Deputado do PSOL vai à PGR contra ministro da Justiça por ação do governo contra opositores

deputado federal Ivan Valente (PSOL) entrou com uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ministro da Justiça, André Mendonça.

O parlamentar pede que seja apurado o uso da estrutura da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do ministério para produzir relatórios sigilosos sobre opositores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).​​

A informação sobre esses relatórios foi revelada por matéria do UOL. Segundo ela, o Ministério da Justiça colocou em prática em junho uma ação sigilosa sobre um grupo de 579 servidores federais e estaduais de segurança identificados como integrantes do “movimento antifascismo” e três professores universitários, um dos quais ex-secretário nacional de direitos humanos e atual relator da ONU sobre direitos humanos na Síria, todos críticos do governo de Bolsonaro.

Ainda de acordo com a matéria, o ministério produziu um dossiê com nomes e, em alguns casos, fotografias e endereços de redes sociais das pessoas monitoradas.

Ivan Valente também pede que seja instaurado um procedimento para investigar a prática de improbidade administrativa do ministro e demais servidores envolvidos nessas ações.

“Requeremos que sejam tomadas as providências administrativas, civis ou penais cabíveis, visando o cumprimento da lei e resguardo dos direitos constitucionais atinentes, especialmente para evitar que as estruturas de Estado sejam instrumentalizadas para satisfazer os interesses políticos pessoais do Presidente da República”, diz o documento.

folha

Alan Rick leva prefeitos de Assis Brasil e do Bujari à Funasa

O deputado federal Alan Rick (DEM) esteve reunido nesta quinta-feira, 14, com o Presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ronaldo Nogueira e os prefeitos de Assis Brasil, Antônio Barbosa, o Zum, e Romualdo Araújo de Bujari.

Na pauta, a solução de duas importantes demandas dos municípios.

No caso de Assis Brasil, a prefeitura paga parcelas de  precatórios de uma condenação judicial para a Funasa. Acontece que, apesar do pagamento regular da dívida, o valor não estava sendo contabilizado no sistema da Funasa e as parcelas subiram cada vez mais.

No final de 2018, a prefeitura pagava parcelas de R$ 72 mil ao mês. Em 2019, a parcela subiu para R$140 mil. “A Funasa compreendeu a situação e resolverá a demanda, atualizando a dívida. Dessa forma, a prefeitura terá um maior orçamento para atender outras necessidades do município”, disse o deputado.

No caso do Bujari, o problema foi em relação a uma emenda de R$ 880 mil que o próprio deputado alocou em 2016 para implantação do sistema de abastecimento de água na comunidade do Ramal do Espinhara. A emenda teve o empenho cancelado em 2019. “Pedimos ao presidente que a situação fosse revista, uma vez que a proposta já estava aprovada. Ele nos garantiu que vai liberar a emenda e poderemos, assim, seguir com o projeto”, disse Alan Rick.

A implantação desse sistema beneficiará 150 famílias da comunidade, que enfrenta um sério problema em relação ao acesso a água potável.

Alan Rick pede intervenção do Ministério de Minas e Energia contra reajuste no Acre

O Deputado Federal Alan Rick (DEM) participou de reunião da bancada federal do Acre com o Ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque, e aproveitou a ocasião para solicitar uma intervenção do ministério contra o aumento de 21,3% na conta de energia determinada pela companhia elétrica que venceu o leilão da Eletroacre, a Energisa, e que já está em vigor na conta dos acreanos desde o início deste mês.

 “Fomos ao ministério tratar da questão do linhão para Cruzeiro do Sul, mas, diante da gravidade da situação causada pelo aumento da conta de energia, não poderia deixar de tratar esse assunto também”, disse o deputado Alan Rick.

 Após assumir a distribuição de energia elétrica no Acre no final do ano passado com promessas de melhoria na prestação do serviço, a Energisa foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) a aplicar um aumento de 21,3% nas contas de luz da região. O aumento foi aplicado imediatamente, deixando a população acreana muito insatisfeita. Existe, ainda, aumento de mais 21% previsto para junho deste ano.

Por esse motivo, Alan Rick solicitou ao ministro que intervisse, junto à ANEEL, para reavaliação desse reajuste.

 “Não podemos aceitar calados um reajuste dessa magnitude. Precisamos barrar esse aumento urgentemente”, disse o Deputado. De acordo com ele, o Ministro Bento Albuquerque encaminhou a questão ao Secretário de Energia Elétrica, Ricardo Cyrino, que cuidará pessoalmente da pauta.

Alan Rick pediu ainda ao ministro que revisasse a questão do desmonte do parque termoelétrico da Eletronorte. “Recebi uma equipe de servidores da Eletronorte em meu gabinete no Acre, e eles me relataram a possibilidade do leilão de duas usinas termoelétricas de Rio Branco a preço de sucata. Pedimos a revisão dessa proposta, porque os servidores nos relataram que esse equipamento está em perfeito estado e poderia atender municípios acreanos como Cruzeiro do Sul.”

Jean Wyllys decide não tomar posse para novo mandato em razão de ameaças

A assessoria do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) informou nesta quinta-feira (24) que o parlamentar não tomará posse para o novo mandato.

A assessoria de Jean Wyllys informou que ele tem recebido ameaças e, por isso, decidiu não assumir o terceiro mandato parlamentar. A posse dos deputados federais eleitos está marcada para 1º de fevereiro. Jean Wyllys recebeu 24.295 votos na eleição de outubro.

Em uma rede social, Jean Wyllys publicou nesta quarta: “Preservar a vida ameaçada é também uma estratégia da luta por dias melhores. Fizemos muito pelo bem comum. E faremos muito mais quando chegar o novo tempo, não importa que façamos por outros meios! Obrigado a todas e todos vocês, de todo coração. Axé!”

Homossexual assumido, Jean Wyllys tinha como principais bandeiras pautas relacionadas às causas LGBT e para minorias.

De acordo com a Secretaria-Geral da Câmara, o suplente de Jean Wyllys é o vereador carioca David Miranda (PSOL-RJ).

Mais cedo, nesta quinta, Jean Wyllys concedeu entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo” na qual informou que está no exterior e não pretende voltar ao Brasil. Na entrevista, o deputado diz que tem sofrido ameaças de morte.

“O [ex-presidente do Uruguai] Pepe Mujica, quando soube que eu estava ameaçado de morte, falou para mim: ‘Rapaz, se cuide. Os mártires não são heróis’. E é isso: eu não quero me sacrificar”, disse Jean Wyllys à “Folha”.

Ainda ao jornal, Jean Wyllys disse que o PSOL, partido ao qual é filiado, reconhece que ele se tornou um “alvo” e apoiou a decisão dele de não retornar ao Brasil.

A assessoria de Jean Wyllys afirmou que há uma campanha “muito pesada” contra o deputado, que dissemina conteúdo falso sobre ele na internet o associando, por exemplo, à pedofilia, ao casamento de adultos com crianças e à mudança de sexo de crianças.

Alan Rick garante mais uma escola fundamental no Bujari

O deputado federal reeleito Alan Rick (DEM) participou na manhã desta sexta-feira, 18, no município de Bujari, a convite do prefeito Romualdo Araújo, da solenidade de entrega da Escola Municipal do Polo Agrícola Antônio Holanda que irá beneficiar, em dois turnos, mais de 300 alunos da zona rural. A escola foi construída graças ao esforço do deputado em recuperar os recursos no valor de um milhão de reais que estavam praticamente perdidos junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Localizada em um polo de ampla produção rural, a escola foi construída no padrão nacional do Ministério da Educação, é a primeira a ser concluída na zona rural em toda a região norte e começa a funcionar no mês de abril.

Durante a solenidade, o prefeito Romualdo fez questão de agradecer o apoio e empenho de Alan Rick na liberação de emendas e recursos extraordinários que, segundo ele, tem sido um grande parceiro nas áreas de saúde, educação e infraestrutura urbana e rural.

“O deputado Alan Rick tem sido um grande aliado do Bujari, sempre nos ajudando na liberação de recursos para obras que garantem o desenvolvimento do município. Todas as vezes que o procurei em Brasília e em Rio Branco, fui muito bem atendido e se hoje estamos fazendo mais esta entrega, devemos muito ao seu trabalho em nossa defesa no FNDE, pois já tínhamos praticamente perdido os recursos”, disse o prefeito.

Para Alan Rick, o apoio aos municípios tem sido prioridade desde o seu primeiro dia de mandato. “Fico feliz de estar aqui no Bujari participando da solenidade de entrega, desta feita de uma escola modelo na zona rural, graças à nossa atuação parlamentar em Brasília”, disse o deputado acreano.

A prefeitura de Bujari recebeu no primeiro mandato de Alan Rick, mais de R$ 6,6 milhões  em investimentos que incluem obras de fundamental importância para a comunidade,  entre os quais a Escola Municipal Edmundo Pinto, que somente no FNDE tinha mais de R$ 1,7 milhão embargados, recursos estes liberados graças à sua intervenção junto ao Presidente do FNDE nacional, Silvio Pinheiro, além de R$ 1,8 milhão para construção da creche D. Bela, R$ 584 mil para a reconstrução da Unidade Básica de Saúde do Antimari, R$ 500 mil do Programa de Aquisição de Equipamentos e Materiais Permanentes e R$1,3 milhão para a pavimentação da Rua Projetada B, principal corredor de ônibus do município.

alan002

Deputado eleito Calegário realiza aniversário solidário

Com o objetivo de ajudar crianças de famílias carentes e celebrar mais um ano de vida, o deputado estadual eleito Fagner Calegário, do Partido Verde (PV), realizou neste sábado, 12, o Aniversário Solidário. O evento contou com a participação de familiares, amigos, apoiadores e membros da legenda partidária. Na ocasião, foram arrecadados mais de 200 itens como leite em pó e fraldas descartáveis, que serão doados as famílias de Rio Branco e do interior do Acre.

O evento foi realizado no Parque das Acácias, na capital acreana, e contou com música ao vivo e atividades lúdicas para as crianças. Calegário afirmou que a ideia de pedir fraldas descartáveis e leite em pó ao invés de presentes veio após ele receber diversos pedidos de ajuda de várias pessoas. “Todos os anos promovo esse evento com a intenção de ajudar o próximo. No ano passado pedi material de limpeza para fazer doações as famílias atingidas pela alagação no interior. ”.


“Apesar das visitas de agradecimento que estou fazendo pelo estado, não tinha encontrado todo mundo. Mesmo não estando todos, o evento serviu para agradecer as pessoas que me ajudaram e foram muito importantes para nossa vitória”


 

O parlamentar, que assume a cadeira na Assembleia Legislativa em fevereiro, destacou que a ocasião serviu para reunir os apoiadores de sua candidatura em 2018. “Apesar das visitas de agradecimento que estou fazendo pelo estado, não tinha encontrado todo mundo. Mesmo não estando todos, o evento serviu para agradecer as pessoas que me ajudaram e foram muito importantes para nossa vitória. Estou muito feliz de estar perto de todos que estão aqui”, declarou.

O arquiteto Jhonas Felix, que compareceu ao evento e também fez sua doação, elogiou a atitude do deputado estadual. “Antes de assumir o mandato ele está demonstrando que faz política de uma forma diferente, na contramão disso tudo que nós conhecemos muito bem. É uma atitude muito louvável pensar no próximo e se mobilizar para ajudar quem realmente precisa. Espero que ele faça um mandato nessa linha, sempre pensando na população e trabalhando por ela”, finalizou.

Leo de Brito comemora aprovação do projeto de revitalização da praça Getúlio Vargas, em Xapuri

Parceiro sempre presente na gestão da prefeitura de Xapuri, o deputado federal Leo de Brito anunciou na nesta semana que o Ministério do Turismo aprovou o projeto de R$ 390 mil para revitalização da Praça Getúlio Vargas. O projeto agora segue para licitação.

“Eu já destinei emendas para saúde e infraestrutura do município, mas o prefeito Bira também me trouxe uma preocupação com a questão da cultura e do lazer da população. Além disso, sabemos do potencial turístico de Xapuri, por ser uma cidade histórica”, declarou o parlamentar.

Leo de Brito ressaltou também a confiança em destinar emendas parlamentares à uma prefeitura que trata o dinheiro público com seriedade. “O Bira ficou conhecido como um prefeito sério, honesto e trabalhador na sua última gestão, e agora mais uma vez ele nos traz excelentes resultados. Fico tranquilo e sei que a praça revitalizada trará mais dignidade ao cidadão xapuriense”, disse.

Para Bira Vasconcelos a parceria e apoio parlamentar têm feito toda diferença na administração dele. “É bom saber que a gente pode contar com parlamentares como o Leo, que sempre está em Xapuri, sempre se mostrou solícito e tem nos ajudado muito não só com emendas, mas também com articulação e o apoio de seu gabinete”, agradeceu.

Alan Rick garante recursos para aquisição de ônibus escolares

Liberar recursos na área da Educação para as prefeituras dos 22 municípios acreanos tem sido uma das prioridades do mandato do deputado federal Alan Rick (DEM). Graças a esse trabalho ele viabilizou esta semana, mesmo com o recesso parlamentar, recursos para aquisição de ônibus para os municípios de Brasileia, Plácido de Castro, Porto Acre e Rio Branco, somando investimentos no valor de R$ 847.664,00.

Os recursos são oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE – liberados através de atuação do parlamentar, que tem sido um dos campeões na garantia de emendas individuais e recursos extra orçamentários para as prefeituras do Estado.

“Sempre busco apoiar todos os municípios do Acre, em especial na área da Educação, base para o desenvolvimento de um povo. Dessa forma ajudamos na melhoria da qualidade de vida de toda população e garantimos o uso correto dos recursos que nós alocamos”, disse Alan Rick.

“Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Bujari e outros municípios não foram contemplados por estarem com pendências junto ao FNDE. Continuarei trabalhando por todos os municípios do estado”, enfatizou o parlamentar.

Alan Rick destaca importância de médicos brasileiros serem incluídos em Programa

Em encontro com Onyx Lorenzoni, deputado propôs a inclusão dos médicos brasileiros formados no exterior

O deputado federal reeleito Alan Rick (DEM), esteve reunido nesta quarta-feira, 12, com o Ministro Extraordinário e futuro Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, na sede do Governo de Transição em Brasília, para tratar da inclusão dos médicos brasileiros formados no exterior no Programa Mais Médicos. Alan Rick estava acompanhado de médicos intercambistas que buscam inclusão no programa do Governo Federal. Mesmo com agenda lotada, Lorenzoni arrumou tempo para ouvir um pouco do que esses médicos têm a dizer.

“Sabemos que a solução para a crise gerada pela saída dos médicos cubanos pode ser resolvida aqui mesmo, com os próprios brasileiros, com todo o dinheiro sendo mantido dentro do nosso país! Com esses médicos não há tempo ruim. Os brasileiros formados no exterior estão ansiosos para trabalhar e topam trabalhar nos rincões mais distantes e carentes do país. Nesse sentido, é importante que eles também tenham voz ativa com o governo que está por vir”, disse o deputado acreano.

Alan Rick ressalta que uma das prioridades de sua ação parlamentar é garantir que todos os brasileiros formados no exterior tenham oportunidade de trabalhar e seguir seus sonhos.

“Sei que os diplomas de muitos destes profissionais foram conquistados à duras penas.A saúde pede socorro e eles são a solução, por isso, conversar com o ministro Lorenzoni, de quem sou amigo, tem sido importante para que busquemos soluções legais para sua inclusão no Mais Médicos”, disse.

Conhecido nacionalmente por sua defesa dos médicos brasileiros formados no exterior, Alan Rick foi o autor da emenda que possibilitou a participação deles no Mais Médicos. Com isso, cerca de 4 mil médicos brasileiros oriundos de vários países trabalham no programa atualmente e destes, cerca de 400 são acreanos.

Alan Rick aprova requerimento para debater desmatamento

O deputado federal eleito Alan Rick (DEM), conseguiu aprovar na manhã desta quarta-feira, 05, na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA), requerimento que solicita a realização de audiência pública para debater o Projeto de Lei 4179/2008, que estabelece o “Programa Desmatamento Zero” na Amazônia.

O PL 4179/2008 proíbe a derrubada ou a destruição, por qualquer meio, de espécimes das fisionomias florestais existentes na Amazônia Legal. A proposição proíbe ainda a implantação de assentamentos rurais em áreas cobertas com fisionomias florestais na Amazônia legal, por iniciativa do Poder Público ou de particulares.

“Entendemos que devemos combater o desmatamento ilegal na Amazônia, mas não podemos inviabilizar a atividade produtiva, seja da agropecuária de alta produtividade ou da agricultura familiar. É possível conciliar produção com sustentabilidade, mas não podemos inviabilizar a atividade produtiva na Amazônia”, destaca Alan Rick, lembrando que próprio PL tem sua redação baseada na Lei 4.771 de 1965, que já foi revogada, e necessita passar por adaptações.

Além disso, sua proposição não previa audiências públicas, o que julgo ser falta grave dada a abrangência e relevância do projeto. Por isso, a audiência pública que requeri é de extrema importância para a continuidade da discussão sobre o Programa “Desmatamento Zero”, destaca o parlamentar acreano.

Heitor Júnior demonstra preocupação com feminicídio

Em discurso na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Heitor Júnior (PODE) falou sobre o aumento do número de ‘feminicídios’ no Acre. O feminicídio, que é o homicídio resultado de violência doméstica ou misoginia, atualmente está sendo abordado como tema emergencial pela segurança pública e em entidades jurídicas.

O parlamentar frisou que o Acre registrou mais casos nos últimos meses que os Estados do Amapá, Goiás, Roraima, Maranhão e Sergipe. “Os casos tomaram uma proporção desagradável no Estado, é o que apontam dados registrados pelo Ministério Público do Acre. O número de homicídios de mulheres cresceu significativamente em todo o Brasil e infelizmente no Acre o cenário não muda muito, principalmente os decorrentes de agressões e práticas abusivas contra as mulheres”, disse o deputado.

No Acre, entre a metade do primeiro semestre do ano de 2016 e o primeiro semestre de 2017, 33 casos foram apurados junto ao MPAC, incluindo denúncias, investigações em curso e outras categorias, produzindo um número preocupante. Preocupado com os dados, o pedetista pediu o apoio da sociedade civil organizada para combater as agressões contra as mulheres. O deputado parabenizou ainda o Ministério Público estadual pelas ações realizadas de combate ao feminicídios.

“Algumas entidades estão fazendo movimentações para combater a violência conta a mulher, mas estão abaixo das expectativas. A sociedade civil precisa se juntar, precisa entrar nesse combate, nós precisamos nos organizar. Parabenizo o MP pelas ações que estão sendo realizadas para conter essa onda de violência contra a mulher, isso precisa acabar”, finalizou.

Jenilson convida Francisco Djalma para participar de missão de saúde no Jordão

Deputado acreano destacou a importância da iniciativa. Novo presidente do TJAC aceitou o convite

O deputado estadual Jenilson Leite se reuniu com o desembargador Dr. Francisco Djalma, que presidirá o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) no biênio 2019-2020, com o objetivo de convidá-lo para irem juntos ao município de Jordão, no dia 19 de janeiro de 2019, data que inicia a viagem da I ação de saúde humanitária em homenagem ao médico Rosaldo Firmino Aguiar, o Dr. Baba.

O deputado explicou ao magistrado que na ação de saúde, além dos atendimentos médicos aos ribeirinhos, também serão ofertados atendimentos com profissionais da área da assistência social e da área jurídica. Jenilson enfatizou que o convite feito a ele [Djalma], têm inúmeros motivos, dentre eles: que na época da emancipação política de Jordão em 1992, ele era o juiz da comarca de Tarauacá e contribuiu significativamente na qualidade de representante máximo da justiça naquela jurisdição. Cuja assinatura está na ata da criação da cidade. O parlamentar explicou também, que a ação de saúde coincide com o novenário de São Sebastião. Festa que reúne inúmeras pessoas do município e das cidades vizinhas.

O Desembargador disse que recebia o convite com muita honra, de modo que, não poderia recusá-lo. Vale lembrar, que o magistrado participará do atendimento que será realizado na cidade, no dia 19 de janeiro. Depois, Jenilson Leite e os demais integrantes seguirão viagem para realizar os atendimentos aos ribeirinhos. Devido os compromissos na Corte, o magistrado não poderá fazer o percurso às margens do rio. Segundo Jenilson, a visita ao magistrado não se resumia apenas ao convite para ir ao Jordão, contudo, faz parte de um trabalho que ele vem fazendo de visitar os órgãos judiciais, dentre eles, o MPAC. “Iniciamos um trabalho de visitar os poderes judiciais, já estivemos no MPAC, e agora viemos nos colocar à disposição do TJAC. Aí aproveitamos a oportunidade para convidar o Dr. Djalma para ir ao Jordão e ver de perto a cidade que ele ajudou a construir sua emancipação política”.

Ao final da conversa, o desembargador Francisco Djalma que foi Juiz em Tarauacá, cidade natal do deputado e médico Jenilson Leite, perguntou que idade o mesmo tinha e o que fazia na época que residiu na cidade. O parlamentar respondeu que tinha 13 anos, estudava pela manhã e engraxava sapatos à tarde, “inclusive o senhor era meu cliente”, disse. O desembargador com expressão de felicidade e surpreso disse: “fico feliz em saber das suas conquistas deputado”, finaliza.

Rocha participa de reunião no Mapa sobre diversificação na produção agrícola do Acre

Deputado criticou o modelo de florestania implantado no Acre

O deputado Federal, Major Rocha (PSDB) participou de uma reunião no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, com técnicos da CEPLAC (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira).

Participaram o Diretor Juvenal Maynart Cunham, o Coordenador-Geral Técnico Cientifico, Manfred Willy Muller, ambos da CEPLAC. Além deles, estavam presentes o Especialista em Gestão de Projetos de Cooperação Técnica, Herbert Cardoso Junior e os técnicos do Mapa, Anderson Xavier Simões e Rodolfo Piovezan.

A CEPLAC, apresentou propostas para desenvolvimento da cacauicultura no Estado do Acre. Segundo a avaliação dos técnicos, o fortalecimento do cultivo de cacau é economicamente viável, socialmente desejável e ambientalmente recomendável.

Segundo o MAPA, o Acre possui dados climáticos que favorecem o cultivo do cacau, contribuindo para o processo de ocupação racional territorial, criando condições de fixação do homem ao meio rural e elevando a qualidade de vida dos pequenos e médios produtores.

De acordo com o Coordenador-Geral Técnico Cientifico, Manfred Willy Muller, o plantio de cacau é considerado mata-nativa, atingindo todos os produtores. Na avaliação dele, o cacau pode ser cultivado junto com outras culturas, sendo usado como forma de reflorestamento.

O Deputado Tucano, declarou a importância da diversificação da produção agrícola para o Acre

“É de suma importância que o estado consiga meios de manter o homem no campo, hoje, muitos deles vão para a cidade por falta de incentivos, gerando desemprego e aumentando os índices alarmantes de violência.”

Rocha, ainda criticou o modelo da florestania implantado pelo PT no Acre, dificultando a relação do homem do campo com a produção. Segundo o parlamentar e vice-governador eleito, o Acre passou por um processo de estagnação da produção nos últimos 20 anos. O PT e suas políticas, praticamente acabaram qualquer meio do produtor gera renda através da produção agrícola. O Estado esqueceu o agricultor.

Major Rocha, finalizou a reunião, afirmando que o novo governo, que se inicia de 01 de janeiro, irá incentivar a produção, aquecendo a economia no estado.

“Olharemos para todos os produtores. Vamos focar nos incentivos à produção rural do pequeno, médio e grande produtor. O estado hoje, está parado”, afirmou o tucano.

Deputado federal Leo de Brito anuncia a destinação de mais uma emenda para Ufac

Recursos são na ordem de R$ 710 mil e visam garantir o Doutorado do curso de Direito

Encerrando seu mandato como deputado federal, Leo de Brito anunciou, nesta segunda-feira, 26, a destinação de mais uma emenda para a Universidade Federal do Acre (Ufac). Desta vez o parlamentar está alocando R$ 710 mil em recursos que vão garantir a realização do Doutorado, do curso de Direito.

“Eu venho da Ufac e entendo as necessidades do curso. É muito importante investir na qualificação dos nossos docentes, assim a gente valoriza os professores e melhora a qualidade do ensino oferecido pela instituição”, explicou Leo de Brito.

Formado em Direito pela instituição e depois voltando à universidade na condição de professor do curso, em 2007, Leo de Brito conhecia de perto todas as dificuldades enfrentadas por docentes e estudantes do curso mais antigo da instituição.

Ao assumir o mandato de deputado federal ele se comprometeu em ajudar à Ufac garantindo melhorias para o curso. Destinou R$ 1 milhão em emendas parlamentares para garantir a estruturação do bloco do Centro de Direito e Economia, bem como a realização do Mestrado Interinstitucional em Direito (Minter), em parceria com a Universidade de Brasília (UnB).

As emendas foram liberadas em 2016 e 2017, graças ao empenho do parlamentar junto ao Ministério da Educação (MEC).

“A Ufac passou a existir a partir do curso de Direito e até então não tínhamos um espaço próprio. Foi preciso um professor se tornar deputado federal para poder olhar pela instituição e por um de seus cursos mais importantes. Além de poder garantir a estruturação do bloco, que além de Direito abriga o curso de economia e futuramente o de administração, foi um orgulho poder garantir a participação de mais uma turma de docentes no Mestrado Interinstitucional, ajudando na qualificação dos profissionais e portanto melhorando a qualidade do ensino”, frisou o parlamentar.

Alan Rick garante recursos no FNDE para creche no Bujari

O deputado federal reeleito Alan Rick (DEM) comemorou nesta quarta-feira, 14, mais uma conquista do seu primeiro mandato: a liberação de recursos para a conclusão de mais uma creche no Estado, a creche Dona Bela no município de Bujari.

O parlamentar acreano esteve reunido em seu gabinete de Brasília com o prefeito Romualdo Araújo, que fez questão de ir lá agradecer o apoio recebido. “O prefeito Romualdo é um bom amigo.  Ele esteve no gabinete para agradecer por uma conquista nossa, uma vez que conseguimos liberar a obra de mais uma creche para o município junto Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação”, disse.

A creche Dona Bela, que já está com cerca de 30% da construção realizada, mas corria o risco de ser cancelada em virtude de atrasos na análise de seu processo junto ao órgão federal. O espaço, que atenderá mais de 300 crianças, poderia ter sido totalmente cancelado, e seus recursos (R$ 1,7 milhão) perdidos. “Em virtude disso, o prefeito me procurou e fomos juntos ao FNDE, onde conseguimos fazer com que a situação fosse reavaliada e a construção, liberada”, destaca Alan Rick.

A prefeitura de Bujari recebeu, neste primeiro mandato de Alan Rick, mais de R$ 6,6 milhões  em investimentos que incluem obras de fundamental importância para a comunidade,  entre os quais a Escola Municipal Edmundo Pinto, que somente no FNDE tinha mais de R$ 1,7 milhão embargados, recursos estes liberados graças à sua intervenção junto ao Presidente do FNDE nacional, Silvio Pinheiro, além de R$ 1,8 milhão para construção da creche D. Bela, R$ 584 mil para a reconstrução da Unidade Básica de Saúde do Antimary, R$ 500 mil do Programa de Aquisição de Equipamentos e Materiais Permanentes e R$1,3 milhão para a pavimentação da Rua Projetada B, principal corredor de ônibus do município.

A Alan Rick, Bolsonaro reafirma apoio ao desenvolvimento e crescimento do Acre

O deputado federal reeleito Alan Rick (DEM) participou na manhã desta terça-feira, 06, no Plenário da Câmara dos Deputados, da Sessão Solene em homenagem aos 30 anos da Constituição Cidadã de 1988. Durante a solenidade, o representante do povo do Acre na Casa conversou com presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sobre a importância do apoio do novo governo às causas sociais e políticas de desenvolvimento acreano.

“O presidente Jair Bolsonaro segue no firme propósito de fazer as mudanças que a nossa nação necessita. Ele tem me dito que ajudar o nosso Acre e os estados do Norte está entre as suas prioridades de gestão. De minha parte, estarei na Câmara dos Deputados ajudando nesse processo para que o Brasil e o Acre vivam novos tempos de crescimento e prosperidade”, destaca Alan Rick.

Na mesma oportunidade confirmou para o início de 2019, a visita oficial do embaixador de Israel Yossi Shelley ao estado do Acre. Nesta que será a primeira visita de um embaixador de Israel ao Estado, Shelley manterá, a pedido de Alan Rick, uma agenda com o governo do estado de cooperação na área da Segurança Pública.

“Além de tratarmos de uma pauta de fundamental importância para o Acre, a segurança pública, nessa visita o embaixador também terá uma agenda com lideranças eclesiásticas que apoiam o estado de Israel no Acre”, disse o deputado.

Deputado Alan Rick defende liberação de obras de creches no Acre

O Deputado reeleito Alan Rick (DEM) tem trabalhado pela melhoria da educação desde o início de seu mandato. Na tarde desta terça-feira, 30, ele esteve na sede do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), acompanhado dos Prefeitos Romualdo Araújo, do Bujari; André Maia, de Senador Guiomard; Ilderlei Cordeiro, de Cruzeiro do Sul; Antônio Barbosa de Souza, o Zum, de Assis Brasil; e Gedeon Barros, de Plácido de Castro.

Durante reunião com o presidente do órgão, Silvio Pinheiro, os prefeitos puderam tirar suas dúvidas sobre o andamento de obras de escolas, creches, quadras e coberturas de quadras escolares em seus respectivos municípios.

Os prefeitos levaram demandas de obras que se encontravam com pendências técnicas junto ao FNDE. Todas as demandas foram analisadas e solucionadas pelo Presidente e por sua equipe a pedido do parlamentar acreano.

Uma das questões tratadas diz respeito à recente decisão do Ministério do Planejamento e da Controladoria Geral da União de cancelar a construção de todas as creches autorizadas e ainda não iniciadas. Juntos, os acreanos foram buscar soluções para a questão, pois muitas prefeituras precisarão devolver recursos já pagos.

O Prefeito Ilderlei Cordeiro, por exemplo, tem cerca de R$ 2,5 milhões em conta e explicou: “planejava já iniciar as obras de cinco creches, mas o dinheiro terá que voltar para a União. Mesmo assim, poderemos cadastrar novamente para o próximo ano, e daí poderemos executar essas obras”, completou Ilderlei.

“Sempre busco apoiar todos os municípios do Acre, porque assim ajudamos na melhoria da qualidade de vida de toda população e garantimos o uso correto dos recursos que nós alocamos”, disse Alan Rick.

Deputado Daniel Zen lamenta discurso de Bolsonaro incitando o ódio

O líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Daniel Zen (PT), lamentou o pronunciamento feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), um dia após a votação. Em discurso durante a sessão desta terça-feira (30), o parlamentar ressaltou que o governante continua incitando o ódio entre as pessoas e o acusa de ter feito campanha espalhando fake news sobre seu adversário, Eduardo Haddad.

Daniel Zen disse que a esquerda se difere de seus adversários porque aceita os resultados das urnas, mesmo quando não lhe são favoráveis. Ressaltou também que em vez de promover a união no país, Jair Bolsonaro incita a violência quando diz que vai aniquilar os vermelhos, se referindo aos petistas.

“Da mesma forma como nos manifestamos a respeito das eleições no estado, faço com relação ao resultado nacional. O que nos difere dos nossos adversários, que nunca aceitavam a derrota, é que respeitamos a vontade do povo. Em sua primeira declaração, Bolsonaro demonstrou um vazio de conhecimento, de valores, princípios de tudo que se espera de um presidente. Cometeu uma série de equívocos, disse que vai expulsar os bandidos vermelhos, como ele se refere de forma pejorativa aos petistas. Sou vermelho, mas não sou bandido, nem vou para o exílio”, afirmou.

O petista destacou que há fortes indícios de que pessoas ligadas à campanha de Jair Bolsonaro tenham investido na propagação de fake news para tentar macular a imagem de Eduardo Haddad. De acordo com ele, existiam mais de 40 mil grupos de WhatsApp que diariamente espalhavam notícias falsas.

“Há fortes indícios de que isso aconteceu, sim, durante todo o período de campanha do Bolsonaro. Eles se utilizaram da mentira, enganaram a população, espalharam o medo. Agem de forma leviana e mesmo após vencer a campanha, continua com discurso de ódio”, lamentou.

Daniel Zen finalizou seu discurso dizendo que Bolsonaro deve repensar sua forma de agir e buscar promover a união entre os brasileiros, uma vez que muitos entraram em confronto por divergirem sobre o futuro político do país.

“O mínimo que se espera de um presidente eleito é que ele assuma o discurso da pacificação, da tolerância e da democracia, e não discurse absurdamente. Um dia após eleito ele comete uns cem números de desatinos. O problema são os loucos que veem nessas palavras os motivos para cometer barbaridades”, concluiu.

Deputado Jesus Sérgio afirma que ações de combate à dengue também são de responsabilidade das prefeituras

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (30), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Jesus Sérgio (PDT) disse que as ações de combate à dengue não são apenas de responsabilidade do governo do Estado, mas também dos gestores municipais. Segundo ele, a falta de comprometimento das prefeituras acaba agravando a situação.

“Conversei um agente de saúde de Tarauacá e ele me disse que criadouros com larvas foram encontrados ano passado na cidade, e que mesmo tomando conhecimento a prefeita nada fez para resolver a situação. Ou seja, o surto foi premeditado e por falta de ações da própria prefeitura a doença se espalhou no município. Isso não pode acontecer. Claro que o governo do Estado precisa agir, mas os gestores municipais também são responsáveis, o combate deve ser imediato para evitar uma epidemia”, disse.

Jesus Sérgio lamentou ainda o falecimento do médico Rosaldo Aguiar, o doutor Baba, de 49 anos. O mesmo foi morto na noite do último sábado (27), em sua chácara, batizada de Hollywood, localizada às margens do Rio Envira, em Feijó. O médico foi alvejado com um tiro no peito e ainda chegou a ser levado Hospital de Feijó, mas não resistiu ao ferimento.

“Foi uma morte muito prematura, nós sentimos profundamente o ocorrido. Nos próximos dias apresentarei uma indicação com o intuito de homenageá-lo, solicitarei que o Hospital Geral de Feijó seja batizado com o nome dele. Uma bela homenagem para quem trabalhou tanto pela inclusão social e pela saúde do povo do Acre”, frisou.

Deputado Nelson Sales acusa governo do Estado de descaso com ações de combate à dengue em Sena

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (30), o deputado Nelson Sales (PP) denunciou o descaso do governo do Estado com as ações de combate à dengue em Sena Madureira. O progressista alertou sobre uma possível epidemia de doença no município caso o Departamento Epidemiológico do Estado não envie uma equipe de saúde para reforçar as ações de combate na cidade.

“Se o Departamento Epidemiológico desse um suporte a situação estaria sob controle, mas não está. Manoel Urbano e Sena Madureira foram completamente abandonadas, o governador enviou equipes de reforço só para as cidades de Feijó e Tarauacá. Sena como sempre foi esquecida, descartada, acho que é porque os gestores são de oposição, por isso as ações nunca chegam lá”, disse.

O progressista alertou a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) sobre a gravidade da situação. “Se não tomarem nenhuma providência vai passar de surto para epidemia de dengue. Em Manoel Urbano, mais da metade das amostras coletadas deu positiva. Isso é um absurdo. A Sesacre está entregue às moscas, ninguém faz nada. A população do interior está à mercê de um surto de dengue e o governo do Estado nada faz para resolver a situação. Talvez se os mosquitos vierem atacar a Casa Rosada o governador faça alguma coisa”, concluiu.

Deputado Jenilson Leite apresenta moção de pesar pela morte do doutor Baba

Na sessão desta terça-feira (30) o deputado Jenilson Leite (PCdoB) apresentou uma moção de pesar pelo falecimento do médico Rosaldo Aguiar, o doutor Baba, de 49 anos. O mesmo foi morto na noite do último sábado (27), em sua chácara, batizada de Hollywood, localizada às margens do Rio Envira, em Feijó. Baba foi alvejado com um tiro no peito e ainda chegou a ser levado ao Hospital de Feijó, mas não resistiu ao ferimento.

O parlamentar, que passou a tarde com o médico no dia do ocorrido, lamentou a forma cruel como tudo aconteceu. “É difícil de acreditar, é uma perda irreparável. Naquele sábado passamos a tarde juntos realizando ações de combate à dengue no município de Feijó, nos falamos por telefone poucas horas antes do ocorrido. Baba era um homem bom, um profissional incrível, fazia o possível para ajudar a população daquela região, e perdeu a vida num dos crimes mais violentos da história de Feijó”, lamentou.

Segundo o deputado, a casa do médico havia sido assaltada dois dias antes do mesmo ser assassinado. Ainda de acordo com Jenilson, a polícia trabalha com a hipótese do crime ter sido planejado. “Ele me falou que dois dias antes haviam entrado na casa dele e que tinham roubado uma televisão. A polícia não descarta a hipótese de um crime planejado, inclusive, o rapaz que estava com ele na chácara no dia do ocorrido está sendo apontado como um dos envolvidos”, disse.

O deputado disse ainda que o povo brasileiro não aguenta mais tanta violência. “O Bolsonaro ganhou a eleição falando claramente sobre o porte de arma, e foi exatamente isso que tirou a vida do nosso querido Baba. Aí, a gente se questiona: ora, mas o Haddad falava sobre mais emprego, sobre a implantação de mais escolas, e ainda assim a população preferiu o Bolsonaro. Precisamos, sim, de mais oportunidades, de investimentos na cultura, de mais escolas. Mas o que o povo precisa mesmo são de leis mais firmes, só assim garantiremos a paz que tanto queremos”, frisou.

No grande expediente, Jenilson Leite cobrou do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) a instalação imediata de uma balança para aferir o peso de veículos na BR-364. Ele pontua que o peso exorbitante das carretas tem agravado as condições da pista.

“Ontem, quando estava voltando de Feijó, vi algo na estrada que me deixou muito triste. Os trechos que estavam bons estão sendo destruídos pelas enormes carretas que trafegam na rodovia transportando combustível, toras de madeira e brita. Isso não pode acontecer. Essa sobrecarga do inverno vai acabar rasgando todo o dinheiro que foi investido. O DNIT precisa tomar uma providência o mais rápido possível, antes que a situação piore. O sistema de balanças precisa ser implantado, nós precisamos zelar pelo trabalho que já foi feito”, afirmou.

Projeto de lei

O parlamentar apresentou um projeto de lei que ‘institui noções básicas da disciplina de agropecuária nas escolas públicas rurais do Estado do Acre’. Se aprovada a matéria, fica a Secretaria de Estado de Educação (SEE) autorizada a instituir noções básicas sobre a agropecuária, como conceito a ser ministrado nas escolas públicas rurais de ensino fundamental e médio no âmbito do Estado do Acre.

A temática que a proposta abrange promoverá a elevação da escolaridade do jovem empreendedor no campo; o respeito às diversidades locais; a cooperação entre as diferentes esferas do poder público, o setor empresarial e os demais seguimentos da sociedade, com o fim específico de estimular as iniciativas do jovem empreendedor do campo; e a promoção do acesso do jovem empreendedor do campo ao crédito rural, bem como a promoção da inclusão social no meio rural.

O deputado explicou que além de preparar o jovem para exercer o papel estratégico de agente do desenvolvimento rural, a lei também visa fomentar a transformação de jovens em líderes empreendedores, com sensibilidade para identificar oportunidades de desenvolvimento profissional e familiar onde estão inseridos. Visa, ainda, estimular a elaboração de projetos produtivos a serem desenvolvidos pelos jovens agricultores, como forma de viabilizar alternativas de trabalho e renda e até ampliar competências, conhecimentos e práticas que possibilitem a gestão empresarial agrícola, promovendo o empreendedorismo, a liderança, o cooperativismo, o planejamento e o uso de técnicas produtivas.

Ele frisou que a lei também estimulará estratégia de governança de sucessão familiar para jovens e suas famílias, além de também ampliar a compreensão sobre o desenvolvimento rural sustentável, práticas agrícolas e políticas públicas para a agricultura familiar. O PL também busca incentivar o uso de conhecimentos associados às inovações tecnológicas e as ferramentas das atividades rurais.

Jenilson Leite ressaltou que existem escolas que já funcionam nesse modelo em vários estados brasileiros, entre elas a Escola Família Agrícola (EFA) e Casas Familiares Rurais (CFRs). “Porém, apesar de todos estes fatores, e diante dessa necessidade de se empregar metodologias e estratégias específicas para as comunidades do campo, alguns estados relutam em reconhecer a efetividade e a legitimidade da Pedagogia da Alternância”.

“Essa metodologia dá aos alunos a oportunidade de continuarem estudando enquanto ajudam seus pais nas tarefas agrícolas. A inclusão formal do método na atual legislação irá possibilitar que as escolas em áreas rurais tenham mais apoio do Estado, valorizando os alunos do campo”, explicou.

Deputado Heitor Júnior comemora 43° transplante de fígado no Acre

Durante sessão realizada nesta terça-feira (30), o deputado Heitor Júnior (PODE) fez um registro sobre o 43° transplante de fígado realizado no estado. O parlamentar também lamentou a morte do doutor Baba, conhecido popularmente como médico do povo.

Ao citar o transplante realizado no último final de semana, Heitor Júnior disse que vai reapresentar um anteprojeto de lei por meio do qual familiares que optarem pela doação de órgãos de seus entes falecidos tenham as despesas fúnebres custeadas pelo governo.

“Mais um transplante de fígado foi realizado no Acre, totalizando 43 cirurgias. Parabenizo toda a equipe de médicos no Hospital das Clínicas, formada por profissionais competentes. O que precisamos agora é incentivar as pessoas a serem doadoras. Temos 50 pacientes na fila de espera para transplante desse órgão, se as pessoas compreendessem a importância da doação de órgãos, com certeza essa fila sequer existiria”, ressaltou.

Heitor Júnior lamentou a morte do médico Rosaldo Aguiar, conhecido como doutor Baba, que atendia no município de Feijó. O médico estava de plantão e ao sair do hospital para ir até sua casa, foi atingido com um tiro de espingarda no peito. O assassinato causou comoção em todo o estado.

“Quero registrar meu pesar pelo assassinato do médico Baba, em Feijó. Todos nós estamos de luto. É lamentável perder alguém que tanto contribuía com a vida das pessoas mais carentes. Ele era conhecido como o médico do povo, justamente pela quantidade de ações humanitárias que fez ao longo de sua vida. Esperamos sinceramente que a justiça seja feita e os culpados sejam punidos”, concluiu.