Produção agrícola do Acre deve crescer 18% em 2017, diz levantamento do IBGE

A produção de cereais e leguminosas deve crescer 18% na safra 2017 na comparação com o período anterior. A área plantada, que era de 48.204 hectares subiu para 50.426 hectares –ou 4,6% maior que na safra passada. Os dados constam da pesquisa Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgada nesta quinta-feira, 9, pelo IBGE.

Nessa avaliação para 2017, o Mato Grosso liderou como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 24,3%, seguido pelo Paraná, com 18,7%, e Rio Grande do Sul (14,8%), que, somados, representaram 60,3% do total nacional previsto. Outros Estados importantes na produção de grãos foram Goiás (10,1%), Mato Grosso do Sul (7,7%), Minas Gerais (5,9%), Bahia (3,6%), São Paulo (3,6%), Santa Catarina (2,9%) e Maranhão (2,0%) que integram também o grupo dos dez maiores produtores do País.

As previsões locais também são muito otimistas: com uma produção recorde de milho prevista para este ano no estado, o governo vai apoiar os agricultores para a colheita, estimada em 50 mil toneladas, com serviços de mecanização.

O Acre não alcança um dígito na produção nacional, mas não está sozinho nesse contexto. Amapá, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Alagoas e Amazonas também marcam 0% de representatividade na agricultura brasileira, segundo o IBGE. Veja o quadro: