Prefeitura proíbe Carnaval na Avenida Brasil e decisão causa polêmica

Após receber ofício da Casa Civil do Governo do Estado solicitando a interdição da Avenida Brasil, no período de 26 de fevereiro a 6 de março de 2019 (9 dias), para o Carnaval de rua, a Prefeitura de Rio Branco afirmou ser inadequada o local para a realização da festa.

Tendo em vista que por se tratar do centro da cidade, poderia ter problemas que um evento dessa magnitude geraria ao funcionamento do trânsito e do transporte coletivo e ao patrimônio público.

Por meio de nota, a prefeitura esclareceu ainda que não lhe cabe decidir sobre a realização do evento ou não, e recomenda aos organizadores que identifiquem outros locais que não afetem a mobilidade urbana, o funcionamento da cidade e o bem estar dos munícipes, como, por exemplo, o estacionamento da Arena da Floresta ou mesmo o calçadão da Gameleira.

Após o anúncio, pelas redes sociais, a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, comentou o assunto.

“NÃO ACREDITO! Estamos trabalhando na captação de recursos e já conseguimos junto aos patrocinadores e aos empreendedores o dinheiro suficiente para pagar mais de 90 profissionais da música (que já estavam ensaiando para suas apresentações), envolvemos 60 microempreendedores da economia solidária que seriam capacitados com cursos do Sebrae em atendimento ao público e manipulação de alimento, 30 seguranças privados, 9 artistas grafiteiros para ornamentação, equipe do Projeto Catar, equipe do Ministério Público (Natera e Cav) Equipe de Saúde (DST e Aids), Vigilância Epidemiológica, Bombeiros, Engenheiros civis e elétricos, Polícia Militar, equipe de som, palco e iluminação”, comentou.

De acordo com a vendedora ambulante Rosa Maria da Silva se a festa ocorresse na Avenida Brasil seria muito bom para ela. “Há anos faço minhas vendas nessa região. Na época do Carnaval teríamos mais gente circulando por aqui. Seria ótimo ganhar um extra”, comentou.

Já o motorista Marco Souza ressaltou que concorda com a decisão da prefeitura. “Seria um caos no trânsito essa que é uma das principais avenidas do Centro fechada por conta do Carnaval. Eu concordo que existem outros espaços que podem ser aproveitados para essa finalidade”, ressaltou.

Na manhã desta sexta, 15, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo, convidou para uma coletiva de imprensa com a secretária Eliane Sinhasique, a ser realizada às 9h30, no auditório da Associação Comercial do Acre (ACISA), para esclarecimentos sobre o cancelamento do Carnaval da Feliz Cidade em decorrência da interdição da Avenida Brasil, local onde seria realizado o evento.