Conecte-se conosco

Cotidiano

MP descarta fechamento de CAV, mas confirma contenção

O Ministério Público Estadual (MP/AC) negou através da assessoria de comunicação o fechamento do Centro de Atendimento a Vitima (CAV). A possibilidade foi levantada após o órgão ter divulgado a exoneração de cargos comissionados, porém o MP confirmou que a está realizando uma reestruturação.

Publicado

em

O Ministério Público Estadual (MP/AC) negou através da assessoria de comunicação o fechamento do Centro de Atendimento a Vitima (CAV). A possibilidade foi levantada após o órgão ter divulgado a exoneração de cargos comissionados, porém o MP confirmou que a está realizando uma reestruturação.

“O CAV não foi fechado, não procede essa informação. Todos os órgãos e serviços do MP funcionaram normalmente nesta sexta-feira”, afirmou a assessoria de comunicação do órgão.

Presidente do Fórum de ONGS LGBT do Acre, Germano Marino, foi uma das pessoas que levantou o questionamento quanto a possibilidade de fechamento do setor. Em sua página em uma rede social, ele disse que a população, em especial as minorias ficariam prejudicados com o encerramento do serviço.

“Estamos de LUTO, pois o único instrumento de atendimento as vítimas de violência por LGBTfobia no Estado do Acre, o CAV fecha suas portas ao atendimento, no Ministério Publico do Estado do Acre, neste 1° de Fevereiro de 2019”, escreveu.

Marino disse que ainda que “De 2016 até este 01 de fevereiro de 2019, era o único lugar em que nós vitimas de violência LGBT, mulheres e crianças, poderíamos recorrer ao atendimento com advogado, assistente social, psicólogo e uma equipe empenhada de atendimento e resolutividade, para as demandas oriundas ao estigma da discriminação por orientação sexual, identidade de gênero, abusos e violência as mulheres”, disse.

Propaganda

O Ministério Público por sua vez, informou que “tendo em vista o cenário de crise econômica que tem afetado as esferas públicas e privadas do Estado do Acre, assim como nos demais estados brasileiros, o MPAC vem adotando, desde outubro do ano passado, algumas medidas para adequar as despesas ordinárias e extraordinárias do órgão, a fim de compatibilizá-las com a realidade econômica e financeira que se apresenta”.

Segundo o MP, em outubro de 2018 foi instalada a Comissão de Reorganização da Estrutura Administrativa do MPAC, pela procuradora-geral de justiça Kátia Rejane com o objetivo de encontrar soluções para reduzir gastos sem comprometer os serviços.

“Ainda que algumas medidas tenham sido adotadas, os principais serviços de atendimento à sociedade – aqueles que demandam o MPAC enquanto função essencial à justiça e órgão tutelar defensor e garantidor de direitos – não serão interrompidos, como é o caso do Centro de Atendimento à Vítima (CAV), Núcleo de Apoio e Atendimento Psicossocial (Natera) E Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) – órgãos auxiliares do Ministério Público”, garantiu.

Ainda de acordo com o órgão, “Desta forma, ainda que haja uma redução no contingente de pessoal em alguns setores do órgão, todos os serviços supramencionados continuarão sendo realizados à sociedade, sem prejuízo das atividades essenciais do Ministério Público do Estado do Acre”, explicou.

Propaganda
Güzgüyə çatdıqdan sonra saytda qeydiyyatdan keçmək ötrü aşağıdakı addımları yerinə yetirməli olacaqsınız. yüklə android apk 1win AZ-a mərc etməyə başlamaq üçün ilk növbədə qeydiyyat prosesindən keçməlisiniz. canlı və kiberidman bölmələrinə İlk dörd əmanət arasında bölüşdürülmüş 500% mülayim gəlmisiniz bonusumuzu mobil tətbiqetməmizdə də tələb edə bilərsiniz. bundan əlavə Bəli, mərc platforması rəsmi lisenziya ilə tənzimlənir. mobil əmsallarımızdan istifadə