Acre apresenta recuo nas vendas em dezembro

O volume de vendas ampliado, no Acre, recuou -7,9% em dezembro de 2018 quando comparado a novembro do mesmo ano. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e, para o superintendente Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC), Deywerson Galvão, os motivos para a falta de transações comerciais se daria pela crise econômica pela qual passa o Estado, associada ao desligamento de grande parte dos comissionados, bem como o parcelamento do 13º salário.

No final de 2018, o quadro de cargos comissionados do governo do Estado do Acre teve de ser enxuto com a mudança de governo. Também, tradicionalmente, esta época do ano demonstra recuo no volume de vendas, concentrando sua atividade na questão da volta às aulas, segmento que se manteve estável ao longo do mês de janeiro. Por conta disso, o comércio teria sentido os reflexos.

Galvão afirma que o não-pagamento do 13º salário contribuiu para a situação. “Não apenas isso, mas a incerteza de quem estava no funcionalismo público e teve de sair pode ter feito às pessoas sentirem medo de gastar desregradamente, de modo que puderam planejar seus orçamentos para o início do ano. Contudo, ao longo de todo o ano de 2018, os resultados do Estado foram positivos, mesmo com as incertezas políticas da época”.

No acumulado no ano desta comparação, o Acre variou positivamente em 8,1%, mantendo a mesma variação nos últimos 12 meses (sétima maior variação do Brasil). A variação no volume de vendas no comércio varejista ampliado, entre novembro e dezembro de 2018, mostrou-se positiva em apenas 4 estados brasileiros: Roraima (0,9%), Paraíba (0,7%), Minas Gerais (0,2%) e Paraná (0,1%). Em relação a dezembro de 2017, a receita nominal de vendas ampliada do Acre cresceu 2,2%, ocupando a vigésima colocação do ranking nacional. De janeiro a dezembro de 2018 e no acumulado de doze meses, o Acre apresentou um crescimento de 8,8%, respectivamente, uma diminuição de 0,8% em relação ao período anterior, mas, ocupando a nona posição nacional.

Governo conclui pagamento de dezembro aos servidores nesta quinta

Em sua conta no Twitter, o governador Tião Viana anunciou a conclusão do pagamento do salário de dezembro para esta quinta-feira, dia 27. Sobre o pagamento do 13º salário, o governador informou que também amanhã informará as medidas que serão tomadas. Até o momento, 17 mil servidores já receberam o benefício.

Parte dos servidores já recebeu o salário que começou a ser pago no dia 21. Em coletiva no último dia 20, o governador explicou que o pagamento integral do 13º salário de todos os servidores dependerá do valor do repasse da última parcela do Fundo de Participação dos Estados (FPE), previsto para o dia 28.

Tião Viana apontou as dificuldades enfrentadas pelo Acre nos últimos anos, como o déficit previdenciário e repasses federais. O governo do Estado, inclusive, ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação exigindo a devolução de R$ 400 milhões oriundos de repasses obrigatórios do FPE para o Acre – o montante foi retido pelo governo federal.

Rio Acre registra mais de 8 metros e fica acima da média para o mês de dezembro em Rio Branco

Em 2015, ano da cheia histórica, a medição era de 3,99 m. Devido ao nível de chuvas, previsão é de inundação nos primeiros meses de 2019, segundo os bombeiros

O Rio Acre em Rio Branco chegou ao nível de 8,68 metros nesta sexta-feira (21) e está acima da média para o período, conforme o major Cláudio Falcão, do Corpo de Bombeiros. Neste mesmo dia em 2017 a medição do manancial era de 7,49 metros. Já em 2016 o rio estava em 5,80 m.

Em 2015, ano da cheia histórica em que o Rio Acre chegou a 18,40 m, a medição era de 3,99 m e em 2014, ano que antecedeu a inundação, a medição neste mesmo dia era de 4,68 metros.

“Estamos em um cenário totalmente diferente do ano de 2014, que antecedeu a maior inundação da história, pois temos uma quantidade de chuva bem maior. O que chama atenção é que naquela data tivemos muito mais registros de chuvas nas cabeceiras e isso fez com que inundasse o município de Brasileia e na sequência Rio Branco”, explica.

Um dos motivos para que o rio esteja acima da média é o grande volume de chuvas dos últimos meses. De quarta (19) até esta sexta (20) foram 45 milímetros de chuva. Nos primeiros 21 dias de dezembro já choveu 269,2 milímetros enquanto o esperado era 249 milímetros.

Por isso, as previsões apontam que há possibilidade de inundação do Rio Acre na capital acreana em 2019. A previsão é que haja chuva todos os dias até janeiro e fevereiro. A possibilidade, segundo o major, é que em janeiro o rio já tenha atingido a cota de alerta, 13,50 metros, ou até de transbordo, 14 metros.

“Então, o que pode ocorrer é que tenhamos sim uma inundação em 2019 pelo que o clima está apresentando. Isso talvez não ocorra se houver uma mudança drástica no clima, o que mostram as previsões. Os meses críticos são fevereiro e março, mas, em janeiro, a situação já começa a ficar crítica”, destaca.

Tião Viana anuncia pagamento de salários do mês de dezembro a partir do dia 21

Em coletiva nesta quinta-feira, 20, o governador Tião Viana anunciou a antecipação do pagamento dos salários de dezembro dos servidores do Estado a partir desta sexta-feira, 21, até o dia 28.

Quanto ao 13º salário, foi informado que, até o momento, o benefício está assegurado para 17 mil servidores ativos e no próximo dia 27 será realizado novo anúncio para atualizar a situação.

“Esse anúncio demonstra que o governo cumpre sua meta dos últimos 20 anos do pagamento em dia dos salários dos servidores todos os meses. Estamos agora no último desafio que é concluir o pagamento do 13° salário dos servidores”, afirmou Tião Viana.

O governador explicou ainda que o pagamento integral do 13º salário de todos os servidores dependerá do valor do repasse da última parcela do Fundo de Participação dos Estados (FPE), previsto para o dia 28.

Tião Viana apontou as dificuldades enfrentadas pelo Acre nos últimos anos, como o déficit previdenciário e repasses federais. O governo do Estado, inclusive, ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação exigindo a devolução de R$ 400 milhões oriundos de repasses obrigatórios do FPE para o Acre – o montante foi retido pelo governo federal.

Vale destacar também que o Executivo já fez os repasses aos poderes Judiciário e Legislativo e ao Ministério Público, garantindo os salários de dezembro e 13° dos respectivos servidores.

Outro grande desafio para as contas públicas é o déficit da previdência. Do montante de R$ 70 milhões necessários para pagar os aposentados, todos os meses são necessários R$ 40 milhões provenientes do Tesouro Estadual.

Confira o novo calendário de pagamento para o mês de dezembro

21/12/2018 (sexta-feira)

Secretaria de Estado de Educação – SEE

Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN

24/12/2018 (segunda-feira)

Secretaria de Estado de Saúde – SESACRE

Defensoria Pública Geral do Estado – DPGE

26/12/2018 (quarta-feira)

Secretaria de Estado da Polícia Civil – SEPC

Secretaria de Estado de Segurança Pública – SESP

Polícia Militar – PMAC

Corpo de Bombeiros – CBMAC

27/12/2018 (quinta-feira)

Instituto de Administração Penitenciária – IAPEN

Instituto Socioeducativo – ISE

Hospital das Clínicas – HCA

28/12/2018 (sexta-feira)

Demais órgãos