No Dia Internacional dos Povos Indígenas, cantor e compositor Yuri Carvalho lança música em defesa da Amazônia

Canção Amazône-se será lançada no dia 9 de agosto nas plataformas digitais. Parte do valor arrecadado com a música será destinada à SOS Amazônia.

No Dia Internacional dos Povos Indígenas, celebrado no dia 09 de agosto (terça-feira), o cantor e compositor paraibano Yuri Carvalho lança sua mais nova canção, intitulada “Amazône-se”. A música poderá ser ouvida a partir das 00h nos aplicativos de streaming digitais, já o lyricvídeo, uma espécie de vídeo que divulga a letra da canção em formato animado, estará disponível no canal do artista no YouTube (http://www.youtube.com/YuriCarvalhoOficial) a partir das 19h, do mesmo dia.

Ratificando suas pautas e valores de vida, o artista combina o fazer artístico com o compromisso e a responsabilidade socioambiental no instante em que destinará cerca de 25% dos royalties da canção a projetos de preservação da Amazônia e de seus povos indígenas. Os valores serão remetidos à SOS Amazônia, ONG de conservação ambiental sediada em Rio Branco, no Acre.

“A canção ‘Amazône-se’, como o próprio nome já diz, trata da proteção da floresta Amazônia e de seus povos originários. Traz à tona o papel de protagonista de toda a sociedade civil nesse contexto”, destaca Yuri, que conta como representante fonográfico o selo “Aurora Artística”.

A tônica da canção, que estará no primeiro álbum do artista, é apresentar a mistura dos ritmos e a versatilidade do artista Yuri Carvalho. “Eu me considero um artista que vê em sua música uma ponte para o bem maior. Através dela consigo advogar perante minhas causas, bandeiras de luta e pautas. Como trabalho na ONG ‘Olho do Tempo’, cujo principal viés é a arte-educação ambiental, compus ‘Amazône-se’ como algo que eu pudesse ratificar uma dessas bandeiras. Destinar parte dos dividendos dessa canção será um grande prazer, pois, dessa maneira, terei a certeza de que estou contribuindo de maneira efetiva com a preservação da Amazônia e dos povos daquela terra tão grande e sofrida”, acredita Yuri.

SOS Amazônia
Na década de 1980, grandes áreas de florestas foram substituídas por pastagens na Amazônia. Naquela época, o movimento dos seringueiros, no Acre, unia forças para empatar a devastação e garantir o direito de posse das suas colocações. Movidos pela resistência dos guardiões da floresta, no dia 30 de setembro de 1988, na cidade de Rio Branco, estado do Acre, professores, estudantes universitários e representantes do movimento social, incluindo o ativista e seringueiro Chico Mendes, criaram a Associação SOS Amazônia, tendo como objetivo principal proteger a Floresta Amazônica, apoiando as populações tradicionais.

Num cenário de conflitos por ocupação de terras, a entidade dedicou-se a expor, em praça pública, dados e fotos sobre o desmatamento na região, a fazer denúncias das ameaças sofridas pelos seringueiros, distribuir materiais informativos e a dialogar com as pessoas sobre o tema, visando mobilizar a sociedade e facilitar a compreensão sobre as causas e consequências da destruição que estava acontecendo.

Diante do delicado momento que os extrativistas viviam, além das campanhas de conscientização, logo surgiu a necessidade da instituição, em desenvolver projetos, propor e implementar políticas públicas com foco na difusão de modelos e práticas para preservação da biodiversidade e do desenvolvimento sustentável, iniciativas que pautam, cotidianamente, o dever de cumprir a missão da SOS Amazônia, que é “Promover a conservação da biodiversidade e o crescimento da consciência ambiental na Amazônia”.

Serviço
Lançamento do single e lyricvideo “Amazône-se”
Quando: Disponível a partir da 00h do dia 09/08/22
Onde: aplicativos de música Spotify, Deezer, iMusic, Tidal
Clipe: disponível às 19h no http://www.youtube.com/YuriCarvalhoOficial
Crédito foto: Agda Aquino
Contato: (83) 991055264