Futebol perde Tião Araújo, ex-técnico do Fluminense-RJ

MANOEL FAÇANHA

Vítima de Acidente Vascular Celebral (AVC) faleceu na última quinta-feira (11), na cidade do Rio de Janeiro, o ex-técnico Sebastião Araújo, 82 anos. Um paraense de nascença, mas acreano de coração, assim como dizia ele aos amigos mais próximos.

A vida futebolística desse personagem começou aos 17 anos (1956), quando assumiu o gol do Atlético Acreano. Um ano depois, ele transferiu-se para o Independência e, logo depois, para o Rio Branco, disputando duas temporadas (1959/1960). No ano de 1961, a convite de Walter Félix de Souza (Té), resolveu ir estudar no Rio de Janeiro, onde conseguiu duas graduações, uma na Escola Nacional de Educação Física (1964) e outra na Escola Nacional de Pedagogia (1969).

Sebastião Araújo: o goleiro do futebol acreano que treinou o Fluminense-RJ e cinco seleções mundiais. Foto/Cedida

Carreira

Como atleta, Sebastião Araújo ainda defendeu as cores da Portuguesa (RJ), clube pelo qual iniciou a carreira de preparador físico, em 1963. Três anos depois, transferiu-se para o Fluminense, onde, inicialmente, trabalhou na base do clube das Laranjeiras, mas logo depois foi promovido para o time de profissionais.

Estudioso, em 1973 foi convidado pela federação alemã de futebol para uma espécie de intercâmbio com autoridades esportivas no terreno especifico dos treinamentos técnicos. O bom trabalho, a inteligência e a conduta profissional foram suficientes para levá-lo ao cargo de preparador físico da Seleção Brasileira nas Olimpíadas de Montreal, Canadá (1976), quando o Brasil garantiu a quarta colocação, com a Polônia, do atacante Lato, conquistando a medalha de ouro. Neste mesmo ano, Tião Araújo lançou o livro: “O Futebol e seus Fundamentos”. Mas o melhor ainda estava por vir em sua brilhante trajetória pelo mundo futebolístico. A convite do revolucionário técnico da época Oswaldo Brandão, Sebastião Araújo assumiu o posto de preparador físico da seleção principal do país durante as eliminatórias da Copa da Argentina. E nem mesmo a prematura saída de Oswaldo Brandão do cargo chegou a balançar sua permanência na equipe brasileira.

Copa da Argentina e o Fluminense-RJ

Com a classificação para o Mundial de 1978, Tião Araújo, ao lado de Claudio Coutinho, foi peça importante para o Brasil garantir o invicto terceiro lugar da Copa da Argentina. Um ano depois, após mais de uma década trabalhando nas categorias de base do Fluminense ao lado do amigo e ex-zagueiro do clube Pinheiro, Sebastião Araújo assumiu o cargo de treinador do time principal.

Mesmo com um time de garotos, o endividado tricolor – uma herança da administração de Francisco Horta -, embalou e, ao lado do Flamengo, de Claudio Coutinho e Zico, eram os favoritos a levantar o Estadual de 1979.

No primeiro tira-teima (Fla-Flu), por sinal de casa cheia, em um Maracanã colorido, prevaleceu a vitória tricolor por 3 a 0 e ainda a desistência dos árabes do Catar em levar Cláudio Coutinho na bagagem, optando, de última hora, pelo trabalho de Tião Araújo, que além de treinar a seleção do Catar, esteve à frente das seleções da Arábia Saudita, Hong Kong, Bahrain e Trinidad e Tobago, totalizando mais de 18 anos fora do país, tendo ainda o título de propulsor dos treinadores brasileiros em território árabe.

Tião Araújo, após quase dez anos no futebol do Oriente Médio, retornou ao Fluminense na temporada de 1987, mas não ficou muito tempo.

Aposentado dos gramados há mais de duas décadas, Sebastião Araújo residia no condomínio Atlântico Sul, na cidade do Rio de Janeiro, ao lado da esposa Maria do Socorro Barros Moura.

Em 1959, Campos Pereira, Tião Araújo e João Carneiro posam para fotografia antes de mais uma partida do Estrelão. Foto/Acervo Manoel Façanha.
Em 1959, Campos Pereira, Tião Araújo e João Carneiro posam para fotografia antes de mais uma partida do Estrelão. Foto/Acervo Manoel Façanha.

Fluminense lamenta a morte de Sebastião Araújo

Através de seu perfil no Twitter, o Fluminense lamentou o falecimento de Sebastião Araújo, técnico com duas passagens pelo clube entre os anos 1970 e 1980. O Tricolor ainda desejou força aos familiares e amigos do treinador.

“O Fluminense Football Club lamenta o falecimento de Sebastião Araújo, técnico com duas passagens pelo clube entre os anos 1970 e 80. Desejamos muita força aos amigos e familiares”, escreveu o clube das Laranjeiras.

Galo terá estreia dupla de ataque hoje à noite

Por Manoel Façanha – Necessitando de um ponto para carimbar vaga nas semifinais do primeiro turno do Campeonato Acreano, o Atlético-AC terá jogo decisivo nesta quinta-feira, 28, às 20h, no estádio Arena da Floresta, contra o Galvez.

O técnico celeste Álvaro Miguéis para o compromisso poderá contar com a presença dos recém-chegados atacantes Stênio (Foto) e Bruno. Os dois jogadores treinaram na equipe principal e devem iniciar a partida entre os onzes titulares.

Stênio, ano passado, teve uma experiência no futebol da Finlândia, mas garante que está pronto para a estreia com a camisa celeste. O jogado explicou que teve dificuldade no início da adaptação, mas superou as dificuldades.

Os zagueiros Douglas e João Carlos e o atacante Falque estão entregues ao departamento médico, assim não indo a campo nesta quinta-feira. O provável time celeste para encarar o Imperador será: Miller, Lucas, Diego, Gabriel, Igor, Marquinhos, Marcílio, Careca, Diogo, Bruno Pereira e Stênio.

Galo bica o Cacique quatro vezes e volta à liderança

Com um futebol objetivo e contra um adversário que não apresentou resistência, o Atlético Acreano derrotou na noite desta quinta-feira (14), no estádio Arena da Floresta, o Náuas por 4 a 0, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Acreano. O artilheiro do estadual, o atacante Diogo, marcou duas vezes e comandou a vitória celeste.

Com a vitória, o Galo Carijó assumiu isoladamente a liderança do grupo “A”. O time celeste chegou ao décimo ponto ganho na tabela de classificação, um ponto e um jogo a mais que o arquirrival Rio Branco e pertinho da vaga nas semifinais do primeiro turno. Já o Náuas segue na penúltima posição do grupo “B”, com apenas um ponto ganho.

Próximos jogos

O Atlético-AC ganha 10 dias de folga na tabela de jogo e retorna a campo somente dia 24 de fevereiro, no estádio Florestão, pela última rodada do primeiro turno, para encarar o Galvez, a partir das 17h30. O Náuas tem compromisso marcado para este domingo (17), contra o Humaitá, às 15h30 também no Florestão, mas ainda a confirmar nesta sexta-feira (15).

Jogo

Na busca de reassumir a liderança da chave “A”, o Galo Carijó começou avassalador e ainda aos 3 minutos abriu o marcador. O atacante celeste Diogo se livrou do defensor e finalizou para a rede do goleiro Leal.

Trocando passe e jogando fácil, o Galo Carijó criava as melhores oportunidades de gols contra um adversário que pouco mostrava poder de reação. No entanto, somente com meia hora de bola o time celeste ampliou a vantagem diante do Cacique. O meia-atacante Careca avançou entre a defesa e chutou cruzado para o desvio do atacante Jô.

Mais dois gols

Na etapa complementar de partida o cenário era o mesmo. O Galo Carijó continuou sobrando em campo contra o apagado Cacique e o terceiro gol saiu de uma assistência de Careca para a conclusão do artilheiro Diogo, aos 8 minutos.

Com o Náuas pouco inspirando e praticamente não ameaçando o gol do goleiro celeste Miller, o quarto gol do Galo Carijó quase saiu após cruzamento na área do Cacique. Jô desviou de cabeça e a bola explodiu no travessão do goleiro Leal. Na sobra, Careca serviu Marcílio, mas o jogador celeste finalizou nas mãos do goleiro do Náuas, aos 15 minutos.

Com a partida liquidada e o gramado pesado, o Galo passou controlar o jogo e a poupar alguns jogadores do elenco, mas ainda aos 44 minutos, numa finalização de João Douglas, chegou ao quarto gol.

Atlético tropeça na lama e no Vasco

O Atlético Acreano tropeçou não somente na lama do gramado no estádio Florestão, mas também no “ferrolho” do Vasco da Gama, após empate sem gols neste domingo (10), pela terceira rodada do Campeonato Acreano.

O empate diante do time da Fazendinha tirou à possibilidade da equipe celeste voltar a dividir com o Rio Branco a ponta da tabela do grupo A. O Galo com o ponto somado neste domingo contra o time cruz-de-malta chegou ao sétimo, dois a menos que o líder Estrelão e um a mais que o Independência, terceiro colocado da chave. Já o Vasco da Gama, com o ponto heróico conquistado chegou à vice-liderança da chave B. O time da Fazendinha soma dois pontos ganhos, um a mais que Náuas e Plácido de Castro.

Próximos jogos

O Atlético retorna a campo na próxima quinta-feira (14), às 20h, para medir forças contra o Náuas. Já o Vasco-AC encara o Andirá, na quinta-feira (21). Os dois jogos estão agendados para o estádio Arena da Floresta.

{gallery}fotos/2019/02-fevereiro/11022019/galeria_galo_vasco:::0:0{/gallery}

Jogo

Com o gramado pesado, as duas equipes tiveram grandes dificuldades para mostrar um bom futebol. O Galo Carijó tinha mais volume de jogo e ainda buscava mais o gol, mas quando criava o goleiro vascaíno Lucas aparecia bem na sua meta.

Nos minutos finais da primeira etapa, o Galo Carijó pressionou bastante na busca de abrir o placar, mas a zaga vascaína, bem postada, segurava bem o ataque celeste.

Galo pressiona, mas gol não sai

Na busca de continuar com 100% de aproveitamento, o Galo iniciou a etapa complementar de jogo pressionando o gol vascaíno. O poderia ter saído aos três minutos. João Douglas acertou bela finalização, mas o goleiro Lucas fez ótima defesa.

Marcando forte, o Vasco acabou perdendo o zagueiro Richard, expulso aos 13 minutos. Seis minutos depois, os vascaínos poderiam ter chegado ao gol, após assistência de Neto para a conclusão de atacante Marcelo Cabeção, mas o artilheiro errou a finalização.

Com vantagem numérica de jogadores em campo, o Galo continuou pressionando a meta vascaína na busca do gol da vitória, mas ora tinha o time celeste tinha dificuldades no último passe e ora esbarrava na aguerrida defesa vascaína.

Nos minutos finais, o zagueiro celeste João Carlos deixou o campo lesionado e com suspeita de torção de joelho, assim como os times voltando a ter igualdade em numérica de atletas em campo, isso pelo fato do técnico Álvaro Miguéis já ter realizado as suas três substituições.

Desabafo

Na saída do gramado do estádio Florestão, o zagueiro Diego fez um desabafo e criticou a realização da partida neste domingo devido às péssimas condições do gramado do estádio Florestão. “Como atleta fica minha indignação de jogar nestas condições. Isso é desumano para qualquer jogador de futebol”.

Com desfalques, Atlético encara o Vasco-AC

O técnico celeste Álvaro Miguéis apesar de ganhar o reforço de Lucas Capixaba para o duelo deste domingo, às 15h30, no estádio Florestão, contra o Vasco da Gama, está com quatro jogadores entregues ao departamento médico entre eles os atletas Matheus Ceará, João Douglas e Leandro, assim com o treinador optando pela não divulgação do time principal. O volante Leandro tem quadro mais favorável, mas sua escalação será dependente de uma melhora neste domingo.

O certo é que o treinador poderá iniciar a partida deste domingo com o Lucas Capixaba improvisado do lado direito da defesa no lugar de Matheus Ceará. O atacante Falque também pode ser uma novidade entre os titulares, mas treinador celeste pode deixar o atleta como opção para a segunda parte do jogo.

Uma vitória na tarde deste domingo (10) contra o Vasco da Gama por três gols de diferença será suficiente para empurrar o Galo Carijó a ponta da tabela de classificação. O time celeste ficaria com a mesma pontuação do Rio Branco, mas levaria vantagem nos critérios de saldo de gols.

Vasco-AC busca motivação

Por outro lado, o Vasco da Gama vai a campo abatido pela goleada sofrida na última quinta-feira (7) para o Rio Branco por 5 a 1, após sair na frente do placar.

No entanto, o técnico Edson Maria tenta juntar os cacos com os jogadores para tentar um pontinho no duelo deste domingo e, assim, continuar com esperanças de chegas as semifinais do primeiro turno.

No confronto contra o Galo Carijó, não resta dúvida que o fator físico ainda será o grande adversário do time da Fazendinha.

Incentivo ao esporte: SESI cede campo para treinamentos do Atlético Acreano

O Atlético Acreano, clube que ganhou visibilidade nacional em 2018 após ser umas das sensações do Campeonato Brasileiro da Série C e quase obter o acesso à segunda divisão, conta, neste ano, mais uma vez, com a parceria do Sistema FIEAC, por meio do SESI. É no campo localizado nas dependências do Complexo do Serviço Social da Indústria que o time, também conhecido como Galo Carijó, realiza seus treinamentos diários.

O treinador atleticano, Álvaro Miguéis, ressalta que o apoio do SESI é de suma importância para a preparação de sua equipe. “Contamos com essa parceria desde o ano passado, quando fizemos sucesso no Brasileiro da Série C. O SESI, com toda certeza, fomenta o esporte local cedendo sua estrutura para realizarmos o nosso trabalho”, acrescenta.

Miguéis diz que o Galo Carijó, que atualmente está disputando o Campeonato Acreano, seguirá treinando no SESI até o início do Brasileiro da terceira divisão. Ele também elogia as condições do gramado. “Apesar do período de chuvas intensas, o campo está em boas condições para a nossa preparação”, frisou o treinador.

Para o presidente da FIEAC e diretor-regional do SESI, José Adriano, é gratificante poder incentivar, de alguma forma, o esporte local. “É o segundo ano em que cedemos nossa estrutura do SESI ao Atlético. Ficamos felizes em saber que estamos contribuindo para que o futebol acreano tenha reconhecimento em nível nacional. Temos uma excelente estrutura, que está à disposição da nossa população”, salientou.

alvaro Migueis

No sufoco, Atlético supera o Plácido

A vitória sofrível sobre o Plácido de Castro na tarde e noite deste domingo (3) empurrou o Galo Carijó de volta a liderança do grupo “A” do Campeonato Acreano. O time celeste tem a mesma pontuação do Rio Branco – 06 pontos, mas a equipe apresenta melhor saldo de gols. Já o Tigre do Abunã, mesmo com a derrota, ainda é o terceiro colocado da chave “B”, com um ponto ganho.

Próximos jogos

O Atlético Acreano retorna a campo no próximo domingo (10), às 15h30, para encarar o Vasco da Gama. Por outro lado, o Plácido de Castro terá uma pausa na tabela e retorna a campo somente dia 14, às 18h, para medir forças contra o Humaitá.

{gallery}fotos/2019/02-fevereiro/03022019/galeria_galo:::0:0{/gallery}

Jogo

O jogo começou bem equilibrado, mas a primeira chance de gol saiu de uma finalização de fora da área do meia placidiano Uilian assustando o goleiro Miller.

Com mais posse de bola o Tigre do Abunã tinha menos dificuldades com a péssima qualidade do gramado, mas aos 20, Careca quase abriu o placar a favor do Galo Carijó, com a redondinha passando rente a trave esquerda de Miller.

Dois minutos depois, Cleninho foi parado com falta dentro de grande área pelo volante celeste Leandro. O árbitro Fábio Santos assinalou penalidade, mas o auxiliar Carlos Alberto, mesmo de forma demorada, chamou o árbitro e marcou impedimento no lance.

Mesmo com um banho de água fria pela não confirmação de penalidade a favor, o Tigre continuou melhor na partida e apertando o Galo, tanto que o zagueiro Diego salvou um lance em cima da linha, aos 28 minutos. Um minuto depois, o Galo Carijó apareceu no jogo numa finalização de Careca, mas o maestro celeste pegou mal na bola.

A melhor oportunidade de gol do time celeste no primeiro tempo esteve nos pés do artilheiro Diogo, mas a finalização do atacante celeste ficou na boa defesa do goleiro Bruno.

Na etapa complementar o Tigre continuou pressionando o Galo e quase abriu o placar numa finalização de Leone, mas a bola, após desviar na defesa celeste, esbarrou na trave esquerda do goleiro Miller.

O Galo voltou a assustar o gol do Tigre somente aos 21 minutos, numa bola parada do atacante Falque, mas o goleiro Bruno fez ótima defesa.

Com o Tigre do Abunã melhor na partida, o técnico celeste Álvaro Miguéis fez algumas modificações na sua equipe. Marquinhos, Falque e Felipinho foram para o jogo. O primeiro quase abriu o placar num bom chute de fora da área.

Tigre respondeu aos 30 minutos, num contra-ataque puxado por Layo. O lateral invadiu a área e finalizou com perigo ao gol de Miller.

Nos acréscimos, O Galo Carijó cresceu no jogo e conseguiu abrir o placar com o zagueiro Diego, após cruzamento rasteiro de Careca para o desvio do xerife.

Atlético-AC atropela o São Francisco na estreia

Diogo e Careca comandaram avassaladora vitória celeste

classificacaoCom três gols de Diogo, dois de Careca e um de Jô, o Atlético Acreano estreou na noite desta quinta-feira (24) com o pé direito na corrida pelo título do Campeonato Acreano, ao vencer no estádio Arena da Floresta o modesto São Francisco pelo placar de meia dúzia de gols a zero.

Com a vitória conquistada nesta primeira rodada diante do São Chico, o Galo Carijó lidera o grupo “A” do estadual, juntamente com o Rio Branco. Cada clube soma três pontos ganhos, mas o time celeste leva vantagem no critério de saldo de gols.

Próximos jogos

O próximo compromisso do Atlético Acreano será no próximo dia 3 de fevereiro, às 17h30, no estádio Florestão. O adversário do Galo Carijó será o Plácido de Castro. Já o São Francisco não terá muito tempo para recuperar seus atletas, pois tem jogo agendado para o domingo (27) diante do Rio Branco, às 17h30, no estádio Florestão.

Jogo

O duelo, apesar de apresentar vitória elástica do Galo Carijó, começou bem equilibrado, com o time católico bem postado e dificultando o toque de bola da equipe atleticana.

Mesmo com dificuldades para chegar com eficiência ao gol do time católico, o Galo abriu o placar após boa assistência de Diogo para Careca. O maestro celeste recebeu e tocou na saída de Igor, aos 24 minutos.

Errando muito, o Galo pouco fez para merecer o segundo gol ainda na primeira etapa diante de um São Francisco pouco criativo e ausente no campo de ataque.

Show de gols

Sem a mesma pegada do primeiro tempo e dando muito espaço ao ataque celeste, o São Francisco não resistiu a melhor qualidade técnica do Galo Carijó.

No primeiro minuto de jogo, Diogo recebeu assistência de Careca e ampliou a vantagem celeste. O terceiro gol não demorou e, após assistência de Jô, Careca escorou a bola para rede católica, aos 4 minutos.

Na base da vontade, o São Francisco buscava diminuir a vantagem celeste, mas não tinha sucesso e, na melhor delas, a bola explodiu no travessão do goleiro Miller, aos 15 minutos

Bem melhor na partida, o Galo Carijó chegou ao quarto gol após assistência de Careca para a conclusão de Jô, aos 21 minutos.

O quinto gol do Atlético veio numa boa cobrança de falta de Diogo, aos 32. Já o sexto gol veio somente nos acréscimos, aos 46 minutos, com Diogo cobrando penalidade.

Análise do jogo

Apesar da vitória elástica, o técnico Álvaro Miguéis não ficou satisfeito com a movimentação tática apresentada pela do Atlético Acreano, principalmente na primeira parte de jogo. “Precisamos melhorar muito em vários aspectos, mas os atletas estão de parabéns pelo empenho”.

Atlético Acreano terá baixas para a estreia no Campeonato Acreano

Álvaro Miguéis vai improvisar escalação na lateral direita

O Atlético Acreano terá uma baixa importante para o jogo de estreia na disputa do Campeonato Acreano. O atacante João Falque sentiu um problema muscular e não encara o São Francisco nesta quinta-feira (24), às 18h, no estádio Arena da Floresta. O substituto poderá ser o jovem atacante Jô.

Se bastasse a ausência do comandante de ataque, o técnico o técnico Álvaro Miguéis terá ainda que improvisar um atleta na lateral direita, isso pelo fato do recém-contratado Linderman ainda não apresentar condições física ideais para a estreia. E como também não poderá contar com outros dois jogadores da posição, ambos ainda se recuperando de cirurgia no joelho, como é o caso de Weverton (esse já retornou aos treinamentos) e Januário. A tendência para o jogo de estreia contra o time católico seja pela escalação do jovem Amaral para o setor.

Nesta terça-feira (22), o Galo Carijó trabalhou no estádio municipal de Senador Guiomard, cidade do interior do Acre, a 24 km de Rio Branco. Já os últimos ajustes da equipe estão programados para essa quarta-feira (23) em local ainda indefinido.

Inserido grupo A do estadual, ao lado de Andirá, Humaitá, Independência e Rio Branco-AC, o Galo Carijó na temporada passada fechou a competição na terceira posição, atrás de Rio Branco e Galvez.

São Chico vai jogar por uma bola

O São Francisco terá parada duríssima na sua estreia do Campeonato Acreano. O clube católico vai encarar na noite desta quinta-feira (24) o Atlético Acreano. O técnico Marquinhos Gomes trabalha a equipe da estreia a mais de um mês e aposta na cautela para tentar surpreender o time celeste.

Ciente das dificuldades que o time católico terá pela frente contra o Galo, o comandante do São Chico espera muita disposição e doação de seus jogadores para almejar ao menos um empate.

Mesmo com uma equipe modesta e com pouquíssimos jogadores “badalados”, o comandante da equipe católica pede que a equipe tenha personalidade e sai para o jogo, mas não esconde que o time será bem precavido com apostando naquela “filosofia” de uma bola.

Galo supera o Tricolor em amistoso: 3 a 1

Confronto foi preparatório para as estreias das duas equipes no Estadual

Em jogo amistoso visando à preparação para disputar do Campeonato Acreano de Futebol Profissional, o Atlético Acreano venceu o Independência por 3 a 1. O duelo ocorreu na manhã de domingo (13) no gramado do estádio Arena da Floresta. Careca, Diogo e Jô fizeram os gols do Galo Carijó, enquanto Assis descontou para o Tricolor de Aço.

Jogo

Independência e Atlético fizeram uma primeira meia hora de jogo bem disputada, onde os espaços eram bem reduzidos, apesar do time tricolor surpreender pelo toque de bola. O técnico Álvaro Miguéis então resolveu adiantar sua linha defensiva, mas o primeiro grande lance de perigo saiu de cruzamento da direita para a testada do atacante tricolor Ailton. O goleiro Miller, bem colocado, fez a defesa.

Com um time mais técnico, o Galo Carijó respondeu com estilo e quase abriu o placar num chutaço de Careca, mas a bola explodiu no travessão tricolor. Cinco minutos depois, a zaga do Independência errou na saída de bola. O maestro Careca agradeceu o presente e acertou um bom chute de fora da área, sem chances de defesa para o goleiro Tiago.

Com o placar adverso, o Independência tentou uma reação e a melhor oportunidade do empate esteve nos pés do artilheiro Ailton, mas o “matador” demorou na finalização e o goleiro Miller foi buscar a bola nos pés do atacante.

Mudanças e gols

Na etapa complementar, as duas equipes iniciaram o um processo de rodízio de jogadores e, logo aos 3 minutos, o meia Diogo, após passe de Marcílio, que acabara de entrar no jogo, acertou uma finalização de fora da área para vencer o arqueiro tricolor Tiago.

O segundo gol celeste não foi suficiente para esmorecer o Independência, tanto que Moedinha, numa boa conclusão, forçou o goleiro Miller a grande defesa, aos 7 minutos.

Com os dois times bem modificados em relação à escalação inicial de jogo, o placar voltou a ser alterado somente nos minutos finais. O Galo chegou ao terceiro gol numa rápida troca de passe até Jô mandar a bola para a rede tricolor, aos 42 minutos. Um minuto depois, o Independência trocou passe e o jovem Assis fez um golaço num arremate de fora da área.

Análises

O volante Leandro, que iniciou a partida na suplência do Galo Carijó, pois ainda se recuperava de um problema muscular, explicou que o jogo foi um bom teste. O atleta celeste elogiou o time tricolor e deixou claro que a equipe atleticana, mesmo com “desmonte”, continua com boa qualidade técnica, mas vai precisar de muito trabalho e dedicação de todos para encaixar o bom futebol da última temporada.

O técnico tricolor Illimani Suares ficou satisfeito à postura tricolor no jogo-treino deste domingo. “Fizemos uma boa movimentação, principalmente na primeira parte do confronto contra um adversário qualificado e o resultado neste início de trabalho é o que menos importa”, analisou Illimani.

Estreias

O Independência tem estreia no Campeonato Acreano agendada para o próximo domingo (20), às 17h30, contra o Galvez. Já o Galo Carijó entra em campo no meio da próxima semana, precisamente dia 24/1, quando terá pela frente o São Francisco.

Escalações

Atlético Acreano: Miller, Linderman, Diego (Gabriel), Douglas (Amaral) e Artur Portela (Igor); Marquinhos (Leandro), Tragodara (Marcílio), Diogo (Lucas), Careca (Matheus Ceará); Falque (Everton) e João Douglas (Felipinho). Técnico: Álvaro Miguéis

Independência: Tiago (Abelha), Thaumaturgo (Ícaro), Brenner, Carnaúba e Léo (Nando); Paulinho Pitbull (Cleiton), Hamilton (Gugu), Babu (Geovane) e Anderson (Cleitinho); Ailton (Assis) e Alan (Moedinha). Técnico: Illimani Suares.

Galo perde lateral, mas anuncia substituto

Matheus Damasceno acertou sua transferência para o CRB-AL

Em meio ao desmanche da equipe que quase “beliscou” o acesso a Série B na temporada passada, a diretoria do Atlético Acreano segue trabalhando e, após a saída de quase 20 jogadores do elenco – o último o lateral direito Matheus Damasceno, que acabou transferido para o CRB-AL, à diretoria celeste anunciou nesta segunda-feira (7) mais dois reforços para temporada vindoura. O primeiro deles é o lateral direito Linderman e o segundo o atacante João Douglas. Os dois atletas serão apresentando oficialmente nesta quarta-feira (9).

Cria do Vasco da Gama-RJ, o lateral de 23 anos, o atleta subiu os diversos degraus até chegar ao Sub-23, para posteriormente atuar na categoria profissional pelo Araguaia-MT, segundo informou a assessoria do clube acreano.

O segundo reforço, o atacante João Douglas, 24 anos, com passagens por Nacional-AM, Inter de Lages-SC, Artsul-RJ, Gama-DF, Gurupi-TO e América-RJ, terá missão de substituir jogadores como Rafagol, Eduardo e Neto.

O clube celeste ainda está no mercado e pode anuncia durante a semana a contratação de mais dois reforços (zagueiro e um atacante), segundo informou o gestor de futebol do Galo Carijó, Geison Morais.

O Atlético Acreano tem estreia programada contra o São Francisco, dia 24 de janeiro, às 18h, na Arena da Floresta, pela primeira rodada do Campeonato Acreano/2019.

Galo perde Rafael Barros para o Blooming

O desmanche do Galo Carijó continua e nesta quinta-feira (3) o clube anunciou a venda do atacante Rafael Barros, 27 anos, peça chave do time celeste nas últimas três temporadas, para o Blooming, da Bolívia. Os valores das negociações não foram revelados pela diretoria atleticana.

Rafael era um dos poucos jogadores da temporada passada que ainda tinha contrato vigente com o clube acreano, assim com o time boliviano tendo que arcar com parte da multa rescisória, conforme explicou Geison Morais, gerente de futebol do clube.

Na última temporada, após a Série C, o atacante Rafael Barros chegou a ser emprestado ao Vila Novo-GO, mas o atacante quase não foi aproveitado durante à disputa da Série B do Brasileiro.

Muito trabalho

Com mais uma baixa no elenco celeste, nove deles jogadores considerados titulares, a diretoria celeste e a sua comissão técnica trabalham para montar um time competitivo capaz de brigar pelo título estadual e também pelo tão sonhado acesso à Série B.

Álvaro Miguéis retoma os trabalhos no Galo

O Galo Carijó entrou na segunda semana de treinamento com uma novidade. O técnico celeste Álvaro Miguéis, após participar de um curso na cidade do Rio de Janeiro, oferecido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), retomou as atividades no clube.

Com poucas palavras, o técnico Álvaro Miguéis explicou que o curso na CBF serviu de grande aprendizado para a sua carreira. “Foi um curso muito bom e conteúdos bem interessantes”, analisou o treinador.

Aposta

Com um elenco bastante modificado em relação às competições disputadas neste ano, o Galo Carijó, ao menos, contará com o retorno de alguns jogadores na próxima temporada, entre eles, o goleiro Miller e o meia-atacante Careca. O zagueiro João Carlos, após um ano fora de clube, também acertou seu retorno.

Na busca de reconquistar a hegemonia do futebol local, o Galo Carijó para a próxima temporada poderá contar com o reforço do meia Diogo, ex-Sergipe. O atleta tem vínculo com o Atlético Acreano desde início do segundo semestre deste ano, mas sua documentação não foi regularizada a tempo para reforçar o clube acreano na disputa da Série C. O atleta será uma das apostas do técnico Álvaro Miguéis, após a saída de vários jogadores importantes do clube.

Com investimentos mais curto em relação à última temporada, a diretoria e a comissão técnica celeste resolveram promover vários jogadores da base ao time principal. O zagueiro Amaral e o atacante Jô são dois desses exemplos.

Sem nenhum amistoso programado para esse início de pré-temporada, a estreia do Galo Carijó na disputa do Campeonato Acreano está programada para o próximo dia 24 de janeiro, às 18h, no estádio Arena da Floresta, contra o São Francisco.

ELENCO

Goleiros

Miller

Babau

Laterais

Arthur Portella Matheus

Weverton

Januário

Zagueiros

João Carlos

Diego

Amaral

Douglas

Meio-Campo

Diogo

Felipe

Leandro

Gabriel

Tragodara

Marquinhos

Careca

Atacantes

João Falque

Galo terá viagens cansativas na Série C

Time acreano terá nove jogos fora de casa; Três deles no RS

O que era especulação virou realidade. O Atlético Acreano está inserido no grupo B da Série C do Brasileirão 2019. O Galo Carijó está na mesma chave de outros dois nortistas: Paysandu e Clube do Remo. Os demais representantes pertencem às regiões Centro-Oeste (1), Sudeste (3) e Sul (3).

O anuncio da divisão dos grupos da Série C ocorreu durante reunião realizada na última sexta-feira (14) na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Com a definição dos grupos do torneio, a grande preocupação dos dirigentes dos clubes nortistas será com o desgaste físico das viagens, muitas delas indo do Oiapoque ao Chuí. No entanto, a decisão da maior entidade do futebol brasileiro é justificada pela logística e deslocamento dos clubes do Norte do país.

GRUPO A – ABC-RN Botafogo-PB Confiança-SE Ferroviário-CE Globo-RN Imperatriz-MA Náutico-PE Sampaio Corrêa-MA Santa Cruz-PE Treze-PB

GRUPO B – Atlético Acreano Boa Esporte-MG Juventude-RS Luverdense-MT Paysandu-PA Remo-PA São José-RS Tombense-MG Volta Redonda-RJ Ypiranga-RS

Comissão técnica e dirigentes analisam o grupo

O presidente celeste Elison Azevedo deixou claro que as viagens será novamente um fator desgastante para o clube acreano na competição. “As viagens e as distâncias continuarão sendo um fator de alto desgaste, isso pelas longas distâncias geográficas que envolvem escalas de voo e depois muitas horas de ônibus até o seu destino final. Porém, dentro de campo a competição terá muito equilíbrio”, analisa o dirigente.

O gestor de futebol celeste Geison Morais explica que não será apenas a distância geográfica que preocupa, mas também o fator climático. “As viagens serão bem desgastantes, todavia essa é a nossa realidade. E, além disso, teremos pela frente nove gigantes para se preocupar e alguns jogos serão disputados com temperaturas fora da nossa realidade”, diz o dirigente.

O técnico Álvaro Miguéis deixa claro que o problema de distância geográfica não muda muito em relação à ocorrida neste ano. No entanto, o treinador está mesmo é preocupado com a competitividade do torneio. “É um campeonato muito difícil. A Série C está cada vez mais competitiva”, frisa o treinador celeste.

O analista de jogos do Galo Carijó, Ivan Mazzuia, argumenta que em termos de análise de adversários será necessário dar tempo ao tempo, pois alguns clubes passarão por modificações, principalmente após a disputa dos estaduais e, assim, fica difícil qualquer tipo de previsão neste momento.

Atlético-AC renova contrato de 14 jogadores para temporada

A diretoria do Atlético Acreano, após a perda de boa parte do elenco (12 jogadores) que disputaram o acesso a Série B do Campeonato Brasileiro, confirmou nesta quarta-feira (28), através do site oficial, o acordo de renovação de contrato com 14 atletas que defenderam a equipe na temporada. O clube também confirmou ainda o retorno do zagueiro João Carlos, 24 anos, ex-Ipatinga-MG. O meia Careca, após voltar de empréstimo do Cruzeiro, e o atacante Rafael Barros, ambos com contrato vigente com o clube celeste, estão cotados para seguir no clube.

Com a pré-temporada agenda para iniciar dia 10 de dezembro, a diretoria celeste continua no mercado na busca de reforças ainda mais a equipe visando à disputa do Campeonato Acreano e Série C do Brasileirão.

A estreia do Galo Carijó na próxima temporada será contra o São Francisco, pela primeira rodada do estadual, dia 20 de janeiro.

CONFIRA A LISTA

Goleiro: Babau

Laterais: Matheus, Weverton e Alfredo

Zagueiros: Diego, Amaral e Douglas

Volantes/meias: Leandro, Gabriel, Felipe, Tragodara, Diogo e Marquinhos

Atacante: Jô

Atlético-AC vai à Justiça e não descarta acionar Fifa para receber por empréstimo ao Cruzeiro

Diretor financeiro do Galo Carijó diz que não dá mais para esperar sobre caso do meia Careca, após diretoria mineira se negar a quitar valor. “Até as últimas consequências”, garante

Cansados de esperar pela disposição da diretoria do Cruzeiro para receber o valor acertado pelo empréstimo do meia-atacante Careca, que ficou no clube mineiro entre agosto de 2017 e agosto deste ano, a direção do Atlético-AC decidiu esta semana que “vai até as últimas consequências” para que o clube mineiro cumpra sua parte do acordo.

Nesta quarta-feira (14), o diretor financeiro do Galo Carijó, Geison Morais, disse ao GloboEsporte.com que, após mais uma negativa da direção da Raposa em quitar o débito, não dá mais para esperar e o caminho será acionar a Justiça para que o caso seja solucionado. O clube acreano chegou a reduzir o valor acertado inicialmente em 50%, parcelado em três vezes, mas não houve posicionamento positivo do Cruzeiro.

– A gente vinha negociando com eles, tentando, fez uma proposta de 50% do valor parcelado em três vezes, e os caras não aceitaram ainda. O empréstimo era por um ano, inclusive, até abrimos mão dele jogar a semifinal da Série D (2017), para eles pagarem o valor do empréstimo até 28 de fevereiro de 2018. Quando chegou em fevereiro eles começaram a enrolar a gente e não pagaram nem um real. Em dezembro de 2017 houve uma troca de presidente no Cruzeiro e o presidente novo disse que não ia pagar, mas não negociamos com o presidente (antigo), e sim com o Cruzeiro – explica.

Em março deste ano, o Atlético-AC chegou a se manifestar publicamente cobrando o empréstimo do jogador e o Cruzeiro, através da assessoria de imprensa, informou que a nova diretoria da Raposa havia contratado uma empresa de auditoria para analisar as bases do contrato firmado com o clube acreano e com o atleta. A direção mineira estaria, naquele momento, aguardando o resultado da auditoria para determinar que ação será realizada. De acordo com Geison Morais, nada mudou na situação desde então.

– Não pagaram nada, só enrolaram a gente. Estamos negociando com eles faz um tempão e eles estão ganhando tempo. Mas a gente vai entrar na Justiça agora, na Câmara Nacional de Resolução de Disputas da CBF, e na Justiça Comum – diz o dirigente da equipe celeste do Acre.

Ele lamenta a situação, lembrando que o Cruzeiro recebeu uma quantia considerável de dinheiro com a conquista do bicampeonato da Copa do Brasil, no último mês de outubro.

– Um time que recebeu R$ 80 milhões da Copa do Brasil agora (na verdade foram R$ 62 milhões ao todo), do tamanho do Cruzeiro, passando o Atlético-AC pra trás. Vamos através da Câmara e, se for necessário, a gente resolveu que vai até as últimas consequências. Não dá pra esperar mais não. É um clube muito grande e uma situação muito pequena pra eles. Esse recurso é prato de comida pra jogador. A gente paga salário com esses recursos que recebemos, não temos uma fonte de recursos. Os patrocínios são mínimos. A maior moeda que a gente tinha no ano passado, não jogou a semifinal do Brasileiro porque confiamos no Cruzeiro. O jogador foi prejudicado e o clube (Atlético-AC) foi prejudicado porque não recebeu nada – destaca Geison Morais, citando o prejuízo ao atleta pela falta de oportunidades para atuar no período em que esteve em Minas Gerais.

careca web

O Atlético-AC deve encaminhar os documentos relacionados ao caso na próxima semana para a Câmara Nacional de Resolução de Disputas da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O clube mineiro decidiu não se manifestar sobre o assunto.

“O 1º turno já passou, agora é pensar no 2º”, diz autora do gol na final do feminino

Atacante do Atlético-AC, Thaila, de 20 anos, fez o único gol da partida na vitória do Galo sobre Assermurb, na final do primeiro turno do Campeonato Acreano Feminino

A final do primeiro turno do Campeonato Acreano de Futebol Feminino se encaminhava para um empate entre Atlético-AC e Assermurb. Com um jogo bastante truncado e disputado no meio de campo, com poucas atuações pelos flancos, o Galo foi quem ofereceu mais perigo.

Até que na metade do segundo tempo, em bate-rebate na área, a bola sobrou limpa para a camisa dez Thaila, que já tinha perdido duas boas oportunidades, mandar pro fundo das redes.

– Foi um jogo muito difícil, saberíamos que seria duro. Eu estava chateada por ter perdido duas boas chances, mas na hora que a bola sobrou, eu sabia que deus iria me abençoar e sabia que era a minha hora. Eu nunca duvidei do lance e já sabia que iria fazer o gol. O primeiro turno já acabou, vencemos, agora é pensar no segundo turno, continuar trabalhando e vir forte para tentar o título direto – disse a meia.

O Atlético-AC volta a campo no próximo sábado (17) contra o Joia de Cristo, na abertura do returno da competição, as 15h15 no Florestão.

Galo passa pela Assermurb e fica com o 1º Turno do Feminino

Com um gol da celeste atacante Tayla anotado na etapa complementar de jogo diante da Assermurb, o Galo Carijó não somente venceu o duelo, mas também o título de campeã do primeiro turno do Campeonato Acreano de Futebol Feminino. O duelo ocorreu na noite desta quarta-feira (14), no estádio Arena da Floresta.

Returno

No próximo sábado, às 15h, no estádio Florestão, as equipes do Atlético Acreano e Jóia de Cristo abrem o returno. O time sindical da Assermurb folga na primeira rodada.

Jogo

Atlético Acreano e Assermurb realizaram um primeiro tempo muito igual e com algumas chances de gols desperdiçadas para ambos os lados, principalmente em favor do time celeste, através das investidas da atacante Tayla.

No retorno das duas equipes ao gramado após intervalo de partida, a goleira Ana Paula, da Assermurb, que fez ótimas defesas na primeira parte do jogo, sentiu um problema clínico e não retornou ao gramado.

Gol

No segundo tempo, o Galo pressionou e conseguiu abrir o placar aos 19 minutos, após a zaga da Assermurb estourar a bola nas pernas da atacante celeste Tayla, a redondinha beijou a rede.

Necessitando da virada para ficar com o turno em disputa, a Assermurb teve a grande chance do empate antes dos 30 minutos, mas a goleiro Crica salvou o time celeste.

Nos dez minutos finais, a Assermurb viu as chances da virada ficar ainda mais longe, após a expulsão da jogadora Casandra por indisciplina.

Atlético-AC conquista 1º turno do Acreano de Futsal Feminino com vitória nos pênaltis

O Atlético-AC é o campeão do primeiro turno do Campeonato Acreano de Futsal Feminino. O Galo Carijó conquistou o título da primeira metade do estadual ao superar o Atlético Brasileense nos pênaltis, por 3 a 1, na decisão disputada na noite deste sábado (27), na cidade de Brasileia, após empate por 4 a 4 no tempo normal e na prorrogação.

Com a vitória, o time da capital do Acre se garante como primeiro finalista do estadual. Se vencer também o segundo turno será declarado campeão da temporada 2018. A campanha celeste até o título deste sábado foi de seis vitórias, um empate e uma derrota, 45 gols marcados e 14 gols sofridos.

Por chegarem à decisão, tanto Atlético-AC como Atlético Brasileense estão garantidos na disputa da Liga Norte de Futsal Feminino desta temporada. A competição está prevista para o mês de dezembro, em Porto Velho, capital de Rondônia.

O Campeonato Acreano de Futsal Feminino tem sequência no segundo turno na terça-feira (30). São dois jogos marcados para o ginásio Álvaro Dantas, em Rio Branco. Às 19h, pelo grupo A, o SRT enfrenta o Veneza A. Logo depois, às 20h20, o Atlético-AC encara o Rio Branco, pelo grupo B.

Galvez negocia com ex-atacante do Galo acreano

Imperador já tem uma lista com quase 10 reforços

O mercado da bola visando à disputa da próxima temporada começa a esquentar nos bastidores do futebol acreano. O Galo Carijó, após a disputa da Série C, perdeu o vínculo empregatício com a maioria de seus jogadores, mas trabalha na busca de montar um elenco competitivo. O goleiro Miller pode ser a primeira contratação anunciada. O arqueiro fez parte da equipe que conseguiu na temporada passada o acesso a Série C.

Não diferente do Galo Carijó, o Galvez também está segue no mercado e pode anunciar a contratação do atacante Rafael Tanque, 26 anos. O atleta vestiu a camisa do Atlético Acreano nesta temporada e, apesar de pouco aproveitado pelo técnico celeste Álvaro Miguéis, mostrou inteligência e oportunismo quando esteve em campo, assim despertando interesse do Imperador.

A contratação do jogador de origem paraense é um pedido do técnico Zé Marco. O treinador explicou que precisa de um homem de referência no ataque, pois nesta temporada, o atacante Tonho Cabaña após uma sequência boa de jogos sentiu muitas dores nos joelhos e panturrilhas, assim necessitando de um tempo para se recuperar e fazendo com que o técnico Zé Marco viesse a improvisar um falso 9, ora com Daniego, ora com Adriano.

Lista

Outra preocupação da diretoria do Imperador está no setor defensivo. O clube trabalha na aquisição de um zagueiro. O técnico Zé Marco não cansa de explicar que o clube trabalha com cautela para não cometer erros na montagem do grupo. Os jogadores Daniego (meia/atacante), Renato (volante), Ciel (meia, craque e artilheiro do Campeonato Acreano 2018), Kinho (volante), Jô (zagueiro), Alemão (atacante), Digão (atacante) e Kaisson (zagueiro) são alguns dos atletas já acertados com o clube.

A respeito da renovação de contrato do goleiro Máximo, que foi titular nas últimas três temporadas, o técnico Zé Marco não descarta, mas outros nomes para a posição estão na lista do treinador.

Com quatro competições no calendário de 2019, três competições nacionais (Copa Verde, Copa do Brasil e Série D) e a disputa do estadual, a ideia do técnico imperialista é iniciar a pré-temporada ainda no mês de dezembro. “Esperando as datas oficiais aparecerem. A ideia é 45 dias antes da primeira competição da temporada”, explicou o treinador para o globoesporte.com.

Nos pênaltis, Rio Branco bate o Atlético pelo sub-15

Galo vira o placar, mas cede o empate e perde nas penalidades

Sob temperatura ambiente elevada duas partidas deram prosseguimento na tarde desta quarta-feira (12) a disputa da primeira rodada do Campeonato Acreano Sub-15. No primeiro jogo, o Caladinho estreou com o pé direito e, na sequência, o Rio Branco, após empate no tempo normal, derrotou o arquirrival Rio Branco nas cobranças de penalidades.

Na estreia das equipes do grupo “D”, Caladinho e Escolinha do Português fizeram um jogo de cinco gols e cheio de alternativas no placar, mas com vitória do primeiro por 3 a 2.

No jogo de fundo, o clássico envolvendo as equipes do Rio Branco e Atlético Acreano, válido pelo grupo “C”, esquentou ainda mais à tarde calorosa nas dependências do estádio Florestão.

No primeiro tempo, o Galo Carijó começou apertando o alvirrubro, mas num contragolpe, o atacante Cauã ganhou na velocidade da zaga celeste e tocou a bola na saída do goleiro, assim abrindo o marcador.

No entanto, o Galo Carijó manteve a calma e, aos poucos, voltou a envolver o Rio Branco. O empate saiu era questão de tempo e veio num chutaço, sem ângulo, do jogador Bruno. Minutos depois, a equipe celeste virou o marcador numa finalização de Igor.

Empate

Após o intervalo, as duas equipes fizeram um início de jogo morno, mas aos poucos, foram criando boas oportunidades de gols, tanto que numa bola parada o Rio Branco igualou o marcador, através do oportunista Gustavo.

O empate deixou o jogo ainda mais aberto com as duas equipes criando chances clara de gols, mas na melhor delas o meia celeste Peteca, após se livrar do goleiro estrelado, acabou na conclusão travado pela zaga alvirrubra.

Nas cobranças de penalidades, o Rio Branco mostrou mais competência e venceu por 2 a 1.

Regulamento

Conforme o regulamento, as equipes participantes, um total de 18, foram divididas em seis grupos de três equipes cada, onde o primeiro colocado de cada chave, ao fim da primeira fase, avança na competição. Os dois melhores segundos colocados no geral também avançam.

Galo e Estrelão duelam hoje pelo Sub-15

A primeira rodada do Campeonato Acreano Sub-15 prossegue na tarde desta quarta-feira (12) com dois jogos no estádio Florestão. O destaque fica por conta do clássico entre Atlético Acreano e Rio Branco, às 16h, pelo grupo “C”. Os dois clubes durante as últimas temporadas têm apresentado jogos “apimentados” não somente no profissional, mas também nas categorias de base.

Na partida preliminar da tarde desta quarta-feira, às 14h30, o Caladinho terá pela frente a Escolinha do Português, em jogo válido pelo grupo “D”.

Campeonato Acreano Sub-15 começou no último domingo (9) com 12 gols em dois jogos ocorridos no estádio Florestão. No primeiro duelo, em jogo válido grupo A, as equipes do Vasco da Gama e Plenitude fizeram um jogo de muitos gols, um total de sete, com vitória da equipe amadora por 4 a 3. Na partida de fundo, o Figueirense não encontro dificuldades para superar facilmente o time do Menino de Ouro pelo placar de 5 a 0,em partida disputada pelo grupo B.

Regulamento

Conforme o regulamento, as equipes participantes, um total de 18, foram divididas em seis grupos de três equipes cada, onde o primeiro colocado de cada chave, ao fim da primeira fase, avança na competição. Os dois melhores segundos colocados no geral também avançam.

Último campeão

Invicto e com cinco vitórias, o Galvez conquistou o título do ano passado. O Imperador ainda registrou o melhor ataque e defesa da competição, com 23 gols pró e um contra. No geral, o torneio registrou 108 gols em 25 partidas, média de 4,32 por jogo. Com nove gols na temporada, o atacante João Victor, do Galvez, fechou a competição na artilharia.