Rio Branco tem finalista do Prêmio Troféu Inova Jovem Empreendedor

Cerca de dois mil jovens moradores de comunidades periféricas de todo o Brasil foram capacitados para empreender em um negócio partindo do zero, com a metodologia By Necessity, da Agência Besouro. Destes, 30 finalistas concorrem ao Prêmio Inova Jovem Empreendedor, que será entregue na sexta-feira, 13.07, em Brasília. Todos participaram de programa da Secretaria Nacional de Juventude, do Governo Federal, ao longo do primeiro semestre de 2018. Além de aulas, os alunos permanecem incubados por 30 dias, com suporte presencial e online, para a garantia da continuidade dos empreendimentos.

Vidas foram modificadas com a possibilidade de geração de renda e histórias emocionantes tomaram conta do País. Diante deste retorno positivo, a Secretaria Nacional lançou a premiação. Trinta novos empreendedores foram selecionados para as finais nas categorias: a) Performance financeira: aumento do percentual da renda obtida no período; b) Histórico social: mudança social ocorrida, afastamento da criminalidade e da drogadição, busca por alfabetização; c) Inovação: desenvolvimento de uma área de negócios ainda não explorada no entorno.

O finalista de Rio Branco, Alexandro de Souza Silva, concorre na categoria Histórico Social. Seu negócio é o “Bolo no Pote”, empreendimento que está permitindo uma mudança na condição e na perspectiva social do jovem.

“O aluno, em condições de vulnerabilidade social, completar 30 horas de estudo em sala de aula e sentir-se preparado para, contrapondo o cenário econômico, abrir as portas de um empreendimento, sem suporte financeiro, já é cenário passível de recebimento de premiação, independente dos resultados imediatos obtidos”, salientou o criador do método e diretor-presidente da Agência Besouro, Vinicius Mendes Lima.

O ato de premiação aos três primeiros lugares em cada categoria e homenagem aos demais 21 selecionados ocorre no próximo dia 13, na sede da Secretaria Nacional de Juventude – Pavilhão das Metas, Via VN1 – Leste – s/nº – Praça dos Três Poderes – Brasília/Distrito Federal.

“ETOISS Cabeleireiro”: Profissional faz sucesso com clientela na baixada

Reginaldo Melo, 40 anos, nasceu e criou- se no bairro Aeroporto Velho. Com o pai aprendeu a cortar cabelo e fazer barba, e de lá pra cá já são mais de 20 anos de profissão. Com o tempo, ele fez seu nome e, hoje, com o ‘ÉTOISS Cabeleireiro’ é um dos babeiros mais procurados da região. Atualmente, cerca de 80 clientes o procuram semana.

De acordo com Melo a ideia de adequar o negócio veio de grandes barbearias, porém com um toque mais acessível para agradar os fregueses novos e manter os antigos que vêm de toda parte da cidade. Todo cliente que é atendido ele faz o registro fotográfico e divulga, desde que autorizado, em seu perfil nas redes sociais para mostrar seu trabalho.

No ‘ÉTOISS Cabeleireiro’ o freguês conta com um ambiente agradável com ar-condicionado, TV e cerveja gelada, uma simples obrigação pode ser tornar uma diversão em um ambiente agradável.

“Eu saia com o irmão dele [de Reginaldo] que sempre dizia que tinha um irmão que cortava cabelo. Até que um dia resolvi ir lá e desde então só corto com ele, sempre que alguém diz que quer cortar o cabelo logo o indico”, diz Luiz Pimentel, freguês há mais de dez anos.

Já Leandro Rocha é cliente há um ano, assim como Luiz ele também foi indicado por um familiar de Melo. “Conheço o sobrinho dele que me o indicou como cabeleireiro. Fui conferir, gostei e só corto lá”, afirma.

O legado do pai

“Fui crescendo e meu pai disse que eu tinha que trabalhar. Como eu não queria pegar no pesado, e ficar no sol quente, resolvi aprender com ele, comecei meio que na inocência e fui pegando gosto”, relembra Melo.

Ainda segundo o cabeleireiro, o nascimento da filha Bruna, hoje com 17 anos, a responsabilidade bateu à porta e ele teve que levar mais a sério tanto a vida como a profissão.

“O nascimento da minha filha me fez acordar pra realidade, então investi em montar um salão, pois cortava cabelo dos rapazes do bairro na frente de casa. Comprei as coisas necessárias, arrumei o local e comecei a fazer promoções, como sortear bicicleta e TV para atrair clientes”, relembra.

As inúmeras alagações o fizeram pensar em outro negócio

Por morar em local próximo ao Rio Acre, Reginaldo passou pelas grandes alagações. Não chegou a perder, mas resolveu montar outro negócio, montou uma técnica de celular e passou a cortar cabelo só aos fins de semana. No entanto, por sofrer assaltos e o último em que teve uma arma apontada para sua cabeça, foi ameaçado de morte resolveu voltar à antiga atividade.

“Ser humilhado enquanto ganhava a vida honestamente me deixou decepcionado, naquele momento só pensava na minha esposa e meus filhos. O que seria deles? Tive um prejuízo grande com o que foi levado, mas Deus é grande e continuei vivo para minha família. Não pensei duas vezes e resolvi voltar a fazer o que aprendi com meu pai”, relata.

Dos males que vem para o bem, Reginaldo não desanimou, reestruturou seu salão com um ambiente mais aconchegante e criou a marca ÉTOISS.

Pensando em inovar, Melo diz que está se preparando para ampliar os negócios, pretende mudar para um local maior, contratar mais profissionais e realizar mais promoções. “Agora, vou investir em fazer o que amo e, claro, gerar emprego”, finaliza.