Sessão extraordinária da CMBA aprova a criação do mototáxi em Boca do Acre

A Câmara Municipal de Boca do Acre, que está em recesso parlamentar, realizou na tarde de ontem, terça-feira (26), uma sessão extraordinária, para a votação e aprovação da lei de criação de mais uma opção para o transporte público local: os mototaxistas. Todos os vereadores presentes à reunião, inclusive o vereador Roderick Costa, que acompanhou o pleito via online, votaram favoravelmente à criação da categoria.

O fato inegavelmente desagradou os taxistas, que há mais de dez anos estavam soberanos no transporte público de Boca do Acre, depois do abandono da empresa que tinha a concessão para ônibus.

Voltando aos fatos, com a aprovação da lei de criação do mototáxi, 50 profissionais que fazem parte da cooperativa, irão começar a trabalhar em até 30 dias, pois agora aguardam a sansão da lei, que foi encaminhada ao prefeito Zeca Cruz.

Segundo informações de um dos mototaxistas, senhor Virgílio, o preço da passagem ainda não está definido. Ainda de acordo com ele, haverá três valores: um para quem deseja o serviço somente no Platô do Piquiá, outro para os passageiros que desejarem o transporte somente dentro dos limites da cidade baixa e, por fim, o maior valor, que será cobrado para quem solicitar uma viagem da parte baixa à parte alta de Boca do Acre.

Virgílio falou sobre a novidade que foi aprovada na sessão, que foi a vitaliciedade da concessão. Ou seja, a placa do mototaxista, é intransferível para outra pessoa, em caso de morte, uma vez que a concessão fica para a família.

O Tenente Bruno Almeida, que estava presente ao evento, juntamente com uma parte da corporação, aproveitou a oportunidade para orientar os mototaxistas em relação ao respeito no trânsito, e os cuidados com os passageiros.