Brasil, Peru e Bolívia combatem à violência contra a mulher

Em parceria com o consulado boliviano, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) realizou na quarta-feira (27) o Encontro Trinacional Mulheres e Dignidade, no município de Brasileia.

O coronel Cleudo Maciel destaca as políticas públicas de segurança para as mulheres que são prioritárias para a Sejusp. “A secretaria de Segurança trabalha incansavelmente com o Sistema Integrado de Segurança Pública do Acre (Sisp) para garantir proteção e redução dos índices de violência contra à mulher”.

Representante da Sejusp durante o evento, coronel Cleudo Maciel. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

O encontro rendeu uma sessão de tratativas com autoridades brasileiras, peruanas e bolivianas sobre ações conjuntas para assegurar a dignidade e a segurança das mulheres, como a análise dos desafios e soluções implementadas no Peru e na Bolívia – com ênfase na colaboração internacional como ferramenta de fortalecimento das políticas públicas – e a discussão de ações da Polícia Militar (PM) na prevenção e combate ao crime de feminicídio, no treinamento especializado e no atendimento humanizado às vítimas.

Secretaria de Segurança realiza Encontro Trinacional. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

O chefe da Polícia Regional de Madre de Dios (Peru), general Javier Edward Infante, destaca a importância do papel da mulher na sociedade.

“Elas são pessoas importantes que formam outros seres humanos. Precisamos criar melhores seres humanos para que sejam mais justos em um futuro próximo, mais transparentes. Para sermos modelo, temos que dar melhores exemplos para uma sociedade mais justa. Antes de autoridade, precisamos ser seres humanos”.

O comandante de polícia do Departamento de Pando (Bolívia), coronel Hernán Romero,  diz que a violência de gênero é um tema que ficou invisível por décadas e que chegou a hora de construir alternativas. “A Bolívia e o Peru estão demandando políticas públicas e estratégias para investigar, erradicar e sancionar os crimes contra as mulheres. Todos temos os mesmos direitos de voz e de espaços na sociedade”, destaca.

Comandante da Polícia do Departamento de Pando, na Bolívia, coronel Hernán Romero. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

A Polícia Civil apresentou as estratégias de apoio às vítimas de violência, como procedimentos de denúncia, investigação e acompanhamento das vítimas. A cooperação entre países para aperfeiçoar a segurança e garantir a dignidade das mulheres entrou na pauta, a partir do compartilhamento de práticas e políticas eficazes adotadas pelo Peru.

Diretora operacional da Polícia Militar do Acre, coronel Marta Renata. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

“Durante todo o mês de março a PMAC [Polícia Militar do Acre] estará realizando ações para prevenir e combater a violência contra a mulher em razão do gênero. São palestras, panfletagens, rodas de conversas, por meio da Patrulha Maria da Penha. A operação conta com o encontro trinacional, aqui em Brasileia, com o objetivo de discutir e alinhar o atendimento à mulher vítima de violência na região de fronteira, além de discutir os melhores encaminhamentos das demandas que envolvem essas mulheres”, destacou a diretora operacional da PMAC, coronel Marta Renata Freitas.

Comandante da Patrulha Maria da Penha, capitã Priscila Siqueira. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

O evento marcou o encerramento das ações da Operação Átria, que aconteceram durante todo mês de março.

“É um evento de extrema importância porque reúne autoridades peruanas, bolivianas e brasileiras para tratar de um tema tão relevante, que é o enfrentamento à violência de gênero, à violência contra a mulher. Sabemos que é uma região de fluxo constante de mulheres de diferentes nacionalidades. Então, é necessário estabelecer protocolos de atendimento, de humanização, independente da nacionalidade, atender bem, também trocar experiências positivas, o que está sendo feito em cada país, que pode ser replicado. Pudemos conhecer as autoridades policiais peruanas e bolivianas, e desde ontem estamos em Brasileia com as ações da Operação Átria, fazendo palestras nas escolas, panfletagens nas áreas comerciais, nos aproximando aí do fim dessa operação, que ocorre dia 29 agora”, disse a comandante da Patrulha Maria da Penha, capitã Priscila Siqueira.

 





The post Secretaria de Segurança realiza Encontro Trinacional Mulheres e Dignidade em parceria com o consulado boliviano appeared first on Noticias do Acre.