Jenilson apresenta emendas que beneficiam servidores da Saúde

O deputado Jenilson Leite (PCdoB) disse durante a sessão desta quinta-feira (23) que é necessário iniciar uma discussão para incluir os servidores do Pró-Saúde nos debates que envolvem melhorias de trabalho e salariais para essa categoria da Saúde. Ele frisou que buscará junto à Secretaria de Estado de Saúde dialogar a respeito do assunto.

“Queria ressaltar a importância de estarmos dialogando com os servidores do Pró-Saúde. Precisamos, sim, abrir o diálogo com esses servidores, pois eles são tão importantes quanto às demais áreas da saúde pública. Vamos após essa negociação, abrir as conversações com a Sesacre”, salienta o deputado comunista.

Jenilson Leite reconheceu o esforço do governador Tião Viana para possibilitar reajustes ao funcionalismo público de diversas categorias, mesmo em tempos de crise financeira em todo o país. “Friso que mesmo em um momento em que a situação econômica não é tão boa, conseguimos conceder esses reajustes aos nossos servidores”, pontua.

O parlamentar comentou as emendas apresentadas ao Projeto de Lei Complementar nº 6/2017, que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores da Saúde do Estado. Cinco das emendas são modificativas e uma aditiva.

Entre as emendas está a que faz a inclusão dos servidores da Fundação Hospitalar no plano e trata dos prazos dos reajustes que vão ser concedidos aos servidores. Outra mudança proposta pelo deputado é em relação a nomenclatura dos motoristas de ambulância, que agora passam a se chamar condutores de ambulâncias.

Quanto aos profissionais médicos, esses votaram pela aprovação das medidas apresentadas pelo Executivo em assembleia no Sindicato dos Médicos do Acre. “Os médicos votaram em função da proposta do governo. Quanto aos plantões extras, compreendem 10% da carga horária”, disse o parlamentar ao reconhecer que esse percentual precisa ser levado para outras categorias e ampliado.

Outra proposta apresentada por Jenilson condiciona o secretário de Saúde a aumentar o valor dos plantões, caso julgue necessário fechar a escala nos finais de semana e feriados.

Finalizando, ele agradeceu aos sindicatos e ao governador Tião Viana por chegarem a um consenso quanto à matéria, que é de fundamental importância para os servidores da Saúde do Acre.