O impacto da automação robótica de processos e inteligência artificial no controle interno

Por Cristiany Sales*

O mundo está em constante transformação, e as empresas se deparam com um cenário dinâmico e competitivo. Nesse contexto, a busca por otimização, eficiência e confiabilidade é crucial para o sucesso. No âmbito do controle interno, a automação robótica de processos (RPA) e a inteligência artificial (IA) surgem como ferramentas inovadoras, com potencial para revolucionar a forma como as organizações gerenciam seus riscos e garantem a confiabilidade de suas informações, mas também apresentam desafios que precisam ser considerados.

A RPA permite automatizar tarefas repetitivas e manuais, liberando os profissionais para se concentrar em atividades mais estratégicas e de alto valor. A IA, por sua vez, oferece recursos para analisar grandes volumes de dados, identificar padrões e prever anomalias, auxiliando na detecção de fraudes e erros. Essa mudança contribui para o aumento da produtividade e da eficiência operacional, liberando tempo e recursos para atividades que geram maior retorno para a empresa.

A IA oferece recursos para analisar grandes volumes de dados de forma rápida e precisa, possibilitando a identificação de padrões, tendências e anomalias que poderiam passar despercebidos por métodos tradicionais. Essa capacidade aprimora a detecção de fraudes, erros e ineficiências, auxiliando na prevenção de perdas e na otimização dos processos.

A combinação da RPA e da IA fornece insights valiosos para a tomada de decisões estratégicas. A automação de tarefas libera tempo para que os profissionais se dediquem à análise crítica dos dados, enquanto a IA fornece informações precisas e relevantes para embasar decisões mais assertivas e eficazes.

A implementação da robotic process automation e da inteligência artificial pode gerar economia significativa de tempo e recursos financeiros, otimizando os processos e reduzindo a necessidade de mão de obra para tarefas repetitivas. Além disso, a análise avançada de dados possibilita a identificação e mitigação de riscos de forma mais eficiente, prevenindo perdas e protegendo a empresa contra fraudes e erros. Mas exige investimento em tecnologia e treinamento de pessoal para garantir a correta utilização das ferramentas e a adaptação dos profissionais à nova realidade de trabalho.

A mudança cultural é fundamental para o sucesso da implementação da RPA e da IA. A organização precisa estar aberta à inovação e disposta a adaptar seus processos e métodos de trabalho para tirar o máximo proveito das novas tecnologias.

É importante acompanhar as mudanças na legislação e adaptar os processos para garantir a conformidade com as normas e regulamentações em vigor.

A automação e a inteligência artificial não significam necessariamente a perda de empregos, mas sim a mudança na natureza do trabalho. As empresas que se adaptarem a essa nova realidade serão as que mais se beneficiarão.

É importante que os profissionais de controle interno se mantenham atualizados sobre as novas tecnologias e se preparem para as mudanças que elas trarão.

A automação robótica de processos e a inteligência artificial representam um marco na evolução do controle interno. No entanto, sua implementação exige planejamento cuidadoso, gestão de riscos e atenção às questões éticas. O sucesso da adoção dessas tecnologias dependerá da capacidade das empresas se adaptarem às mudanças e de utilizá-las de forma responsável e estratégica. As empresas que se adaptarem a essas novas tecnologias estarão mais bem posicionadas para enfrentar os desafios do futuro.

* Cristiany Sales é controladora interna da Agência de Negócios do Acre (Anac S.A.). Com formação em Pedagogia, possui pós-graduação em Auditoria Empresarial; Pedagogia Empresarial com Ênfase em Gestão de Pessoas; Justiça Restaurativa e Mediação de Conflitos; e Planejamento e Gestão

The post O impacto da automação robótica de processos e inteligência artificial no controle interno appeared first on Noticias do Acre.