Policial e servidor de ministério se armam e trocam ameaças de morte

Um policial civil aposentado e o sobrinho dele, servidor do Ministério da Fazenda, foram alvo de mandados de busca e apreensão, no âmbito de operação desencadeada pela 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia), nesta quinta-feira (7/3). Eles trocavam ameaças de morte em razão de uma disputa de terras.

O objetivo da busca era a apreensão de armas de fogo, acessórios e munições utilizados pelos investigados para ameaçar um ao outro, em razão de uma disputa familiar envolvendo uma chácara localizada em Brazlândia. Segundo as investigações, no dia 21 de outubro de 2023, os dois fizeram ameaças mútuas de morte no lote alvo de disputa.

Tio e sobrinho se desentenderam, pois não concordavam com a quota que cada um teria direito no imóvel, que é objeto de partilha, em razão de direito de herança que ambos possuem.

Veja imagens da operação:

Passagens criminais

O servidor do Ministério da Fazenda tem antecedentes criminais por porte de arma de fogo e disparo, falso testemunho, tentativa de homicídio, injúria, ameaça, lesão corporal, falsa identidade e lesão culposa no trânsito. A operação apreendeu duas pistolas, cerca de 100 munições e apetrechos para armazenamento das armas.

Já o policial aposentado não tem antecedentes criminais, porém, mantinha uma pistola com registro vencido desde 5 de novembro de 2012.

Em razão das circunstâncias envolvendo os autores e as ameaças de morte proferidas por ambos, a 18ª DP representou pela apreensão dos armamentos com o objetivo de cessar as ameaças e inibir uma conduta mais grave dos suspeitos, o que foi deferido pelo Poder Judiciário de Brazlândia.