Reflexão

O governador Gladson Cameli (Progressistas), desde quando venceu as eleições, vem falando sobre as dificuldades financeiras do Estado. Assumiu com o mesmo discurso e, agora, já com mais de um mês de gestão, continua falando a mesma coisa. Mas ele não abriu mão de criar duas novas secretarias e nomear, até agora, cinco assessores especiais com salário acima de R$ 19 mil, entre eles, uma pessoa com o mesmo sobrenome do governador.

No ralo

O cargo de assessor especial foi um dos mais criticados pela Oposição no governo de Tião Viana. Agora, com esses cinco assessores nomeados até o momento e com os dois secretários extraordinários, Gladson Cameli vai gastar mais de R$ 1,6 milhão por ano. Dinheiro que poderia ser utilizado para contratar médicos, enfermeiros, professores e outros profissionais.

Problemas

A montagem das Comissões da Aleac, certamente trará muitos problemas para o governador Gladson Cameli. Sem uma base sólida, só mesmo em números, ele corre o risco de perder o pouco controle de vez que ainda tem. Os próprios aliados já estão brigando nos bastidores.

nicolau

Moralizando

Os deputados Nicolau Júnior (Progressistas) – presidente da Aleac e Luiz Gonzaga (PSDB) – primeiro-secretário, estão dispostos a diminuir o número de cargos comissionados no Legislativo. A intenção é evitar gastos desnecessários, seguindo o exemplo do governo do Estado para evitar gastos desnecessários e economizar o máximo possível.

prefeita

Forte

A popularidade da prefeita Socorro Neri vem crescendo muito. Mesmo com alguns ataques covardes e até mesmo o velho fogo amigo, ela vem realizando um excelente trabalho, dialogando com a população e levando solução para os principais problemas apresentados. E não tem sido fácil. Além da cheia do Rio Acre, dos casos de dengue, alguns políticos tentam atrapalhar sua gestão.

protesto

Protesto

Falando em Assembleia Legislativa, servidores estão colhendo assinaturas para entregar um documento à Mesa Diretora, pedindo que um servidor não seja nomeado para cargo de chefia. Eles afirmam que o rapaz, mesmo depois de sujar o nome do Legislativo com envolvimento em processo na Justiça Federal, trata a todos com ignorância, inclusive, os servidores mais antigos.

rutembergBaixa

Comentário nas redes sociais ontem era a possível saída do jornalista Rutembergue Crispim, apresentado pela secretária Silvania Pinheiro, como pessoa de confiança e o número 2 da Comunicação. Os motivos que levaram ele a tomar essa decisão não se sabe, mas sabe-se que o governo perde um grande profissional e um cara de caráter e respeito.


Sugestões de pauta? Envia para o e-mail opiniaoredacao@gmail.com