Connect with us

Cotidiano

Mutirão de mamografias no CAD atende mulheres para prevenir câncer de mama

Mulheres com idade entre 50 e 69 anos participam, nos dias 8 e 9 de março, de um mutirão de atendimentos para realização de mamografia. O atendimento é realizado no Centro de Apoio ao Diagnóstico (CAD). A meta é atender 110 mulheres neste período.

Published

on

Mulheres com idade entre 50 e 69 anos participam, nos dias 8 e 9 de março, de um mutirão de atendimentos para realização de mamografia. O atendimento é realizado no Centro de Apoio ao Diagnóstico (CAD). A meta é atender 110 mulheres neste período.

O mutirão é parte das comemorações pelo Dia Internacional da Mulher e acontece em parceria com a Associação Brasileira de Mastologia. O exame é feito e o resultado entregue em uma semana, e, caso ocorra alguma alteração já é feito o encaminhamento imediato para o Centro de Controle Oncológico do Acre (Cecon), segundo informou a coordenadora da área técnica de saúde da mulher, Maria Tereza Monte.

“Nós estamos realizando essa ação de intensificação dos exames de mamografia, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, para aquelas que compõem a faixa etária de 50 a 69 anos que nunca realizaram a mamografia ou que já fizeram alguns anos atrás”, explica Maria Tereza.

Toda esta ação é para reforçar a importância de fazer o exame e trabalhar preventivamente para combater o câncer de mama. A coordenadora defende que é importante disseminar informação, principalmente para aquelas que moram mais distantes que sempre encontram uma dificuldade que as impede de realizar o exame.

“E acaba que elas procuram o diagnóstico, muitas vezes, com um estágio de câncer avançado. Então o nosso objetivo é alcançar essas mulheres para que elas tenham o acesso garantido”, ressalta.

Advertisement

Essa é a faixa etária do rastreamento onde há a maior incidência dos cânceres de mama. Para dar visibilidade e alcançar este grupo foi feito um trabalho de rastreamento e divulgação. Dona Alda Lopes do Nascimento, 59 anos, viajou mais de 30 km para receber o atendimento e conta que o último exame que realizou foi há mais de cinco anos.

“Mesmo com medo a gente acaba adiando, mas com esse mutirão aproveitei, mesmo com sacrifício, para vir. A gente tem sempre que procurar recursos para se cuidar, então não tem mais porque ficar esperando”, conta.

O câncer de mama, se diagnosticado precocemente, tem cura. Às vezes um tratamento rápido dispensa até mesmo a quimioterapia, no entanto, é necessário um diagnóstico feito ainda cedo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *