREA-AC, Assurbanípal Mesquita, o Fórum tem sido uma oportunidade de espaço para qualquer profissional expressar seus anseios e ideias, seja de forma presencial ou virtual.

“Contamos com a presença e participação de todos os profissionais, pois o que está em jogo é o nosso futuro”, acrescenta a presidente do CREA, Carminda Pinheiro.

Para o presidente do IBAPE no Acre, engenheiro Caetano XXXX, “o maior desafio será sairmos da dependência do setor público e obter a ampliação de oportunidades no setor privado.”

Até o momento, os temas elencados nos debates têm sido a atuação institucional, a engenharia no setor público, o setor agropecuário, as obras públicas e privadas, o desenvolvimento da carreira, o mercado de trabalho, as tecnologias e tendências e os conflitos profissionais.

O encontro do dia 25 acontecerá no auditório do CREA-AC e após o evento será elaborado o documento “Agenda Executiva e Legislativa da engenharia acreana para os candidatos em 2018”.