Mudanças marcam adesão ao ensino integral em Rio Branco

O inicio do ano letivo começou um pouco mais tarde em algumas escolas da capital. O motivo: transição para o ensino integral. Agora, sete escolas passam a adotar o modelo de ensino. A aula inaugural ocorreu na sexta-feira, 31 de março, mas o acolhimento nas unidades de ensino começou na segunda-feira, 3.

Para o inicio deste novo ciclo foram muitas mudanças desde o acréscimo de disciplinas na grade curricular, à capacitação dos professores e gestores à adequação da escola para receber os alunos.

A coordenadora de ensino da escola Glória Perez, Elizabeth Ribera, conta ao Opinião que todos estão diante de um novo desafio, mas as perspectivas são as melhores possíveis.

“Foram várias mudanças que tivemos. A começar pela estrutura de horário, o aluno entra às 7h30 e sai às 17 horas. Ele tem almoço, lanche da manhã e lanche da tarde”, explica.

Os professores do quadro, a partir de agora, passam a ter dedicação exclusiva à escola. Além disso, outras cinco disciplinas passam foram acrescidas para que os estudantes possam avaliar o que desejam para o futuro. A soma com as 13 já existentes formam uma grade de 18 disciplinas.

Passam a integrar a parte diversificada: Projeto de vida, estudo orientado, e eletivas que pode ser chamado de cardápio de disciplinas oferecidas onde eles farão a escolha e conta com seis meses de duração.

A escola que funcionava, até 2016, com mais de mil alunos, teve reduzido pela metade esse número, em virtude da mudança. “Teve que diminuir porque nós tínhamos 13 salas funcionando nos dois turnos e agora é o mesmo número para o dia inteiro, então foi necessária a redução”, explica Elizabeth.

Para iniciar o ano letivo, os professores e gestores passaram por treinamentos intensivos, de imersão com a ajuda dos institutos que estão parceiros da nova proposta para o ensino.

A gestora diz que o objetivo da mudança é fazer com que o estudante seja protagonista na escola e seja atuante. “Foi uma mudança até de mentalidade que tivemos. E estamos juntando as forças, com o talento de cada um, a gente vai vencendo as dificuldades. Aceitamos o desafio e estamos dispostos a enfrentar o que vier pela frente”, conclui.