Perpétua Almeida

Do seringal ao Senado, essa jovem mulher trás no sangue o espírito de liderança e de defesa a população carente. Perpétua Almeida é natural do seringal Cruzeiro do Vale, hoje pertencente ao município de Porto Walter. Viveu na comunidade até aos 14 anos de idade, a filha caçula de uma família de 15 filhos, daí então, a menina guerreira conheceu as comodidades urbanas e ter conhecimento e vivencia com luz elétrica, chuveiro e televisão. Passou boa parte da adolescência vivendo no convento das irmãs Dominicanas em Cruzeiro do Sul. Sua trajetória é uma conquista de determinação, responsabilidade e comprometimento. A professora e bancária, voltou à Câmara dos Deputados porque construiu um projeto político onde a sociedade apostou novamente em seu trabalho para dar continuidade aos projetos que vem ao encontro com os anseios da população. Vejam parte da história dessa mulher que é o retrato da Mulher Brasileira.

Mini biografia

Curso superior incompleto de Ciências Sociais, Pedagogia e Gestão Pública.

Deputada federal no 4º mandato, foi a única candidata da esquerda no Acre, a conquistar um mandato para o Congresso Nacional no pleito de 2018.

Em 2000, foi eleita a vereadora mais votada da Frente Popular em Rio Branco. Por duas vezes, eleita a deputada federal mais votada do Acre.

Perpétua foi a única filha de seringueiro – Soldado da Borracha -, a chegar no Congresso Nacional. Seu pai trabalhou no corte da seringa para ajudar o Brasil no esforço de guerra durante 2ª Guerra Mundial.

Anos depois Perpetua trocou a vida religiosa no convento pela política, participando de vários movimentos sociais. Colaborou na criação da Pastoral da Juventude e foi uma das fundadora da UMAM – União Municipal das Associações de Moradores.

Servidora pública da Secretaria de Educação do Acre ajudou na criação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação. Ex-bancária, Perpétua foi presidente do Sindicato dos Bancários do Acre por dois mandatos.

Nas comunidades rurais do Acre, Perpétua é conhecida como “a mulher das espingardas” por sua luta em garantir, no Estatuto do Desarmamento, o porte de armas para os moradores da floresta, caçadores de subsistência. Foi líder da Bancada do Acre, presidenta da Comissão Especial de Políticas de Enfrentamento a Desastres, onde se gestou o Marco Regulatório da Defesa Civil. Coordenou a participação do parlamento brasileiro na Rio+20 e criou o “Arboreto das Nações” onde as mais de 80 Embaixadas presentes no Brasil, plantaram uma árvore imortalizando a parceria do Brasil com esses países.

Perpétua presidiu a Comissão de Inteligência do Congresso Nacional e a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos deputados. Foi a primeira coordenadora da Subcomissão Permanente de acompanhamento dos Projetos Estratégicos das Forças Armadas.

Durante os mandatos teve atuação destacada na defesa da Soberania Nacional, fortalecimento das Forças Armadas, proteção das fronteiras brasileiras e incentivo à Indústria Nacional de Defesa.

Durante os mandatos de deputada federal Perpétua defendeu lutas de interesse do Acre e da Amazônia como: A indenização dos Soldados da Borracha, o reconhecimento dos “contaminados pelo DDT”, o porte de armas para moradores de comunidades rurais; encampou a luta pela votação da liberação do transporte e reconhecimento da categoria dos mototaxistas.

Perpétua apoiou os brasileiros que fazem medicina no exterior, especialmente os jovens acreanas na Bolívia, negociou e articulou com governo e embaixada da Bolívia melhores condições para os brasileiros que estudam naquele país, sendo seu gabinete a principal referência dos estudantes de medicina na Bolívia e encampou a luta pelo Revalida justo.

Ela articulou a realização do Enem nos municípios isolados, beneficiando no Acre Jordão, Santa Rosa, Porto Walter e Thaumaturgo.

Dedicou-se a apoiar a produção rural, atendendo ribeirinhos e produtores, ajudou as comunidades terapêuticas que recebem jovens em dependência das drogas e articulou varias praças, quadras de esportes, ginásios e academias comunitárias apoiando o esporte, a cultura e o lazer da juventude no Acre.

No final do mandato de deputada federal Perpétua articulou a criação do Instituto Brasileiro de Estudos Estratégicos de Defesa e Inovação- IBEDI – para acompanhar e incentivar a indústria nacional de defesa.

Perpétua fez parte da equipe de gestores do Ministério da Defesa, de 2015 a 2016, sendo a 1ª mulher a ocupar a Secretaria de Produtos de Defesa/SEPROD.

Pelos serviços prestados à parceria Brasil/França, no projeto de construção do submarino nuclear brasileiro, Perpétua Almeida recebeu do governo francês a condecoração Legião de Honra, Medalha criada em 1802 por Napoleão Bonaparte.

Como deputada Federal recebeu todas as condecorações das Forças Armadas brasileiras, Marinha, Exército e Aeronáutica e Ministério da Defesa, pelos serviços prestados à Defesa Nacional.

Participou do “Processo HOFFMAN – curso intensivo de Autoconhecimento, que proporciona desenvolvimento das Inteligências Emocional e Comportamental, fornecendo instrumentos para ampliação da espiritualidade e busca de um mundo melhor”.

Frequenta os cursos e treinamentos na Amana-key, na área de “Gestão Estratégia, Liderança Transformadora e Gestão para Novos Tempos”, voltado para as Organizações públicas e privadas.

Perpétua é aluna do curso “Gestão Pública em Processos Gerenciais” – educação à distância.


“Mamãe eu Quero”

É o Baile infantil realizados por Meyre Manaus, que tem como publico alvo os “baixinhos”, que terão oportunidade de vivenciarem um Baile Carnavalesco, cheio de muita alegria e descontração. Quando acontecerá? Dia 3 de março de 2019, domingo. Onde será esse mega baile? No Afa Jardim! Qual horário? Das 17h as 21h. Atenção pais que querem ver seus filhos se divertirem no Baile “Mamãe eu Quero”, mais informações através do contato: 99962-8282.


Ivan Santos e familia

Dr Rodrigo 

mae filha