O alviverde paulista agora vai encarar o Coritiba-PR

De virada, Palmeiras elimina o Galvez da Copa BR Sub-20

Por Manoel Façanha

Mesmo não fazendo uma grande apresentação diante de 689 pagantes (R$ 7.130,00, o Palmeiras avançou na disputa da próxima fase da Copa do Brasil Sub-20. Na noite desta quarta-feira (20), no estádio Arena da Floresta, o Verdão derrotou, de virada, o Galvez por 2 a 1. Luan abriu o placar para o Palmeiras no início do primeiro tempo, mas o Verdão empatou em seguida com Angulo e virou o marcador no tempo complementar de partida, através de Aníbal.

Com o triunfo, o Palmeiras avançou para a segunda fase da Copa do Brasil Sub-20. O próximo adversário do time paulista será o Coritiba, equipe que eliminou o Sete de Dourados-MS por 5 a 1.

Jogo

Com o apoio de boa parte do torcedor presente à Arena da Floresta, o Imperador começou a partida com personalidade e ainda aos dois minutos, numa bola parada abriu o placar, através de uma testada de Luan.

O Palmeiras manteve a calma e não demorou em deixar o placar em igualdade, após vacilou coletivo da defesa do Imperador com o oportunista Angulo deixando tudo igual, aos 7 minutos.

O gol tirou a concentração do Imperador e o Palmeiras passou a criar as melhores ações de gols, principalmente pelo lado esquerdo do ataque com Angulo.

O segundo gol do Imperador quase veio aos 18 numa bola parada de Patrick de Paula, mas a bola passou tirando tinta da trave direita do goleiro Gabriel.

Com mais posse de bola e trocando passe, algo que o Galvez tinha dificuldades, o Verdão teve outra chance da virada, mas o goleiro Gabriel abafou chute de Lincon.

Três minutos depois, numa outra bola parada palmeirense, o goleiro Gabriel se esticou para desviar a trajetória da bola e evitar a virada alviverde.

O Galvez respondeu numa jogada em velocidade pelo lado esquerdo da defesa do time paulista. Balica invadiu a área e chutou cruzado, mas Mamude chegou atrasado na entrada da pequena área.

Na etapa complementar de partida, o Palmeiras voltou a controlar o jogo e a criar as melhores oportunidades de gols.

Numa descida pelo lado esquerdo da defesa imperialista, o atacante Ângulo colocou a bola na cabeça de Aníbal. O jogador alviverde ganhou da defesa do time acreano e testou para a rede do goleiro Gabriel, aos 14 minutos.

Virada do Verdão

O Imperador sentiu o golpe e não conseguia mais trabalhar jogadas a partir do campo de ataque. Aos 23, Aníbal quase fez o terceiro do Palmeiras. Após boa jogada de Wesley, ele recebeu dentro da área do Galvez e finalizou, mas a bola saiu por cima do gol de Gabriel.

A virada fez bem ao Verdão e acabou com a motivação do Imperador, tanto que o terceiro gol do Verdão não saiu por caprichoso. Aníbal apareceu frente a frente com Gabriel e tocou na saída do camisa 1, mas a bola beijou a trave esquerda e, na sobra, a zaga do Imperador aliviou o perigo, aos 38 minutos.

Com a partida praticamente decidida nos minutos finais, o Palmeiras tratou de valorizar a posse de bola diante de um Galvez que tinha grandes dificuldades para mostrar qualquer tipo de reação.

Apesar da eliminação, o Galvez vendeu caro a eliminação para o Palmeiras-SP. Foto/Sérgio Vale.

Galo e Imperador decidem o 1º turno nesta 5ª Feira

Atlético Acreano e Galvez disputam na noite desta quinta-feira (21), às 19h, no estádio Arena da Floresta, o título de campeão do primeiro turno do Campeonato Acreano.

Os dois times entram em campo em condição de igualdades e um empate no tempo normal leva à decisão da taça as cobranças de penalidades.

Conforme o regulamento do torneio, o campeão do turno não somente garante vaga na grande decisão, isso caso haja campeões de turnos diferentes, como também garante vaga na próxima edição da Copa do Brasil e uma cota de aproximadamente R$ 550 mil.

Zé Marco aguarda por Adriano

No Imperador, o técnico Zé Marco vai aguardar até os últimos momentos pela recuperação do atacante Adriano, artilheiro do time na temporada, mas a perspectiva da participação do atleta no duelo não é positiva. Com isso, os atacantes Alemão e Daniego ficam de sobreaviso, isso no caso do departamento médico imperialista venha vetar a presença do artilheiro na decisão.

Nos últimos dias o técnico Zé Marco trabalhou o lado emocional da equipe do Galvez, pois a partida também valerá calendário para a próxima temporada e, segundo ele, os atletas não podem criar um peso extra por conta dessa prerrogativa.

Galo segue sem Diego

No Galo Carijó, o técnico celeste Álvaro Miguéis tem algumas dúvidas para o jogo decisivo desta quinta-feira. De certo, o treinador não poderá contar com o retorno do zagueiro Diego. O jogador participou na terça-feira (19) de testes físicos, mas voltou a sentir um problema muscular, assim continuando fora de combate. O jovem Gabriel segue entre os titulares para compor ao lado de Douglas.

De certo, o treinador celeste deve efetivar o retorno do lateral direito Matheus ao time titular e ainda existe a expectativa do volante Leandro iniciar o jogo no lugar de Marquinhos ou Marcílio.

Na fase classificatória, o Atlético derrotou o Galvez por 1 a 0. Foto/Manoel Façanha.

 

Com ares de emoção, Galo venceu o Tricolor

Atlético fica atrás do placar duas vezes, mas empata e garante vaga na final nas cobranças de penalidades

Manoel Façanha

O Atlético está na final do primeiro turno do Campeonato Acreano. A classificação celeste conquistada na tarde chuvosa do domingo (17) não foi nada fácil e contou com ares de dramaticidade diante de um Independência guerreiro, atrevido e consistente na sua proposta de jogo. O Tricolor chegou por duas oportunidades a ficar a frente do placar, mas acabou castigado nos minutos finais de partida ao ceder o empate para o Galo (2 a 2).

A igualdade do placar no tempo normal levou à decisão da vaga as cobranças de penalidades e o Galo Carijó mostrou mais eficiência e venceu por 4 a 2, assim decidindo o título do primeiro turno na próxima quinta-feira, às 19h, na Arena da Floresta, contra o Galvez.

Jogo

O confronto começou com o Tricolor com marcação alta e dificultando a saída de bola do Galo Carijó. O primeiro gol do Independência saiu de erro na saída de bola celeste aos 15 minutos. O meia Anderson avançou e soltou o pé de fora da área. A bola viajou e encontrou o ângulo do goleiro Miller. Golaço!

O Galo Carijó não sentiu o golpe respondeu numa finalização de dentro da área do meia-atacante Diogo, mas a bola explodiu no travessão tricolor.

Nos 15 minutos finais o Independência “afrouxou” a marcação no meio-campo e o Galo cresceu na partida e o empate celeste quase saiu aos 44 minutos. Gabriel ganhou no jogo aéreo e testou a bola na trave do goleiro Thiago, após cruzamento na área do Indepedência. Dois minutos depois, a zaga tricolor vacilou novamente no jogo aéreo e o zagueiro Gabriel deixou tudo igual no placar.

Um gol para cada lado

Com a igualdade no placar as duas equipes retornaram dos vestiários com estratégias bem diferentes. O Tricolor na busca de definir o duelo numa bola e o Galo Carijó tentando envolver o setor de marcação do Tricolor de Aço no toque de bola.

A tática tricolor funcionou melhor. O Galo Carijó encontrava dificuldades de envolver a marcação adversária e o Independência, após contragolpe voltou a ficar a frente do placar numa finalização do atacante Tonho Cabanãs, aos 26 minutos, após aproveitar uma bola parada na poça d’água frente da pequena área celeste.

Dez minutos depois, após bola longa, o atacante Diogo teve a chance do empate, mas concluiu na rede pelo lado de fora. O Galo continuou atacando um Tricolor bem fechado, mas num chute de fora da área efetuado pelo volante celeste Leandro, a bola desviou no corpo do zagueiro Daniel, que acabara de entrar na partida, e encontrou o ângulo do goleiro Thiago.

O gol foi uma ducha de água fria no time Tricolor que teve dificuldades para segurar o empate até os minutos finais.

Galo leva a vaga nos pênaltis

Nas cobranças de penalidades, o torcedor celeste então pôde comemorar a classificação nas arquibancadas do estádio Arena da Floresta, após o Tricolor desperdiças duas cobranças com Tonho Cabanãs e Brenner. O Galo então converteu a última cobrança com o zagueiro Gabriel e, assim, vencendo a disputa por 4 a 2.

Galvez supera o Plácido e volta a decidir turno com o Galo

Numa semifinal de primeiro turno de cinco gols, o Galvez eliminou neste domingo (17) o Plácido de Castro por 3 a 2. O duelo ocorreu no estádio Arena da Floresta com publico de 519 pagantes (R$ 5.460,00). Ciel e Adriano (2) fizeram os gols do Imperador. Ismael e Leandro Neiva anotaram para o Plácido de Castro.

Jogo

A partida começou com muita marcação. Os dois times não davam espaço aos atacantes e o jogo ficou bem trucando, principalmente no meio campo.

O primeiro gol do Galvez saiu numa boa bola parada de Ciel, aos 45 minutos. O meia encontrou o ângulo do goleiro Bruno, esse mal colocado no lance. Nos acréscimos da primeira etapa, o Galvez ampliou a vantagem. Jeferson chutou forte de fora da área e o goleiro Bruno salvou parcialmente. Na sobra de bola, o atacante Adriano mandou para a rede.

Tigre iguala o placar, mas erra e perde o jogo

Com a vaga na decisão ficando pelo caminho, o Plácido de Castro retornou dos vestiários marcando forte a saída de bola do Imperador e, aos 7 minutos, o atacante Ismael foi derrubado por Reginaldo dentro da grande área. O árbitro Antonio Pinheiro assinalou a penalidade. Ismael cobrou bem e diminuiu a vantagem do Imperador.

O jogo ficou aberto, com o Galvez explorando as jogadas de velocidade e o Tigre apertando na busca do empate. Numa bola parada, aos 22 minutos, o zagueiro Leandro Neiva desviou para a rede do Imperador. Tudo igual: 2 a 2.

O jogo ficou aberto com as duas equipes querendo o resultado, mas num erro na saída do Tigre do Abunã, Ciel recebeu avançou pelo esquerdo e serviu Adriano. O atacante, livre, testou a bola para a rede do goleiro Bruno e saiu comemorando a moda aviãozinho.

Nos minutos finais, o Tigre do Abunã pressionou na busca do empate, mas o Imperador segurou bem a pressão e garantir a vaga na grande decisão da próxima quinta-feira (21) contra o Galo Carijó, às 19h, na Arena da Floresta.

 

 

 

 

 

 

 

Atlético-AC abre 2 a 0 e Andirá busca empate na etapa final no Acreano sub-20

Galo Carijó leva vantagem técnica no 1º tempo, mas Morcego busca empate nos 45 minutos finais, netsa terça-feira, no estádio Florestão, em Rio Branco. Time celeste segue líder invicto

Em uma partida onde disposição não faltou para as duas equipes, Atlético-AC e Andirá empataram por 2 a 2, na tarde desta terça-feira (15), no estádio Antônio Aquino, o Florestão, na abertura da terceira rodada da primeira fase do Campeonato Acreano Sub-20.

Os atletas entraram em campo com fome de bola, mas a equipe celeste, ainda invicta no estadual, levou vantagem técnica na primeira etapa e foi para o intervalo vencendo por 2 a 0. Apesar do prejuízo nos 45 minutos iniciais, o Andirá não se entregou no segundo tempo e correu atrás, conquistando o empate em 2 a 2 e somando mais um ponto na classificação.

O confronto deveria ter ocorrido no último sábado (12), mas em virtude das chuvas, e para poupar o gramado para a partida do profissional do Galo Carijó, pela Série C contra a Juazeirense, acabou remarcado para esta terça.

Com o empate, Atlético-AC segue líder da competição com 10 pontos e ainda invicto, enquanto o Andirá, com quatro pontos, divide a quarta colocação com Rio Branco-AC e Galvez.

O Andirá volta a jogar no sábado (19), contra o Galvez, abrindou a quarta rodada, às 8h. O Atlético-AC folga na quarta rodada e só entra em campo novamente no dia 30, pela quinta rodada, às 15h30, contra o Rio Branco-AC. As duas partidas serão no estádio Florestão.

A terceira rodada será fechada na tarde desta quarta-feira (16), com duas partidas também no Florestão. Às 13h30, o Vasco-AC encara o Plácido de Castro. A partir das 15h30, jogam São Francisco e Rio Branco-AC.