Segurança Pública aponta redução de 32% no número de roubos

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) divulgou, nesta terça-feira (21), o relatório estatístico referente ao crimes contra o patrimônio, inclui registros de roubo e extorsão. O levantamento aponta que o Acre teve redução de 32% no índice de crimes contra o patrimônio no período avaliado.

Os dados se referem aos primeiros 80 dias de 2017, comparados ao mesmo período do ano passado.

A queda foi verificada não só no Baixo Acre – região onde está situada a capital – como também nas regiões do Alto Acre, Purus, Tarauacá/Envira e Vale do Juruá.

“A elucidação de crimes de roubo e extorsão, acompanhada da prisão de criminosos e operações sistemáticas, realizadas conjuntamente entre as forças de segurança, aliada aos vigorosos investimentos na área feitos pelo governo do Acre, são fatores que influenciaram para atingir esse resultado”, observou o secretário, Emylson Farias.

O comandante-geral da Polícia Militar do Acre (PMAC), coronel Julio César, enalteceu que, além da presença ostensiva dos militares nas ruas, a integração entre as forças de segurança pública foi fundamental para alcançar esses dados.

“A Polícia tem trabalhado bem, temos várias ações nas ruas e também ações conjuntas com a Polícia Civil. Com uma rede cada vez mais firme e articulada pela segurança pública, estamos avançando na repressão qualificada e na prevenção. Isso sem falar nos reforços que vamos ganhar com os concursos em andamento”, afirmou.

Diagnóstico criminal

Segundo a Diretoria de Planejamento Estratégico da Segurança Pública, a Análise Criminal elaborada pela Sesp leva em conta o total do número de vítimas, e não apenas o número de ocorrências. O trabalho estatístico é apurado por policiais civis e militares qualificados, com formação nas áreas de Administração, Gestão Pública e Estatística.