Empresários são apresentados a plano de governo de Bolsonaro

Diretores da FIEAC e representantes do setor produtivo recebem equipe de campanha do candidato da oposição à Presidência da República

Em busca de apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro, a equipe local da campanha do candidato esteve reunida na Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC), na noite da última segunda-feira, 22 de outubro, com representantes do setor produtivo e diretoria da instituição. Liderado pelo Cel. Ulysses, candidato ao governo do Estado pelo PSL, o grupo apresentou o plano de governo do militar e solicitou adesão do setor nesta reta final do segundo turno das eleições.

“Hoje estamos aqui para pedir apoio das pessoas que querem uma mudança no nosso país. A campanha do segundo turno é ainda mais difícil que a de primeiro turno, e o programa de Bolsonaro defende a ética, a moralidade, a pátria e os bons costumes. Nosso partido abriu mão, inclusive, do fundo partidário de financiamento de campanha, o que mostra uma lisura de pessoas que querem uma política diferente”, defendeu Ulysses.

Representando a classe empresarial, o presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (Acisa/AC), Celestino Bento de Oliveira, afirmou que o grande problema dos candidatos é a falta de visão de que o setor produtivo é a força motriz da economia. “Deixa o empresário trabalhar. O país anda no automático, não precisa de muita coisa. Basta fazer o que é certo. Setor privado forte é sinônimo de setor público forte, e, infelizmente, eles não enxergam isso”, concluiu. “O governo precisa cumprir o seu papel e deixar a iniciativa privada cumprir com o dela, que é o de gerar riquezas e o emprego de que o cidadão precisa”, endossou José Adriano, presidente da FIEAC.

Encerrando o encontro, Ulysses agradeceu a disposição da classe empresarial do Estado para ouvir as propostas e se colocou à disposição para auxiliar no que fosse necessário em relação à segurança. “A nossa vida depende praticamente toda da política. Cada canetada de nossos governantes afeta diretamente a nossa vida e até gerações. Precisamos ter muito cuidado com as nossas escolhas. Por isso, convidamos todos que estão aqui a fazer parte da política”, finalizou.

reuniao equipe bolsonaro1

Projeto Sesc Dramaturgia terá primeira etapa com apresentação de oficina

O Serviço Social do Comercio no Acre (Sesc/AC) realiza a primeira etapa em 2018 do projeto Dramaturgias “Oficina Negro Olhar”, com Tatiana Tiburcio e Fábio Simões. A oficina acontece de 04 a 08 de junho, no horário das 18h às 22h, na sala de dança do Sesc Centro. As inscrições são abertas e as vagas, limitadas.

Idealizado pelo Departamento Nacional do Sesc, o projeto visa estimular a prática da leitura de textos teatrais, sejam eles inéditos ou consagrados pela dramaturgia nacional e mundial. A iniciativa objetiva instrumentalizar e chamar a atenção de diretores e atores para as potencialidades cênicas de uma determinada obra.

A proposta da atividade é estimular a criação da leitura dramática de peças infanto-juvenis, partindo do contato com a dramaturgia e da exploração das qualidades do corpo e da voz através da manipulação de objetos.

A Oficina

A oficina Negro Olhar propõe um caminho para entender como as referências de matriz africana interferem, permeiam, influenciam e auxiliam na construção de um corpo em cena, a partir da visão do mundo Bantu – maior tronco linguístico do continente africano e responsável por grande parte das referências de matriz africana no Brasil.

A atriz e coreógrafa Tatiana Tiburcio alia o conhecimento ancestral às referencias multiculturais e técnicas do grupo Amok Teatro, onde trabalha como atriz e atualmente também como coreógrafa do espetáculo Salina – A Última Vértebra.

O objetivo principal desta oficina é proporcionar uma experiência teatral nova, construída a partir de referências pouco ou não trabalhadas na formação artística, usando da dança de matriz africana e a dança dos orixás como ferramentas para trabalhar a expressão corporal. A oficina conta também com as participações de Fábio Simões e Flávia Souza.

Oficineiros

Tatiana Tiburcio é formada em Artes Cênicas pela Escola de Teatro Martins Pena e em História da Arte pela UERJ. Integrou Cia dos Comuns e atualmente integra o Amok Teatro. É idealizadora e coordenadora do projeto Negro Olhar – Ciclo de leituras dramatizadas com autores e artistas negros, pesquisadora e assistente de produção do programa O bagulho é doido.

Fábio Simões Soares é músico do Amok Teatro, diretor musical do espetáculo Salina – A Última Vértebra; lutier de instrumentos africanos, pesquisador de ritmos africanos e afrobrasileiros e escritor.

Socorro Neri apresenta plano de trabalho para Transacreana

A prefeita Socorro Neri se reuniu nesta quarta-feira, 09, com representantes de produtores da Estrada Transacreana para apresentar o plano de trabalho de 2018  para aquela região. A agenda reuniu 16 líderes de diferentes comunidades como Água Preta, Oriente, Espalha, Antimary e Barro Alto. O diretor-presidente do Deracre, André Mansour, o secretário de Agricultura e Floresta, Jorge Fadell, o secretário da Casa Civil, Márcio Oliveira, e o secretário de Articulação Comunitária, Ailton Castro, também participaram.

Em sua fala, Socorro Neri apresentou um resumo do trabalho realizado nos últimos três anos e destacou a importância da ação em parceria. Em 2016, a Prefeitura executou melhorias em 430 quilômetros de ramal no Cinturão Verde e 51 quilômetros na Transacreana. Em 2017, os serviços de manutenção e melhoria alcançaram 557 quilômetros do Cinturão Verde e 35 KM de ramal na Transacreana. “Temos um orçamento que não cresceu em relação ao orçamento do ano passado.  No âmbito de Rio Branco, o programa de melhoria de ramais é executado com recursos próprios. Com apoio do Deracre e Incra, conseguimos ir mais longe. O serviço foi além do Cinturão Verde, que é de responsabilidade da Prefeitura. Vamos nos empenhar em buscar condições para fazer ainda mais”, disse Neri.

De acordo com o planejamento de 2018, a Prefeitura pretende alcançar 135 quilômetros de ramal. O diretor-presidente do Deracre informou sobre a alocação de recursos da ordem R$94 milhões para investimentos em infraestrutura e melhorias de ramais, o que permitiria a execução de obras de melhorias em 80% dos ramais da Transacreana. O projeto foi encaminhado à Caixa Econômica Federal e aguarda agora a liberação do recurso.

Considerando a possiblidade de não liberação de recursos até o fim do verão, os produtores apresentaram uma contraproposta. Para a comunidade, a solução ideal seria que os órgãos municipais se unissem para uma ação mais imediata. “O Deracre nos disponibilizaria quatro patrulhas, o Incra entraria com o combustível e, com o apoio da Prefeitura, nossa meta é alcançar 600 quilômetros de ramal”, ressaltou o presidente da Associação de trabalhadores da Transacreana, Raimundo Souza Silva.

A proposta será avaliada e a decisão comunicada aos produtores em nova reunião marcada para o próximo dia 18.

Humorista Aluísio Júnior se apresenta na capital, hoje

A empresa Ação Eventos traz, para Rio Branco, o humorista Aluísio Júnior para se apresentar na capital, hoje, 10, às 20h, no Teatro Plácido de Castro (Teatrão). O artista faz parte do elenco do Beira Mar Grill e Piadaria Comedy Club, casas de grande destaque em Fortaleza (CE).

Aluísio atua mais de 40 personagens, conta piadas, causos cotidianos e ainda faz stand up comedy. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria, a partir de 19h, no valor de R$ 60, inteira e R$ 30, meia entrada.

Para o empresário Alex Dantas é muito importante promover esses eventos, movimentar um pouco a cultura do humor na cidade, com uma equipe e organização empenhada, a alegria vai ser garantida.

O evento conta com o apoio cultural do restaurante Fogão Mineiro e da ISAO Consultoria Organizacional.