Senador Jorge Viana lamenta destruição de patrimônio histórico brasileiro

O senador Jorge Viana lamentou a tragédia que destruiu um dos principais acervos da história do Brasil: o incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro na noite do último domingo. Em suas redes sociais, o parlamentar destacou que considera os investimentos em ciência e em cultura essenciais para o fortalecimento do país e ressaltou que, no Senado, lutou contra a extinção do Ministério da Cultura.

“Foi um crime, uma tragédia anunciada. Há tempos vinha sendo denunciado o descaso com o Museu Nacional, que é o mais antigo museu do nosso país. Lutei contra a extinção do Ministério da Cultura pelo governo Temer porque entendo que os investimentos nesse setor são fundamentais para a construção da identidade do povo brasileiro”, afirmou.

Jorge Viana fez questão de lembrar que, quando governador, investiu na construção e revitalização de espaços de memória, como a Tentamen, o Museu da Borracha, a construção do Memorial dos Autonomistas, além de museus em todas as regionais do estado.

“Entendo que resgatar e preservar o nosso passado é uma forma de fortalecer a nossa identidade e autoestima como cidadãos. O passado nos aponta os caminhos para o futuro”.

O Museu Nacional é reconhecido internacionalmente como núcleo de excelência em pesquisa. No Senado, Jorge Viana é um defensor de mais recursos e investimentos para esse setor, que ele considera estratégico para a economia do país.

“Quando a economia vai mal, os governos precisam investir em tecnologia, em inovação, em pesquisa e conhecimento. Infelizmente não é o que vem acontecendo no Brasil. Como relator do Novo Marco de Ciência e Tecnologia do país, trabalhei para fortalecer esse setor que vem sofrendo com constantes cortes no orçamento do governo federal. Que essa tragédia sirva de lição para que os investimentos voltem a ser feitos pelo governo”, alertou.